Comentários

A agenda do PT é internacional também. O partido, além de trabalhar por um Brasil socialista tipo quinta -via, sexta-via, quer ajudar o mundo a seguir o mesmo caminho. Os esforços do Itamaraty em nossa política externa não visam apenas trazer prestígio para o governo Lula. Agora é o Tarso Genro, quem manobra para colocar um brasileiro no posto de Diretor Executivo do Escritório da ONU para o Combate ao Crime e Drogas. A voracidade com que fala no assunto mostra que o maior comuna do governo deve estar vendo lá na frente. Combate ao Crime e Drogas ? Um petista ? Qual será o nome que o PT vai apresentar? –  ” Hum… O companheiro Marcola está preso… Vamos procurar alguém nos morros. Precisamos ajudar  o Morales, o Chávez, o Correa, os companheiros presidentes ligados ao narcotráfico” .

Felizmente todos os nossos candidatos  para postos internacionais têm sido rejeitados. Fracasso completo. Que continue assim.

O Supremo Tribunal Federal é uma vergonha. Os juízes não têm a menor compostura. E se de fato houvesse lei no Brasil provavelmente a maioria não poderia ser ministro. Quando o legislador colocou como condições essenciais “ notável saber jurídico e ilibada reputação” ele inviabilizou homens e mulheres indicados por Lula. O debate nas sessões está mais para açougueiros discutindo, ou português de botequim brigando. Até agora latiram muito, mas ainda não morderam. Qualquer dia desses vamos ter a notícia de que um deles passou por cima da mesa e foi pegar o outro, saindo aos pescoções, pontapés e palavrões. E como poderia ser diferente? Eles são o retrato do país. E se a Dilma ganhar serão doze anos de indicações petistas, e se o Lula vier depois dela é até possível que algum dos bandidos do MST seja indicado. A única condição necessária ( por enquanto) é a de ser advogado. Deve haver algum bandido do MST que seja advogado, pois não ? 

A propósito da reunião em Copenhague: Em Bruxelas, 1995, eu estava entrevistando, junto com duas meninas da BBC, o embaixador Sérgio Amaral,  Secretário-geral do Ricúpero, Ministro do Meio Ambiente. Amaral falou um tempão sobre as queimadas na floresta amazônica. Estava tudo sob controle, enfatizou, garantiu, jurou. ( as meninas muito animadas, escrevendo, gravando, e eu só olhando). Quando ele foi embora eu disse para as duas que tudo era mentira. Que o governo não tinha a menor idéia do que estava se passando na monumental floresta, que a assinatura de documentos de comprometimento ecológico por um presidente brasileiro não quer dizer nada. Que assinavam o que pusessem na frente, com a maior desenvoltura. Disse para elas que essa história era muito antiga, tinha mais de quarenta anos de promessas! E de 1995 para cá vocês já devem ter perdido a conta de quantas vezes os presidentes disseram que agora sim, ESTÁ SOB CONTROLE. Uma pilha de 2 metros de altura só de juramentos e documentos dizendo que não vão deixar a floresta se extinguir. E ela continua torrando, dia e noite.

E parece que mais um país vai para o beleléu. O Uruguai deve eleger um ex-tupamaro para presidente. Será que ele é do tipo que ficou bonzinho com o tempo, ou continua mauzinho ? Ou fica legal e depois vai colocando as manguinhas de fora, feito o Lula está fazendo no plano internacional, em seu segundo mandato ? De qualquer maneira é mais um voto que os cafajestes nas Américas têm assegurado. Voto a favor do Zelaya, a favor do Iran, Coréia do Norte, Cuba, Sudão, tudo que não presta no mundo. Muito champagne no Itamaraty. Amora e Samuca aos brindes entusiásticos. O clube dos cafajestes.

Faltando apenas três dias para ir embora, deixar a AIEA ( Agência Internacional de Energia Atômica),  o egípcio Mohamed El-Baradei afinal reconhece que a situação no Iran é grave, que eles podem estar nos enganando. Agora ? O que ele está tentando dizer, se durante doze anos (!) sustentou a posição iraniana, o que lhe garantiu o premio Nobel da Paz? Esse homúnculo é o tipo perfeito dos nossos tempos. Anti-americano até a raiz dos cabelos, rejeitou todo o bom senso, sabotou todos os esforços internacionais para pressionar o Iran, desmoralizou os inspetores, e inventou uma teoria onde os países delinqüentes só procuram a bomba atômica para se defender. Quem sabe ele foi subornado todo o tempo? Perfeitamente possivel. Até o Kofi Anan se aproveitou da ONU para enriquecer.  

Capítulo sobre Convenções de Guerra (” Guerras Justas e Injustas” , de Michael Walzer).  “ Prisioneiros de guerra têm o direito de tentar escapar – não podem ser punidos por tentar- mas, se matarem um guarda para fugir, o homicídio não será um ato de guerra. Será assassinato. Pois, quando se renderam, eles se comprometeram a parar de lutar, renunciaram ao direito de matar.”  Ainda no livro, uma defesa da intervenção unilateral:  ” Afirmo que , quando estejam sendo cometidos crimes que ” chocam a consciência moral da humanidade”, qualquer Estado que tenha condições de impedi-los deverá impedi-los -ou, no mínimo, terá o direito de assim agir.”

Nos quadrinhos do Calvin e Haroldo ( Calvin and Hobbes) . Calvin dizendo para seu tigre : “ Às vezes eu acho que a maior prova de que existem formas de vida inteligente no universo é que nenhuma delas tentou entrar em contato conosco até hoje” .

 

 

27 novembro, 2009 às 02:38

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (3)

 

  1. Rafaela disse:

    gente eu adoro ouvir musuca!

  2. Rafaela disse:

    ta fala serio eu sou locaaaa!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *