A OTAN não poderia ter ajudado diretamente na morte de Kadafi : a solene burrice do politicamente correto. Tópicos

Insuportável os liberais questionando a morte de Kadafi . Não queriam que a Otan tivesse bombardeado o comboio onde ele viajava. É ilegal, não pode, o que a ONU havia permitido era outra coisa, e por aí vão, dizendo asneiras momumentais. Estava permitido bombardear a Líbia inteirinha, facilitando tudo para os rebeldes, MENOS, acertar o próprio tirano. Deveriam sempre ter certeza de que ele NÃO estaria naquele determinado lugar. Dá para aguentar ? É a vida que estamos vivendo. A vida do politicamente correto. Aproveitaram a onda para também questionar a morte de Che Guevara, o assassino frio, calculista, impiedoso.

E existe alguma coisa muito estranha com esses árabes. Saddam tinha bilhões de dólares e foi encontrado num buraco. Suas palavras para os soldados: ” Sou o presidente Saddam Hussein e quero negociar” . Sabem a quantidade de grana que ele tinha?  Apenas 700 mil dólares, o que não dá para comprar nem um sub- chefe de gabinete de ministro, aqui, em Brasília. O outro, Kadafi, era legendário por sua fortuna, talvez 100 bilhões de dólares. Foi apanhado em uma manilha gigante, um buraco também. Os dois poderiam ter fugido para mil lugares. A América do Sul, por exemplo, é ótima para isso. Também poderiam ter ido para a França (mesmo com Sarkozy lutando na Líbia), e logo os francêses os protegeriam, como fazem com todos os canalhas mundiais. Muito engraçado. Qualquer ditadorzinho latino-americano sabe fugir com uns poucos milhões de dólares.

E a blogueira Yoany Sanchez não diz uma palavra sobre a queda dos ditadores árabes e a passividade dolorosa, humilhante, dos cubanos, assunto do meu útimo artigo. Continua com aquela crônica chatérrima, com toques poéticos, e assim mesmo é lida em todo o mundo. Foi boa no início, mas agora já cansou.

Obama está abandonando o Iraque, realizando o sonho de todos os liberais americanos. Achou uma desculpa perfeita: O governo iraquiano se recusa a dar amparo legal aos soldados americanos, isto é, eles não estarão protegidos se entrarem em combate e matarem iraquianos, criminosos, ou não. Mas, o Iraque foi DERROTADO pelos americanos, que conseguiram uma façanha( Bush conseguiu) de formar um governo democrático dentro das possibilidades que o despreparo dos árabes permite. Se foram DERROTADOS, o vencedor, por mais compreensivo que seja, e por mais que deseje cair fora, pode ficar até a hora que quiser, sem dar satisfações aos que perderam. Para isso morreram muitos americanos. Mas o galinha morta Obambi, arrisca-se a perder uma guerra que foi ganha, e entregar o país para o Iran, já que é óbvio que a saída americana cria um vácuo de poder que não vai ser desperdiçado pelos aitolás.

 

 

24 outubro, 2011 às 20:35

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *