A Negociata

“Negociata é  todo bom negócio para o qual não fomos convidados”  ( Barão de Itararé).
Cartoon_6_SL

Toda a atenção é pouca. Pode acontecer uma extraordinária negociata envolvendo aviões de combate.  Marmelada daquele tipo que coloca as pessoas bilionárias até a quinta geração. Trata-se do programa FX-2 ,referente à  aquisição de 36 caças para a FAB, um negócio para 2,5  bilhões de dólares, ou 5 bilhões de reais.  O Brasil está escolhendo entre comprar o avião da França, o RAFALE, ou  o dos Estados Unidos, o F-18 SUPER HORNET. Bem, a empresa americana, a Boeing, não pode oferecer suborno, não pode fazer nada por baixo do pano. As leis americanas não permitem, a operação é investigada e dá cadeia. Já a companhia francesa, a Dassault, opera livremente,  deita e rola. Se  vencer vai gerar empregos , impostos, tudo de bom para o governo francês. Maravilha.  Se os brasileiros forem corruptos, o problema é deles. É bom lembrar que a lei 8666 determina que em caso de material sensivel militar não é necessário licitação. É comprar, e estamos conversados.
Para ganhar, os americanos estão tentando atrapalhar a possibilidade de uma  trampa. Vieram com uma oferta difícil de ser recusada. Estão oferecendo 3 BILHÕES de dólares de transferência tecnológica para o Brasil. “A proposta envolve uma parceria entre a Boeing e 27 companhias brasileiras, entre as quais a Embraer, em 29 projetos individuais.Também entra no pacote a criação de um centro de capacitação industrial com a finalidade de manter a transferência de tecnologia de ponta. Nas contas do Depto. de Estado Americano esse negócio gerará mais de 7 mil empregos diretos nos setores de energia e aeroespacial brasileiros.”

E os jornais disseram que a preferência PARECIA ser pelo RAFALE.

“Malditos americanos!  Agora como é que nós vamos justificar o negócio com a Dassault ? E tudo já estava arrumadinho para ser feito quando Sarkozy chegar no dia 7 de setembro!”

E tem gente dizendo que os objetivos da política externa brasileira é que determinam nossa preferência pelos calhambeques francêses. Política externa ? Mas, justamente na hora em que a França está alinhada com os americanos ?  Mas, pensando bem, o melhor que pode acontecer para os compradores é serem acusados de anti-americanismo. Perfeito.

E alguém duvida que um país que vive em guerra,  desde 1941,  tem mais experiência, e fabrica aviões melhores ? Essa matéria está rolando há muito tempo, e nós, que vamos pagar com nossos impostos, não podemos saber os preços e  condições ? Por que o ministro da Defesa não vem a público, e esclarece o que está acontecendo ?  Afinal, é muito dinheiro. Quem sabe os francêses oferecem algumas toneladas de camembert para contrabalançar a proposta americana de tecnologia de ponta ? Vai ser divertido acompanhar o fechamento do acordo. Os cientistas políticos, especializados em armamentos, alertam  para  o erro de nos ancorarmos, por décadas, em uma tecnologia francesa, quando até agora estivemos com a americana, o que vai ocasionar um custo de mudanças de componentes simplesmente fabuloso, além da opção arriscada de nos desligarmos dos Estados Unidos, primeira potência mundial. Perdemos assim a probabilidade de um compromisso americano de sermos tratados “oficialmente”como o país líder da América latina. E a França está lá longe, não tem nada a ver com o continente americano.

E  Chavez, o aliado de Lula,  é a principal razão para a compra desses aviões. Ele entrou com tudo na aquisição de caças russos, e a Venezuela tornou-se  o único país, em toda a América, capaz de fazer frente ao Brasil. Nesse momento está em vantagem. É um ditador dinâmico, é beligerante, é comunista ( vamos logo simplificar) e tem o apoio do nosso governo.   Se ficarmos desarmados ele pode falar grosso, principalmente se o sucessor de Lula não for a Dilma. De uma hora para a outra Chavez  se transforma em nosso inimigo público número um.

Cartoon7__SL
F18-SUPER_HORNET
RAFALE

7 agosto, 2009 às 10:11

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (2)

 

  1. André disse:

    Esse F-18 super Hornet aí na foto é um RC, um avião de brinquedo. A antena de captação dos comandos de rádio posicionada acima e no meio do aeromodelo deixa evidente. O Dassaulto Rafale parece ser verdadeiro mesmo.

    Ah! Bacana seu blog. Conheci por meio do blog criacionismo.com.br, de Michelson Borges.

    • Claudio Mafra disse:

      Olá, André. Obrigado por mostrar que fiz papel de bobo colocando o aviãozinho de brinquedo. Acho até que estou vendo bonequinhos nos lugares dos pilotos. Claro que você é ligadão em aviões. Eu, muito tempo atrás, fazia acrobacias no espetacular panorama em Jacarepaguá. Era proibido, e terminou que um belo dia meu instrutor foi suspenso. Um abraço, obrigado pelo elogio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *