Audácia da Esperança

CartoonGuant01

Desde 1988, quando foi derrubado na Escócia o vôo 103 da Pan Am,  todos os ataques aos aviões comerciais têm sido cometidos por muçulmanos. Por que as autoridades dos aeroportos não fazem uma revista especial nessa gente, apertam os caras, viram pelo avesso, sacodem de cabeça para baixo ? Todos tem a mesma cor de cabelo, os mesmos olhos, a mesma cor da pele, e metade deles se chama Mohammed. Diz uma colunista americana que se um alien observasse a nossa situação depois do 11/9, diria: “ Vocês estão em uma guerra com um inimigo sem uniforme, sem valores morais, sem um país, e sem um líder, mas uma vantagem vocês têm: a de que eles são muito parecidos, tem o mesmo visual”.

Infelizmente não podemos aproveitar essa vantagem porque o politicamente correto não permite. É o fim do mundo. Quando é que vamos abrir os olhos e chegar à conclusão óbvia que precisamos parar com as frescuras até que os terroristas estejam derrotados ? Vai levar décadas, mas quando mais depressa agirmos melhor para nossos filhos e netos. ( a respeito de liberdades civís temporariamente suspensas vejam o meu artigo: “As liberdade civis, a diplomacia e a questão iraniana”, onde coloco uma perfeita citação de Churchill )

E foi por isso mesmo, o medo pânico de invadir privacidades, que levou as autoridades americanas a não conseguirem deter o selvagem que ia explodir um avião no dia de Natal. E ele era “apenas” um sujeitinho chamado Umar Farouk Abdulmutallab, nigeriano, muçulmano, que pegou o avião em Lagos, na Nigéria, pagou 3 mil dólares à vista pela passagem, não tinha bagagem de mão, e seu nome era (outra vez), UMAR FAROUK ABDULMUTALLAB. Dois meses atrás seu pai tinha avisado que tratava-se de um muçulmano radical, possivelmente perigoso.

O avião foi salvo porque o nigeriano não tinha o fluido suficiente para causar uma explosão de fato, além de um holandês corajoso haver pulado em cima dele. Aliás, aonde é que estava o US Marshall (delegado)  que viaja incógnito em TODOS os vôos em companhias americanas? Acho que ele comeu mosca por não estar sentado ao lado do muslin. Será que havia no avião alguém mais suspeito do que o Abdulmutallab ? (Além de tudo ainda têm esses nomes dificeis de escrever). De qualquer forma foi muita sorte o nigeriano ter feito o mais difícil, e na hora H haver falhado. Sorte dos passageiros e sorte de Obama. Sua popularidade iria para -10%.

Assisti a um programa sobre a prisão de Guantânamo no canal da National Geographic. São de cair o queixo * as mentiras dos produtores. Foi um ato de grande disciplina de minha parte conseguir ficar até o final. Mas valeu a pena, por que nos últimos dez minutos acontece o inacreditável. Ficamos sabendo que um dos prisioneiros jogou uma quantidade enorme de fezes sobre seu próprio rosto.  A cena mostra os soldados-guardas  perplexos,  pois precisam entrar na cela para socorre-lo.  E eles têm um problema adicional: é comum que os selvagens deixem as unhas entupidas com essas fezes, e ferozmente  arranhem o rosto dos que vão limpa-lo.

Inacreditável, dantesco. Deveria desmoralizar tudo o que eles já haviam dito sobre a natureza pacífica dos pobres injustiçados.  ( Isso foi o que eu pensei naquele momento).  Que bobagem. Até parece que não estamos vivendo entre zumbis, onde a lavagem cerebral reina soberana.

As últimas imagens do programa mostram Obama tomando posse, momento em que somos “gratificados” com a promessa de que ele fecharia Guantánamo.  Fechar ? Parece que Obambi arquivou  essa demagogia desvairada, mas vamos ser justos: o boboca do McCain formulou alguma coisa parecida. (última forma:  disse  ontem, dia 5 /01, que fecha, mas não precisou quando – pode levar uns 3 anos).

Obama já percebeu o óbvio. Se houver algum atentado nos Estados Unidos ele está ferrado. Bush, que pegou um país desarmado, agüentou oito anos sem que nada acontecesse após as torres. Isso ninguém tira dele. Agora, se Obama continuasse no caminho do início de seu governo, desmoralizando e inibindo a CIA e outras agências, o risco seria enorme. Parece que ele já está esquecendo todas as suas promessas, e tateando em busca de outro caminho. Ou vai contra os seus “nobres princípios”, ou vai para o beleléu. Não sei  se proibiu, por escrito, o afogamento simulado (waterboarding), ou se ainda quer evitar a tortura nos terroristas que são presos em outros países.  Duvido. Imagino que seu desejo é manter tudo em estado nebuloso para poder jogar dos dois lados. Vocês sabiam que o título de seu livro “Audácia da Esperança” é de um sermão do hidrófobo reverendo Jeremiah Wright, seu mentor durante vinte longos anos ?  

Em tempo: Com o texto pronto, acabei de ler que morreram sete agentes da CIA no Afeganistão. É a maior baixa que a agência sofre desde 1947, quando foi criada. Em todo esse período apenas 90 agentes morreram em serviço. Em tempos de crítica à sua atuação, onde Eric Holmer ( o procurador geral de Obambi), quis processar seus agentes, pode muito bem ter acontecido que a CIA ficou com medo de atirar no terrorista e ser responsável pela morte de um inocente. Estou exagerando ? Sei lá,  mas não era assim que se fazia com toda a seriedade nos tempos das críticas à Bush ? Êta Obama!  Culpado, ou não, essa vai para a sua ficha. Primeiro ano do seu governo e já coleciona um recorde de mortes na CIA.

Outra coisa: Ele vai fechar a embaixada americana no Yemen !  Os Estados Unidos não têm condições de proteger uma embaixada ? Mas que vitória da Al Qaeda! É assim que ele quer a ajuda do presidente yemenita, Abdulah Saleh ? Dando essa prova de covardia? Fechando uma embaixada, quando tem o poder de tirar o Yemen do mapa ? Por que não envia um porta-aviões atômico para o Golfo de Aden ? É assim, intimidando,  que as grandes potências sempre agiram através da História. Afinal para que serve todo esse inacreditável poderio ? No microcosmos é o que vemos quando a polícia, ou o exército, aparecem super armados, dando a impressão de que não precisam daquilo tudo. Precisam sim, chama-se “policiamento ostensivo”, e o objetivo é inibir através do visual carregado.  Êta Obambi!

* expressão antiga e ótima. O queixo caído causa a maior dor e é espetacularmente ridículo.A mandíbula se desloca para baixo e fica presa. As pessoas ao redor querem ajudar, mas ao mesmo tempo rolam de rir. Pode acontecer em um bocejo exagerado. Quando eu era adolescente fui vítima duas vezes.

Obama fazendo o tira bom

4 janeiro, 2010 às 10:22

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *