Desonestidade: Nos Estados Unidos os Democratas e Liberais culpam a Oposição pelos assassinatos no Arizona (Bill Oreilly – vídeo) comentário do blog

nota do blog: A Esquerda americana, que pela primeira vez chegou ao poder de forma categórica, não está de maneira alguma preocupada ao usar táticas de difamação em prol da sua grande causa, que é um país completamente regulado pelos governos estaduais e federal, com “uma melhor distribuição de renda ( leia-se : pau nos ricos), e está radicalizando mais e mais o momento político americano. A ascenção de Obama à presidência, um homem admirador do welfare state, e que deseja uma revolução branca nos EUA, provocou uma enérgica reação dos conservadores, os quais não desejam que os valores que tornaram seu país um modelo para o mundo sejam enterrados em troca de uma bobagem superada e desmoralizada, onde o capitalismo perde força, a individualidade se acaba, e o poderio militar se deteriora. Essa intensa polarização, detestavel para uma nação que se situava acima dessa briga, comum em quase todos os lugares do mundo, está se tornando mais grave a cada dia que passa. Obama é um desastre, e esperamos que perca as próximas eleições, ou teremos os Estados Unidos diferentes, onde também os ricos(as elites), serão tidos como responsaveis por todos os problemas imaginaveis. O Estado estará cada vez mais poderoso, sepultando o famoso sonho dos peregrinos que não queriam intromissão do governo em suas vidas. Democratas e Liberais querem destruir justamente o que fizeram os Estados Unidos serem diferentes, fortes, moralmente superiores aos outros países, e a maior democracia que o mundo já conheceu.

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=ZA-3EoGCuDc]

POR  BILL O’REILLY

O ataque à congressista Gabrielle Giffords no Arizona foi um atentado a todos os cidadãos americanos cumpridores da lei.

O homem que atirou na congressista, matou um juiz federal e cinco outras pessoas inclusive uma menina de nove anos, prejudicou nossa república muito além do fato de tirar vidas humanas. Se políticos não podem andar livremente para conversar com seus constituintes, não temos uma democracia.

“Talking Points” ( o programa de Bill O’reilly) acredita que quaisquer novas leis que proporcionem maior segurança para oficiais públicos devem ser levadas em consideração. Nós simplesmente não podemos ter uma situação caótica desse nível.

O assassino, Jared Loughner, é um psicopata. Na civilização, sempre houve e haverá psicopatas. Não há solução para pessoas como Loughner.

Além dessa violência sem sentido, há outro lamentável espetáculo varrendo a America, que é a exploração dos assassinatos por políticos fanáticos.

Apenas alguns momentos – momentos – após o ataque à congressista Giffords, alguns tolos da esquerda radical começaram a expelir seu ódio: Conservadores encorajaram Jared Loughner a puxar o gatilho. Sarah Palin, Michele Bachmann, Fow News, todos impeliram o psicopata a matar as seis pessoas. Os mercadores do ódio que estão espalhando essa bobagem deveriam ter responsabilidade.

Começamos, então, com o New York Times. Num editorial de segunda-feira, esse jornal de extrema esquerda disse: “É legítimo considerar os republicanos, e particularmente seus mais virulentos seguidores na mídia, responsáveis pela tempestade de fúria que produziu a maioria dessas ameaças de morte. Na direita, muitos têm usado os argumentos de divisão, tirando proveito do poder político ao demonizar imigrantes, ou beneficiários da assistência social, ou burocratas”.

Isto é completamente repreensível, e todo americano deveria condenar este editorial do New York Times. Os republicanos não tiveram nada a ver com estes assassinatos no Arizona.

Se vocês se opõem a uma fronteira vulnerável, vocês não estão demonizando imigrantes. Se vocês se opõem a um estado paternalista, vocês não estão demonizando os que recebem assistência social.  O New York Times sim, usa esse tipo de argumento: Se vocês discordam do ponto de vista esquerdista deles, vocês são detestáveis.

Pior ainda – pior ainda – é o colunista do Times, Paul Krugman, um professor de esquerda radical de Princeton. Krugman acusa a congressista Michele Bachmann de incitar ódio em relação a Sra. Giffords, porque a Sra. Bachmann disse isso:

(INÍCIO DO AUDIOCLIPE)

CONGRESSISTA  MICHELE BACHMANN, REPUBLICANA-MINNESOTA: Eu quero pessoas em Minnesota armadas e perigosas nessa questão da taxa de  energia porque precisamos revidar. Tomas Jefferson nos disse que ter uma revolução de vez em quando é uma coisa boa, e o povo – nós, o povo, vamos ter que resistir duramente se não quisermos perder nosso país.

(FIM DO AUDIOCLIPE)

Obviamente a Sra. Bachmann estava usando uma metáfora para considerar  uma questão política. É simplesmente moralmente repugnante e difamatório que Krugman  ataque maliciosamente a reputação da Sra. Bachmann ligando-a ao tiroteio.

Inacreditavelmente,  Krugman continua: “ Mas você não vai ouvir na MSNBC anedotas sobre atirar em oficiais do governo ou cortar a cabeça de um jornalista no The Washington Post. Ouça Glenn Beck ou Bill O’Reilly e você ouvirá”.

Como de costume, o Sr. Krugman esta mentindo. O homem é simplesmente incapaz de dizer a verdade. Aqui está a prova:

(INÍCIO DO  VIDEOCLIPE)

CHRIS MATTHEWS,  ANFITRIÃO DA MSNBC:  Você viu  “ Viva e deixe morrer”, o grande filme de James Bond onde  o ator Yaphet Koto faz o Sr. Big, um cara mau. No final,  empurram o grande tubo de CO2 na cara dele e ele explode. Eu tenho que dizer que Rush Limbaugh esta começando a se parecer mais e mais com o Sr. Big.  E, em algum ponto, alguém vai jogar um tubo de CO2 na sua cabeça e ele vai explodir como um dirigível gigante. Este dia pode chegar.

(FIM DO  VIDEOCLIPE)

Agora, o Sr. Matthews não estava ameaçando o Sr. Limbaugh: ele estava considerando uma questão política. Comparado com as outras pessoas na MSNBC, Matthews é São Paulo. Para sua desgraça, a NBC News permite ataques pessoais maldosos  a qualquer um que não se sujeite à linha de esquerda extremista da MSNBC. O ódio expelido nessa rede a cabo não tem precedentes na mídia.

E então, eis Sarah Palin. Ela esta sendo culpada pelos assassinatos também.

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

NANCY CORDES, CORRESPONDENTE DA CBS NEWS:  Giffords foi um dos vinte democratas cujos distritos foram destacados com miras de tiro ao alvo num site de campanha de Sarah Palin na última primavera. Giffords e muitos outros reclamaram que alguém instável poderia ser influenciado por essa imagem.

(FIM DO  VIDEOCLIPE)

Como todo mundo sabe, a governadora Palin  esteve muita ativa nas últimas eleições de novembro e usar palavras como mirar certos distritos é comum em política. De fato, o correspondente da Fox News James Rosen informa que o comitê de liderança democrata usou quase exatamente a mesma imagem que a  governadora Palin para avaliar campanhas.

Acho que Paul Krugman não viu esse pedaçinho da campanha feita pelo senador da West Virginia, Joe Manchin:

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

SENADOR JOE MANCHIN, DEMOCRATAS -West Virginia: Vou assumir com Washington e essa administração para tirar o governo federal de cima de nós e longe de nossos bolsos. Vou cortar gastos federais e anular as partes ruins do Obamacare. Eu processei a EPA (U.S. Environmental Protection Agency) e farei uma mira precisa no comercio de emissões de gases do efeito estufa.

(FIM DO VIDEOCLIPE)

E os ataques continuam. Após condenar a violência, a organização das mulheres da extrema esquerda NOW opinou: “Nos condenamos, de maneira idêntica, a cultura do ódio e da violência crescentemente refletida nos radicais direitistas que se opõem aos que apóiam soluções progressistas para os desafios do nosso país”.

Elas condenam igualmente? NOW equiparando assassinato em massa com retórica? Inacreditável. E por alguma razão, NOW  não condena o Daily Kos ou as invectivas cheias de ódio na MSNBC. Não, eles são perfeitamente alinhados. É justamente a ala da direita que é o problema.

As hipocrisias são chocantes, mas elas perdem a importância  – empalidecem – perto da exploração desses terríveis assassinatos no Arizona.

Pessoas decentes simplesmente não atribuem motivação a um psicopata como Loughner a menos que esta motivação seja provada para além de uma dúvida razoável.

Não posso dizer a vocês o quanto isso me deixa furioso. Tolos da extrema esquerda têm me atacado das formas mais vis por anos. Eu tenho que ter segurança 24 horas. O New York Times nunca disse nada sobre isso?

Alguns dos meus colegas aqui na Fox News e no radio estão enfrentando  exatamente a mesma situação.

Numa sociedade livre, há uma hora onde cidadãos têm que reconhecer a verdade ou ver  seu país se dissipar. O New York Times, MSNBC, Paul Krugman e outros estão furiosos porque sua visão esquerdista esta desmoronando, e então eles estão usando essa terrível tragédia, usando-a para atacar seus perceptíveis inimigos políticos. É o que tudo isso significa: a falência da agenda da extrema esquerda. Porque os tolos estão furiosos, eles estão agora acusando as pessoas de serem acessórios para assassinatos. Como isso é desprezível!

O presidente Obama disparou exatamente o tom certo no sábado, quando ele disse:

(INÍCIO DOVIDEOCLIPE)

BARACK OBAMA, PRESIDENTE DOS ESTADOS UNIDOS: Não é nenhuma surpresa o que Gabby  estava fazendo hoje, o que ela sempre faz: ouvir os desejos e preocupações de seus vizinhos. Esta é a essência do que a nossa democracia é. Por isso é que este acontecimento é mais do que uma tragédia para os envolvidos. É uma tragédia para o  Arizona e uma tragédia para o país inteiro. O que os americanos fazem em tempos de tragédia é ficar juntos e se apoiar mutuamente.

(FIM DO VIDEOCLIPE)

Bem, isto é boa liderança do Sr. Obama. Infelizmente isso não está acontecendo.

Gostaria também de ver o presidente evocar os criminosos da extrema esquerda que estão usando esses assassinatos, que estão tão cheios de ódio que não podem nem permitir que as pessoas vivenciem o luto antes de transformar a tragédia em um circo político.

Uma nota final: Há ódio na direita também. Há retórica demais. E esses assassinatos no Arizona deveriam lembrar aos conservadores de que existem limites, fronteiras que não devem ser ultrapassadas.

Ódio é ódio; não importa de onde ele venha.

Tradução: Célia Savietto Barbosa

13 janeiro, 2011 às 20:33

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (1)

 

  1. Jonas disse:

    a sociedade americana é uma aberração… não é à toa que lá o esporte nacional seja o tiro …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *