Em sua carreira de larápio quantos juízes e ministros Maluf comprou?

Pergunta dificil. Dezenas, provavelmente. Nesse momento uma outra acusação no Supremo Tribunal Federal : Ele desviou 1 bilhão de dólares. O cara é procurado pela Interpol em 181 países. Mas, o nosso folclórico Maluf não roubou mais do que Orestes Quércia. Houve um momento em que o mercado financeiro sabia que a maior fortuna cash do país estava nas mãos de Quércia. Repito:  nenhum jornalista conhece nem a metade do que se passa no Brasil. Esse é um privilégio de quem trabalha no mercado financeiro.

O Estadão de sábado fez um editorial a respeito de Maluf que merece ser lido. É de rolar de rir. Nunca mais teremos um sujeito feito esse. Extraordinário o seu cinismo. Um ator formidavel, que entra tão perfeitamente no papel que criou para si mesmo que provavelmente deve levar alguns minutos para voltar a ser o verdadeiro Maluf.

De que maneira continua livre a não ser comprando sua liberdade ? Quanto vale um ministro do Supremo pegar o processo enfiar na gaveta e perder o prazo, ou coisas do gênero, salvando a cara desse sujeito espantoso ? Quem tem 1 bilhão de dólares ( deve ser muito mais) pode oferecer 50 milhões para o ministro , mais 30 para o colega do ministro, mais 20 para o outro que pode melar tudo, e assim vai. Pode comprar todo o Supremo Tribunal Federal. Já deve ter feito isso.

Maluf deve estar preparando dólares para os próximos dias. A manchete no Estadão diz tudo: “Demora do STF pode livrar Maluf de punição”.  Também vale a pena ler. A reportagem dá todas as dicas. Uma das melhores é a que ” o único a votar contra a abertura da ação (contra Maluf), Marco Aurélio Mello argumentou que já teria ocorrido a prescrição no caso de Maluf e Sylvia ( mulher do Maluf), que têm mais de 70 anos- eles são beneficiados por uma legislação que blá, blá, blá”.  Muito bem, ministro, dinheiro para até a décima geração. A reportagem conta outros fatos de como Maluf escapou com base na lei.

E os venais ministros do Conselho Nacional de Justiça voltaram atrás rapidinho e retiraram seus nomes na nota que condenava a ação da Eliana Calmon, provavelmente a única que não tem rabo preso. São tão pusilânimes, tão sem-vergonhas, que quando sentiram a pressão dos jornais, da sociedade, e até do Supremo , resolveram voltar atrás. Fica o dito pelo não dito. Esse é o país que a Dona Dima acha que é de primeira classe. Dona, país aonde quase que só tem juiz ladrão, congressista ladrão, prefeitos e veredores ladrões, os ministros que a senhora nomeou também ladrões, só pode ser de quinta classe. A senhora está confundindo PIB com decência, honra.

1 outubro, 2011 às 19:28

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (2)

 

  1. 27burton disse:

    terrinha atrasa esta…
    e tem gente que estufa o peito e diz com orgulho:
    voto no Maluf, porque ele rouba, mas faz.
    pudera…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *