Até que enfim!

El-Baradei

Até que enfim o egípcio Mohamed El Baradei vai embora. O sujeito insuportavel, um ótimo exemplo do momento de complacência, fragilidade e inação que estamos vivendo, deixa, em novembro, o cargo de Chefe da AIEA ( Agência Internacional de Energia Atômica).  Ao invés de inspecionar armas nucleares em países que apoiam o terrorismo, Baradei usou seu mandato para fazer política anti-Estados Unidos, o que lhe valeu o Premio Nobel da Paz em 2005.  Ele é uma prova de que o império americano funciona muito mal, ou não é tão império assim. Só dessa maneira é  possivel explicar que tenha ficado 12 longos anos fingindo que inspecionava, dando força ao Iran,  e usando a imprensa para se auto-promover. Dono de um cinismo agressivo, teve a coragem de declarar muito recentemente que os países contraventores ao procurarem a bomba, o fazem por “política de segurança” e não simplesmente, como todos sabemos, para se transformarem em agressores em potencial. Israel, que há muito tempo vinha pedindo sua substituição, deve estar abrindo champagne. Condolezza Rice que exigiu maior compostura de sua parte também deve ter ficado satisfeita.

Seu sucessor vai ser o japonês Yukya Amano, que afirmou não ver “nenhum indício nos documentos da agência” de que o programa nuclear iraniano tenha fins militares.  O que ele quer dizer com isso ? Que a responsabilidade por esses documentos é do seu antecessor, e ainda não sabe de nada, ou já começa concordando com a farsa ?  Os jornais acham que ele ficou preocupado em não passar a imagem de um “falcão”, justamente por estar substituindo o super-pombo. Será ?
É muito dificil a AIEA piorar o seu desempenho. Basta dizer que El Baradei foi elogiado pelo presidente Ahmadinejad. Só isso já seria o suficiente para desmoraliza-lo.  Ahmadinejad é mesmo um espanto… Sempre tão confiante em sua causa, com o Islã dominando o Ocidente , que fala tudo que não deve, sem se importar com as consequências. Entrega todo mundo. (Aliás, ele está certo, não acontece nada com ninguém)
Vamos ver se esse confuso, incompetente, orgão da ONU deixa de fazer “diplomacia” e passa a cumprir o seu papel técnico de inspecionar, de investigar. E para variar o Itamaraty sofreu outra derrota. Os “gênios da raça” petistas apoiavam um sul-africano, um anti-americano de carteirinha.
O presidente Obama tem sorte com a substituição da pertinaz figura conivente com o terrorismo , enquanto que Bush comeu o pão que o diabo amassou. E não podemos nos esquecer do vaidoso Hans Blix.  Esse era do time do Baradei, e deu entrevista dizendo que Bush e Blair, mudaram seu relatório sobre as armas de destruição em massa no Iraque, colocando pontos de exclamação onde ele havia colocado pontos de interrogação! Inacreditavel. Agora é esperar para ver se Yukia Amano é honesto. Pode ser que nas primeiras declarações tenha sido ambíguo, mas pelo menos tem a vantagem de não haver nascido na apavorada Eurábia, feito Blix, que é suéco e, além do mais, Yukia sendo japonês deve estar mais longe da convivência com o radicalismo muçulmano. Outra coisa: ele precisa de intérprete para entender árabes e persas.

5 julho, 2009 às 22:42

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *