Comentários do blog sobre a maravilhosa charge de Obama – general Mac Arthur ; O politicamente correto (Paul Johnson)


——

Bem, essa é uma maravilhosa charge de Obama retratado como Douglas MacArthur, herói americano, e um dos rarissimos generais de cinco estrelas. Nela podemos ver o famoso cachimbo de espiga de milho do general, e os seus óculos ray-ban, que se tornaram um must. A intenção óbvia é ridicularizar Obama, que é o inverso de Mac Arthur. No cachimbo está escrito “Política para a Coréia do Norte”, e dele saem bolhas de sabão, que na visão do cartunista foi a resposta de Obama para o mais grave incidente entre as duas Coréias desde o armistício, isto é, o mais expressivo acontecimento entre os dois países durante 57 anos! Desta vez morreram sul-coreanos – parece-me que 4 civis. Os Liberais americanos não ficaram indignados com ESSAS mortes, não foram para as ruas protestar, e fazer o habitual carnaval. O NYTimes não publicou nenhum editorial lamentando a morte de mulheres, crianças, bebês, grávidas, velhos, aleijados, e bonecas jogadas em cima dos destroços pelos repórteres da CNN.

MacArthur foi o primeiro general a assumir o comando das forças americanas ( e da ONU) quando a Coréia do Norte, com a permissão de Stalin,  invadiu a Coréia do Sul, e tomou a capital, Seul. O momento era desesperador, mas com seu talento extraordinário fez um movimento inesperado, um desembarque nas costas das forças norte-coreanos, retomou todo o território perdido e encurralou os comunistas. Parecia ser o fim da guerra. Nesse momento a China mandou seus exércitos suicidas, e os americanos passaram por péssimos momentos. Mac Arthur considerou que a melhor, e grande opção, seria atacar os chineses em seu território, e se necessário usar as bombas atômicas, já que a China não era nuclear. O presidente Truman não deu sua aprovação, o general insistiu, passou dos limites, e foi demitido. Os novayorquinos o receberam  com uma imensa chuva de papel picado na 5a. Avenida, que é o lugar aonde os americanos saúdam seus heróis.

Com enormes sacrifícios as tropas americanas fizeram com que as fronteiras originais entre os dois países ( paralelo 38) fossem restauradas. Assinou-se um armistício, isto é, um cessar fogo, mas não um acordo de paz. Essa é a situação hoje

nota do blog: Vejam imagens de MacArthur no artigo: ” A rendição japonesa filmada -discurso de MacArthur”

Na crise atual, pode-se argumentar que Obama enviou um porta-aviões atômico para o mar do Japão, uma demonstração de força que leva o inofensivo nome de “exercício naval conjunto com a Coréia do Sul”.  O Departamento de Estado também protestou “energicamente”, salientando que manteria os compromissos com o seu aliado no caso de um ataque norte-coreano. Foi muito pouco. Dado a excepcional gravidade do que houve, o próprio Obama deveria ter discursado. Faltou, além de coragem, sentido histórico. Morreram por volta de 36 mil soldados americanos naquela guerra. Obama é fraco, e não sente orgulho pelos Estados Unidos**. Está situado na extrema esquerda do Partido Democrata, suas raízes psíquicas (embora ele não se dê conta), ainda estão no apelo da negritude – no tempo em que havia linchamentos de negros. É incompetente, narcisista patológico, arrogante, NÃO SUPORTA CRÍTICAS, e se pudesse fecharia a Fox News. Julga-se inteligentíssimo. Está caminhando para conseguir o que se pensava  impossivel: ser pior do que o patético pateta Jimmy Carter. Um desastre para o um país que nesse momento se defende, e defende o mundo, contra o terror. Peço licença para repetir, outra vez, suas inacreditaveis palavras no momento em que foi declarado candidato do Partido Democrata. Elas dizem tudo sobre essa personalidade claramente megalômana: “Poderemos olhar para trás e dizer aos nossos filhos que este foi o momento em que começamos a prover saúde aos doentes e bons empregos aos desempregados; este foi o momento em que a subida dos oceanos começou a desacelerar e nosso planeta começou a sarar; este foi o momento em que terminamos uma guerra, garantimos nossa nação e restauramos nossa imagem como a última e melhor esperança na Terra”.

Os mares começaram a baixar e o planeta entrou em processo de cura ? Tudo isso porque o homem foi declarado candidato à presidência da República ? Mas de que maneira “terminamos uma guerra ” ? Alguém viu alguma guerra terminar ? Quem ganhou ? O planeta está se sentindo melhor ? Seu eu soubesse que os mares iriam baixar não teria vendido o meu sítio na Bahia porque a casa já estava quase dentro dágua. ” Começamos a prover saúde aos doentes”. Puxa, o povo americano deve ser muito ingrato porque DETESTA o Obamacare ( as estatísticas estão aí mesmo).  Bons empregos aos desempregados ” . Errou novamente, pois o desemprego aumentou.Garantimos nossa nação” O que isso quer dizer ? Ele liquidou com o terrorismo ? Restauramos nossa imagem como a  última e melhor esperança na terra”.Essa foi forte!Ele conseguiu esse milagre com o seu ridículo “tour de desculpas” pelo mundo? Quer dizer que hoje todos consideram os EUA como “a última e melhor esperança na terra”? Sabem aqueles sujeitos no hospício que se julgam Napoleão? Aliás, ele já descobriu que NÃO É O NAPOLEÃO. Está grisalho, irritado, e, sem a menor classe, AINDA culpa Bush a cada cinco minutos. Até agora não se acostumou com o fato de que um presidente, mesmo ELE, sofre críticas, principalmente se não consegue cumprir nenhuma de suas promessas. Imaginem um sujeito que chegou acreditando que iria transformar o país mais importante do mundo, que iria fazer História, que por se considerar o mais inteligente, decidido e enérgico entre os Liberais poderia tudo, e de uma hora para outra se descobre totamente impotente para a monumental tarefa a que se propôs. Agora, perdido o carisma, encara a feia possibilidade de perder o seu segundo mandato. Seu governo começa a sofrer comparações com o de Bush, e enquanto seu ibope desce, o de Bush sobe. É dureza. Um golpe terrivel em seu ego. Obambi pode vir a ser o marco do fim do liberalismo extremado nos Estados Unidos. Provocou uma imensa polarização. Dividiu tanto os Estados Unidos que apareceu o Tea Party, além de fazer com que os republicanos repensassem suas convicções e decidissem se colocar mais à direita.

**  Eu já disse em outro artigo que os Liberais gostam muito dos Estados Unidos que ainda não foram construídos, uma espécie de welfare state

-.-.-.-.—.-.—.-.—-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.—

Palavras sábias de Paul Johnson :

“De todas as calamidades que se abateram sobre o Século XX, além das duas guerras mundiais, a expansão da educação universitária nos anos cinquenta e sessenta é a mais duradoura. É um mito a crença de que as universidades são o berço da razão. São o abrigo de todo tipo de extremismo, irracionalidade, intolerância e preconceito; um lugar onde o esnobismo intelectual e social é propositadamente instilado e onde professores passam para os estudantes os seus próprios pecados de orgulho.

A nova forma de totalitarismo – a Mentalidade Politicamente Correta – é, inteiramente, uma invenção universitária  .

6 dezembro, 2010 às 11:26

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (3)

 

  1. Jonas disse:

    Texto interessante sobre MacArthur… realmente mostra que Truman, com medo de jogar bomba nos chineses, só sabia chutar cachorro morto como os desesperados japoneses ao fim da II Guerra. O curioso disso tudo é que o general MacArthur, e outros lideres militares americanos, foram contra a bomba sobre Hiroshima e Nagasaki…
    O que estraga os EUA são esses politiqueiros bunda-moles…

    • Claudio Mafra disse:

      Jonas, Jonas, os japoneses estavam longe de serem cachorros mortos no final da guerra. A invasão das principais ilhas japonesas seria dificílima. Toda a população lutaria, com milhões de baixas.

  2. Jonas disse:

    Não vai me dizer que os americanos só não jogaram bomba nos chineses, como queria MacArthur, ou no Vietnã por questão de altruísmo, preferindo sacrificar inúmeras vidas e perder a guerra.
    … fala sério Mafra, os caras são bunda-moles mesmo e só jogam nuke na cabeça de quem tem certeza absoluta que não vai reagir, cachorro morto em outras palavras.
    Assim é fácil demais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *