A extraordinária declaração do secretário de Defesa dos EUA

Simplesmente espetacular o Secretário de Defesa americano, Leon Panetta, haver afirmado que Israel pretende atacar as usinas iranianas em abril, maio, ou junho . Qual o seu motivo ? Sabotar Israel avisando o Iran, ao especificar a data com tanta precisão, e dessa maneira evitar o ataque israelense ? Amedrontar o Iran e assim conseguir alguma coisa dos aitolás ? Irresponsabilidade de um governo Liberal ? As defesas em torno das usinas se tornam mais fortes a cada dia que passa, e com um pronunciamento desses é claro que o Iran vai atropelar todos os seus planos e fortificar o lugar passando por cima de todas as suas dúvidas, se é que elas ainda existem. E vejam só : “Interrogado pelos jornalistas durante viagem a Bruxelas para uma reunião ministerial dos países da Otan, Panetta não quis comentar o artigo do editorialista David Ignatius (Washington Post), publicado nesta quinta-feira” ( ontem): “David Ignatius pode escrever o que quiser, mas o que eu penso só pertence a mim e a ninguém mais”, declarou. O que ? Isso é bastante estúpido. Ao dar a entrevista o que ele pensa se tornou público. Ou, será que de forma meio canhestra está dizendo que o jornalista mentiu ? Parece que essa segunda hipótese está afastada porque ele continuou : “Israel informou que planeja fazer ataques, expressamos nossa preocupação”. Mas, isso é a mais perfeita confusão. Será que ele cometeu uma tremenda gafe, ou é um gênio e está transmitindo alguma coisa em comum acordo com Israel, ou se expressando em código com o Iran? O fato é gravíssimo, sem dúvida.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

E o mesmo Panetta disse que os EUA abandonariam sua missão de combate no Afeganistão em 2013. Foi desmentido pelo porta-voz da Casa Branca, mas ninguém sabe direito o que está acontecendo. A situação é a seguinte: Se os americanos sairem do país os talebans ganham porque as tropas americanas não conseguiram organizar os afegãos para que possam cuidar de si mesmos. Para começar eles não se entendem, o ódio entre as tribos é permanente. E depois, é mesmo muito dificil lutar com quem acha melhor morrer do que viver. O povo detesta os talebans. Sofreram na carne uma ditadura terrivel mas quando reagiram e lutaram não aguentaram a parada.  (Ler o meu artigo, publicado no Estadão, clicando em cima do título: Minha viagem ao Afeganistão“,  de 7 de julho de 2009 -muitas fotos). E ainda existe o problema com o Pasquistão, Quando as tropas americanas forem embora esse maldito país vai ficar a vontade para ajudar tanto os terroristas quanto os talebans. Só uma criança, ou um Liberal, não sabem disso. 

Obama para ganhar as eleições pode retirar as tropas e assim perder o país. Os afegãos ficariam por sua própria conta e risco, ocasionando um doloroso problema moral: Os Estados Unidos estariam deixando um povo que conseguiu sua liberdade voltar a ser subjugado por uma ditadura de malucos assassinos. Além dos mais, ao se retirarem estariam desrespeitando seus soldados, e os soldados aliados, que alí morreram. Em segundo lugar ,o Afeganistão pode voltar a ser abrigo para o terrorismo. Existe uma alternativa, mas ela implica em aumentar as baixas civis. As tropas deixariam o país, mas  os Estados Unidos aumentariam a intensidade dos bombardeios através de aviões tripulados e não tripulados. Nesse caso teremos um problema porque os Liberais, na sua irracionalidade, hipocrisia e medo patológico não vão aprovar a idéia. Cada civil morto vai ser um escândalo.  Ah, sim, temos uma provavel solução para tudo isso: Mitt Rommey ganhar as eleições. 

 

:

3 fevereiro, 2012 às 22:22

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *