Falam os generais (3)

Caros amigos

Quase na reta final da corrida pelo Planalto é importante que se diga aos que se colocam contra nós, opositores, os que não acreditam no Lula e no PT, que não somos contra os pobres nem contra a igualdade de oportunidades, nem a favor da miséria, como querem fazer parecer os que os defendem.

O governo Lula poderia ter sido realmente uma unanimidade, se não fosse tão arrogante, demagogo, desonesto e pretensioso, se tivesse um mínimo de humildade para dizer ao povo que a “herança maldita” foi uma benção colocada em seu colo, que foi graças a ela e a sua manutenção que pôde fazer todas as demagogias assistencialistas que fez e, quem sabe, com a “criatividade” que demonstraram os seus integrantes para satisfazer suas mais obscuras ambições, pudesse até ter aperfeiçoado alguma coisa!

O PT diz que provou que o crescimento econômico não é impeditivo para dar atenção aos mais necessitados. Há recursos para isto, não há mais dúvidas. O governo que o antecedeu já sabia disso e implantara, não menos demagogicamente, as “bolsas esmolas”, contra as quais o próprio Lula colocou-se,  em sua campanha pela conquista do governo. Portanto, não é novidade nem criatividade do PT!

O Lula, grande manipulador das massas, auto intitulado, muito apropriadamente, de “metamorfose ambulante”, apropriou-se dos planos do FHC e diz que assumiu a posição getulista de “pai dos pobres”! Mas, amigos, pai que é pai, não dá só mesada, dá estudo, educação, segurança, saúde e cultura, cria oportunidades para que os filhos possam evoluir e crescer, tomar seus rumos e caminhar com as próprias pernas e criar seus próprios filhos! Pai que é pai e quer o bem para seus filhos tira-os da inércia, cobra-lhes iniciativa, oferece-lhes trabalho e  respeita seu direito à dignidade e de não depender de ninguém além de si próprios. Nas palavras do próprio Lula, quando oposição: “Ensina a pescar”.

O governo Lula fala em índices “chineses” de crescimento econômico para acobertar suas mazelas, suas negociatas, o uso indevido, incompetente e até inconstitucional do dinheiro público, como se pelo sucesso pudesse justificar a desonestidade! Os narcotraficantes também são ricos e prósperos, mas nem por isto deixam de ser bandidos e a escória do mundo! Hipócritas!

O governo Lula, populista e demagogo, vê, na via democrática e na liberdade que o regime lhe oferece, a oportunidade para “adaptar” esta liberdade aos seus interesses e, de forma sutil, mas sem fugir da ortodoxia da luta de classes, submeter a todos ao seu controle e poder. Provas disso estão no PNDH/3 e o plano de governo apresentado, não lido, mas assinado, pela candidata Dilma!

É assim, em rápida passada, sem necessidade de aprofundar a análise, que os que têm a honestidade como um valor de caráter, vêem o governo Lula e é por estas simples razões que se colocam contra ele e contra a sua pretensa sucessora!

Perseverar! O Brasil precisa! Não podemos esmorecer, até porque, seja quem for o vencedor, no dia seguinte começamos nova luta, talvez a mais dura e complexa que já tivemos. Pensem nisso!

Forte abraço.

Gen Bda Paulo Chagas

 

27 outubro, 2010 às 01:22

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *