A aula do Veríssimo – Pequenos tópicos

 

Quando Bush estava na presidência, e propunha sanções contra o Iran, os nossos editorialistas e  articulistas ficaram neutros, ou insistiam em “mais negociações”. Usavam a expressão  “tratamento diferenciado” se referindo à Coréia do Norte, dessa maneira desconhecendo a imensa diferença para um país que havia obtido a bomba durante o período da Guerra Fria. Bush deixou claro que se as sanções não funcionassem o uso da força seria uma opção, ponto que Obama prefere ignorar. Na época, Lula  dizia muito enfático: “até agora o Iran não fez nada de errado!”, cometendo inequívoco ato falho. Bem, com Obama presidente, e um Lula completamente destrambelhado, indo para Teerã e desafiando meio mundo, a imprensa mudou , e ridiculariza cada palavra de quem voltou a ter o radicalismo do antigo metalúrgico.

                      -.-.-.-.-.-.–.–.-

Uma verdadeira confissão de fé o discurso de Obama na reunião atômica : “Quer nós queiramos, ou não, os Estados Unidos são uma superpotência”. Longe da frase ser desafiadora, ele está querendo dizer que infelizmente é presidente de um país que se tornou poderoso. Sendo assim, pede desculpas. Trata-se de um liberal, e está na essência do liberalismo não se sentir confortavel nessa posição. Esses bananas sentem culpa por tudo, até pelos próprios méritos.

                                              -.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Todo dia tem desastre na China. E sempre falta esparadrapo para as vitimas. Mas, o sonho da esquerda é ver esse país CHATÍSSIMO ser o primeiro do mundo. Dos correspondentes estrangeiros só a Claudia Trevisan, do Estadão, gosta de lá – pelo menos gostava, vai ver que já não aguenta mais. A Sônia Bridi, da Globo, O Gilberto Scofield, do Globo, todos contavam os dias, pressionavam suas empresas, para irem embora. Um posto de sacrifício, com posterior recompensa. A Sônia foi para Paris, e o Gilberto ficou algum tempo em Washington.

                -.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-

Todo dia os chineses insinuam que vão apoiar sanções contra o Iran e depois fica tudo na mesma. Ele nos tratam feito uns bobos. A Patrícia Mendes, do Estadão, diz que não, que é a Casa Branca que mente quando afirma que os chinos concordaram. Então deve ser uma sucessão de mentiras de Bush e Obama, porque essa história vem desde os tempos do ex-presidente. Perguntem aos empresários brasileiros que já viram inúmeros negócios serem “fechados”,  e depois nem são recebidos quando voltam à Pequim. Eu assisti a um desses episódios e repito: o que um chinês fala não se escreve.

                          -.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.–

As forças armadas do Paquistão mataram 73 civis e nenhum taleban. Notícia sem destaque. Um dos nossos grandes jornais nem publicou. Se fossem os Estados Unidos seria manchete de primeira página, e escândalo para o resto da eternidade. Mas não deixaram de colocar na última linha uma coisinha para a gente não perder o costume. Era mais ou menos assim: “os paquistaneses disseram que estão sofrendo muita pressão das forças armadas americanas”. Ah, bom, está explicado, a culpa é deles, dos malditos americanos!

                   -.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.–.–    

Dentro do velho estilo Jimmy Carter os liberais americanos estão atacando o governo Uribe, da Colômbia. Até que houve um intervalo grande para o episódio de Honduras,quando eles ficaram, como sempre, do lado do inimigo. Uribe, da Colômbia, Howard da Austrália, e Tony Blair, Inglaterra, foram os únicos chefes de estado condecorados por Bush com a mais alta comenda para civis, a Medalha da Liberdade. Tiveram uma conduta exemplar com os Estados Unidos. Uribe foi um parceiro perfeito no combate ao narcotráfico, e Howard e Blair firmes aliados nas ações militares   

                    

A super incompetente AIEA ( Agência Internacional de Energia Atômica) disse que desde 1990 foram registrados 18 incidentes em que material atômico foi roubado ou perdido, a maioria deles na Geórgia. Claro que deve ter sido muitíssimo mais. (É feito denúncia de roubo no Brasil). Por enquanto temos a impressão falsa de que somos senhores da situação, o número de mortos pelo terrorismo é pequeno, e vamos levando a vida malhando os Estados Unidos e os seus “excessos”, a sua “violência” no Iraque, Afeganistão, Paquistão, e em todo o mundo. Adolescentes birrentos que somos, condenamos a CIA, Guantânamo,os soldados “assassinos” que matam civis no ataque aos criminosos, e pensamos que tudo vai estar bem para sempre. De uma hora para a outra vamos levar um susto. Terroristas com bombas bacteriológicas impondo suas condições, não só aos Estados Unidos, mas a nós também. Aí vai ser tarde demais.

                    -.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.—.-.-.-.-.–

O famoso cientista e ateísta, Richard Dawkins, resolveu prender o Papa. A acusação é encobrir crimes de pedofilia. Realmente, esses caras não devem ser muito mais inteligentes do que nós. O ditado ” o gênio é dez por cento de inspiração e noventa por cento de transpiração” está correto.

                                                       -.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Nem amarrado eu vou ler o Veríssimo, mas sem querer passei os olhos pela crônica e me interessei. O título é “O patrono”. Um espanto de audácia da ignorância. Embolou elogio à economia brasileira com Marx, Henry Ford, nazismo, Argentina, Operação Bandeirante, e partiu para altas considerações macroeconômicas: ” Ford e o fordismo não foram os únicos responsáveis pela industrialização acelerada dos Estados Unidos a partir dos  anos 20″, e O que deve interessar a todo mundo é que está se criando uma coisa que até agora não existia no Brasil, um grande mercado consumidor interno“. Termina com a frase lapidar:  “E ficou ( Ford) como exemplo  de racionalidade econômica a ser seguida. No caso do Brasil dos últimos cinco anos, um pouco tarde”. Nossa ! Em poucas linhas uma obra seminal! O que aprendemos sobre economia  nunca mais será o mesmo!

16 abril, 2010 às 01:17

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (5)

 

  1. Antonio Luís disse:

    Prezado Cláudio Mafra,
    “…do presidente, que voltou a ser metalúrgico”.
    Meu pai e meu avô foram metalúrgicos.
    “Metalúrgico” é um substantivo.
    Todavia, noto que vc usou a palavra como adjetivo.
    Gostaria de perguntar:
    1. Por que?
    2. Qual o significado do adjetivo “metalúrgico” para vc?
    Obrigado por qualquer esclarecimento.
    Antonio Luis de Barros

    • claudio mafra disse:

      Nada contra os metalúrgicos, muito pelo contrário. O que eu quis dizer foi que Lula-presidente voltou ao radicalismo dos seus tempos de metalúrgico quanto à política externa do país.O que escrevi pressupunha um acompanhamento de outros textos no blog, o que não está correto, ja que o leitor não deve ser obrigado a ler minhas “obras completas”. Vou reformular. Agradeço a observação.

  2. Sonia Bridi disse:

    Caro Cláudio,
    um amigo me alertou sobre o seu blog, no qual afirma que eu não via a hora de ir embora da China. Você, provavelmente, não leu o meu livro LAO WAI – HISTÓRIAS DE UMA REPÓRTER BRASILEIRA NA CHINA, no qual, é verdade, faço várias críticas ao governo e ao estado de coisas da China, e um milhão de elogios ao povo chinês. Daí a dizer que não gostei da China, fica por sua conta exclusivamente. Muito pelo contrário, ADOREI A CHINA! Se há algum lugar do mundo que eu qualificaria de CHATÍSSIMO hoje em dia, é os Estados Unidos da América do Norte.
    Depois dessa, sinceramente, acho que você deveria postar um blog exclusivamente para promover o meu livro. Aliás, você tem alguma foto sua provando que soltou papagaio em Tiananmen?
    Cordiais Saudações,
    Sonia Bridi
    PS – vou repassar seu blog para o GILBERTO, que, tenho certeza, vai lhe responder à altura

    • claudio mafra disse:

      Cara Sônia,

      Eu não li o seu livro.O que escrevi está relacionado às suas observações em almoços, jantares e lugares onde estivemos juntos. Negar deve estar ligado á sua carreira. Não pensei nisso quando escrevi, ou não o teria feito. Isso deve justificar a sua agressividade, aliado ao fato de que divergimos radicalmente no tocante á política.
      Se houve alguma coisa que fiz de bom em Pequim, quase metódicamente, foi soltar papagaios na Tiananmen. ( e também naquele parque perto da embaixada). Gostei tanto por serem enormes e lindos que contando todo o tempo de China comprei dezenas. Papagaios e manivelas. Não tenho nenhuma foto e também não a publicaria só por causa do desafio bobo.Fico pensando se você se arriscou nessa afirmação ou se sabia disso, já que é uma ENORME coincidência. Ou será que escrevi em algum lugar ? Fotos em que apareço são raras, não gosto, mas sinto falta de me ver com os papagaios. Poderia ter pedido ao Cadú ( correu junto comigo para pegar um que teve a linha cortada) ou ao Hugo, ou a Luiza. Deve ter sido por não ser novidade para mim. Eu fazia e soltava os meus papagaios quando era criança. Esses papagaios chineses eu também soltei em Sidney, na Austrália, e foram maravilhosos para mim nas praias da cidade do Cabo, na África do Sul. Trouxe o que pude para o Brasil.Ao lado do passeio no Yang-Tsé, papagaios foi o que de melhor aconteceu comigo na China

      Isso foi muito, muito, mesquinho da sua parte. E se referir ao Gilberto é também um golpe maldoso. Ele não vai dar nenhuma “resposta à altura”. É meu amigo, não é mentiroso, não vai se prestar ao papel que você designou para ele, mas fica a dúvida, não é ? Vocês são colegas da mesma empresa, e também não vale a pena para ele comprar briga alheia. E deixe de ser cafona, Sônia. Ainda mais com essas “cordiais saudações”.

  3. Antonio Luís disse:

    Prezado Mafra,
    agradeço a retificação, prova de que vc é uma pessoa generosa e nada dogmática. Tive de sair a campo para defender os velhos, pois, graças à dura labuta desses dois mineiros que traziam o aço n’alma, como dizia o poeta, pude superar o “triste horizonte, destroçado amor”, de que falava ainda o poeta de Itabira, e proporcionar uma nova perspectiva de vida aos meus filhos. Continuo seu leitor, mesmo porque, afora o pequeno deslize, concordo em genero, número e grau com o ponto de vista expressado no seu artigo.
    Bom fim de semana, e um abraço afetuoso do
    Antonio Luis

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *