A crise militar ; Obama: o pior presidente para Israel – charges

 

O Conde Barácula

Nós não temos mais homossexuais no Iran

————————

O HOMÚNCULO “Eu gostaria de pedir desculpas ao presidente Karzai e ao povo do Afeganistão( Trata-se do epísodio da queima do Corão. Ao redor de Obama estão os túmulos dos soldados americanos mortos pelos soldados afegãos que deveriam ser aliados e não traidores nojentos – Obama não pediu que Karzai se desculpasse por essas mortes bárbaras)

—————-

Nos seus primeiros 3 anos de mandato Obama tratou Israel a pão e água. Nem Jimmy Carter teve um comportamento igual. Poucos meses atrás aconteceu um fato notável que teve pouquíssima repercussão na imprensa. Foi só notícia, sem comentários. Já contei o episódio, mas para quem não leu aqui vai:  Acontece que ele e Sarkozy estavam conversando sobre Nethanyahu, o primeiro-ministro israelense, sem saber que os microfones estavam ligados. Sarkozy disse : “Esse sujeito é um mentiroso”. Obama respondeu: ” E eu, que tenho que aguentar ele toda a hora ?” Tremenda gafe. Fiquei com pena de Netanyahu porque não poderia fazer nada. Precisa do apoio americano para quase tudo. Pois agora os dois se encontraram outra vez, e Obama teve que ouvir o que não queria: Na frente de toda a imprensa Netanyahu disse que Israel pode tomar unilateralmente sua decisão de atacar o Iran. Obambi ouviu de cara fechada, todo zangadinho. E para mostrar que é machão, enfatizou, DE OLHO NAS ELEIÇÕES AMERICANAS, que não está descartada a hipótese de intervir militarmente no Iran, se toda a diplomacia falhar, blá, blá blá. Bem, nesse ponto ele foi de uma cafonice sem igual pois completou: Eu não blefo! Nossa, mas que coisa horrivel para um presidente americano dizer. O homem mais importante do mundo parece um arruaceiro.
Obambi tem medo de que um ataque eleve de maneira exponencial o preço do petróleo e atrapalhe a recuperação econômica americana, o que lhe custaria a reeleição. Mas se Israel partir para cima, sozinho, como é que ficam os USA? A opinião pública americana não vai suportar assistir ao sacrificio israelense sem ajuda militar de seu país.
Já está demorando muito. Poderia ter acontecido há anos, e fica cada vez mais dificil porque as defesas iranianas se aprimoram!  Vamos arrebentar as usinas atômicas, desmoralizar os mustafás,  e estourar champagne! Vamos logo.
 
“Dirigindo-se ao influente grupo de lobby pró-Israel AIPAC, Netanyahu  mostrou uma cópia de uma carta de 1944 do Departamento de Guerra  dos Estados Unidos a líderes mundiais judeus rejeitando sua solicitação de  bombardear o campo de extermínio nazista de Auschwitz. Fazendo um paralelo com os argumentos contra atacar o Irã, Netanyahu disse que o Departamento de Guerra explicou que este tipo de operação em Auschwitz poderia provocar uma ação mais vingativa dos alemães. “Pensem nisso, uma ação ainda mais vingativa que o Holocausto” – argumentou  Netanyahu.”
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 


 

Dora Kramer e os militares
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
No final de sua colunade hoje, 06/03  :  “Lacuna. O encaminhamento das queixas expressas por militares da reserva, na realidade servindo como eco também para os da ativa impedidos por lei de se manifestar, evidencia a falta que o ex-ministro da Defesa Nelson Jobim faz como interlocutor na área.

As reclamações começaram com críticas a declarações de duas ministras sobre a ditadura, cresceram nos ataques à ainda não formada Comissão da Verdade e agora já permeiam o terreno da reivindicação salarial.

Urge, sem dúvida, uma intermediação antes que se explicite uma quebra de hierarquia sem porta de saída.”

Hummmm, seria ótimo se ela desse um exemplo do que possa ser  ” sem porta de saída”. Ficou muito vago, Dora.  Seriam os TANQUES NAS RUAS ?????????  (acho que exagerei, mas a culpa é dela, por lançar uma frase tão importante, como se não fosse nada).

Os salários dos militares

Um motorista do Senado ganha mais para dirigir um automóvel do que um oficial da Marinha para pilotar uma fragata!

Um ascensorista da Câmara Federal ganha mais para servir os elevadores da casa do que um oficial da Força Aérea que pilota um Mirage.

Um diretor que é responsável pela garagem do Senado ganha mais que um oficial-general do Exército que comanda uma Região Militar ou uma grande fração do Exército.

 

 

                                                                                        

 

6 março, 2012 às 00:14

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *