Bill O’Reilly: O Terrorismo e o Tea Party

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=rSgXAM6MNzU]

Em um esforço bem coordenado, a extrema esquerda dos EUA está tenta novamente marginalizar o Tea Party aos olhos de americanos não-ideológicos, que são a maioria dos votos neste país.

Talvez você se lembre que a esquerda radical tentou estigmatizar o Tea Party como racista, mas esta tentativa não deu certo, como a eleição de Novembro passado nos mostrou.  Agora, a legião ultra-esquerdista tenta novamente ligar a oposição severa que o Tea Party faz a um compromisso com o terrorismo.

INICIO DE VIDEO CLIP

STEVEN RATTNER, ANALISTA ECONOMICO DO “MORNING JOE”:  é um tipo de terrorismo econômico. Eu imagino que esses caras do Tea Party ficam amarrados à dinamite no meio da Times Square na hora de pico e dizendo ou vocês façam do nosso jeito ou vamos explodir vocês, nós mesmos, e o país inteiro.  Aí você me diz como é que acabam esses tipos de impasses.

MICHAEL ERIC DYSON, PROFESSOR DE SOCIOLOGIA: se conseguirem vendar os olhos do público americano, colocar uma arma contra a cabeça do presidente e força-lo a ler a lei ou assinar a lei do ato extraordinário, eu acredito que eles estejam embalados em um frenesi  irracional e não patriótico.

VAN JONES, CENTRO DO PROGRESSO AMERICANO: Qualquer partido nos EUA que colocasse uma arma  contra a cabeça de 310 milhões de pessoas e dissesse: se vocês não fizerem do nosso jeito, explodiremos os seus sonhos, faremos um buraco na economia Americana, é muito anti-americano.

FIM DE VIDEO CLIP

Reparem a quase idêntica linguagem usada por esses três indivíduos. Não há duvida que os criadores da propaganda da extrema esquerda são bem coordenados.

Outro exemplo: Em uma coluna do New York Times de terça feira, Joe Nocera escreve: “O país assistiu horrorizado como os Republicanos do Tea Party travaram uma jihad contra o povo americano. Suas demandas intransigentes para grandes cortes de despesas, junto com sua vontade quase alegre de destruir um dos bens mais incalculáveis da America do Norte, sua fé e completa confiança no seu crédito. Ele foram incrivelmente irresponsáveis.”

Jihad? Como Bernie Goldberg apontou de forma arguta na segunda feira a noite, muitos daqueles da extrema esquerda se recusam em mencionar a palavra jihad quando verdadeiros  terroristas muçulmanos atacam, mas agora o rótulo de terrorista ficou para o Tea Party. Isso é errado.

Como vocês devem saber às vezes eu discordo do Tea Party. Alguns membros Premium do BillOReilly.com até cancelaram suas mensalidades porque eu disse que Michele Bachmann e outros políticos estavam sendo muito rígidos sobre a questão da divida; que, mesmo que a causa seja  justa, ou seja, o controle das despesas do governo, os seus métodos estavam causando danos neles mesmos e em vocês. Mas rotular a Congressista Bachmann de terrorista é deplorável.

Os políticos da extrema esquerda como os Senadores Bernie Sanders e Tom Harkin também são terroristas? Eles votaram contra o acordo da divida. Ei, fanáticos da extrema esquerda, há uma diferença quando o seu lado se recusa a chegar a um acordo? Aparentemente sim!

A divisão amarga na política dos EUA é perturbante. Usar palavras como terrorista e racista para rotular os adversários é simplesmente inaceitável.  Eu acho que o Presidente Obama precisa fazer outro discurso como o seu apelo em Arizona. Alguns de seus seguidores mais ardentes obviamente não entenderam o recado.

7 agosto, 2011 às 19:31

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (1)

 

  1. Jonas disse:

    Os republicanos mostram que os EUA já não são um país sério.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *