Eles já estão perdendo a paciência! Falam os Generais brasileiros – Consolidação da Conquista do Poder- comentário do blog

nota: O blog grifou os trechos que estão em azul, e fez seus comentários em vermelho. Reparem que os generais que estão na reserva, e portanto podem se manifestar, estão cada vez mais impacientes com os seus chefes ainda na ativa. Tirem suas conclusões.

Consolidação da Conquista do Poder

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Marco Felicio

Quem tem a obrigação de conhecer os fatos ocorridos neste País desde os anos 60, inteirou-se do surgimento do PT e de sua trajetória após a contra-revolução de 64, vivenciou os anos de governo do apedeuta Lula e de seus asseclas, aparelhando e domesticando os três poderes da República, incluso o Ministério da Defesa e a oposição política, criando imenso curral eleitoral por meio de políticas assistencialistas, praticando toda sorte de corrupção, favorecendo o próprio Lula, familiares, amigos, o PT e a conquista de aliados.

Mentindo ou omitindo descaradamente, inteligentemente, buscaram o apoio das massas mais carentes e até mesmo da maioria da população instruída, criando uma nova estória para tal período, vendendo a imagem antítese do que sempre foram : revolucionários comunistas, totalitários, assassinos, seqüestradores, torturadores, assaltantes, justificando as suas maléficas ações pelo objetivo de impor ao povo brasileiro a ditadura do proletariado ( os fins justificam os meios).

No curso de suas ações, conquistaram o poder pela via legal, o voto, e, agora, trabalham para a consolidação da conquista do mesmo. O objetivo maior é o enfraquecimento e transformação das Forças Armadas, derradeiro obstáculo a ser vencido. Estão elas reduzidas a quase milícias. Vivem brutal escassez de recursos materiais e financeiros, utilizadas em missões internas diversas que não condizem com a finalidade precípua respectiva, deixando-as a reboque de ações e circunstâncias sobre as quais não têm o comando e o controle total respectivos. Seus quadros recebem salários aviltantes em relação à média salarial dos poderes constituídos e, até mesmo, já inferiores aos de policiais militares, contrariando a Constituição Federal.

Seus comandantes têm sido vergonhosamente engabelados por meio de promessas que se sucedem e que jamais são cumpridas. (ÊPA!) Em nome da disciplina e da hierarquia, aceitam ordens e situações que fragilizam a imagem das Forças. Por eles, fala até mesmo indivíduo processado e acusado de corrupção, José Genoíno, assessor do MDef. Assim, omitem-se, incapacitando suas respectivas lideranças e forte poder de influência. Deixam que se aproveitem da Democracia para matá-la. (Cada vez mais forte o texto do general Marco Felício)

Como acreditar nas intenções democráticas e conciliadoras da Presidente eleita, faxineira de faxinas malfeitas, enganadoras, e não de malfeitos, se foi escolhida a dedo para dar continuidade a nefasto projeto em andamento ? Como acreditar em suas palavras se os auxiliares diretos, por ela escolhidos, não escondem, claramente, os caminhos e os objetivos a atingir, já delineados, sabidamente, no governo anterior ?

Exemplo maior se mostra a sórdida “Comissão da Verdade”, criada com o beneplácito dos comandantes das Forças Armadas, presentes quando do seu “lançamento”, escutando, calados, barbaridades inaceitáveis. Serão eles “ingênuos” ? Não o creio ! ( ÊPA!)Onde se encontram os órgãos e assessores de Inteligência ? Omissos, intimidados ? Não o creio !

Confirmando o acima, afirma o recente Manifesto dos Clubes Militares: “Para finalizar a semana, o Partido dos Trabalhadores, ao qual a Presidente pertence (esteve ela presente à comemoração), celebrou os seus 32 anos de criação. Na ocasião foram divulgadas as Resoluções Políticas tomadas pelo Partido. Foi dado realce ao item que diz que o PT estará empenhado junto com a sociedade no resgate de nossa memória da luta pela democracia (sic) durante o período da ditadura militar.” O próprio manifesto conclui: “Pode-se afirmar que a assertiva é uma falácia, posto que, quando de sua criação, o governo já promovera a abertura política, incluindo a possibilidade de fundação de outros partidos políticos, encerrando o bi-partidarismo.”

A hora é de ação, pois, o desenlace está mais do que a vista. ( DUAS VEZES ÊPA!!!)Somente não enxerga a realidade quem não tem interesse em vê-la. Infelizmente, estamos em fase de consolidação do poder, empolgado por gente que ao invés de servir ao Brasil dele se serve.

A “ação” não significa, de imediato, colocar tropa na rua e agir em força (embora não se possa descartar tal ação, em último caso, em defesa dos interesses da Nação, real detentora da soberania nacional). ( TRÊS VEZES EPA !!!)Significa posturas e atitudes firmes dos comandantes militares junto ao Ministério da Defesa e à Presidente da República, respaldados pelos seus deveres constitucionais, consoante o artigo 142 da Lei Magna e leis complementares 97, 116 e 136 de 1999, 2004 e 2010, respectivamente. Que exerçam o seu poder de influência, não só o político, mas, também, o que advem da tutela dos meios violentos do Estado, acionando o Judiciário e o Ministério Público, para que a Lei Maior seja fielmente cumprida em todos os seus aspectos, incluso naquele que incumbe às FFAA a missão de Defesa Externa, devendo para isso serem aquinhoadas com orçamentos compatíveis com a estatura político-estratégica e econômica que o País revela ao mundo, tornando-as capacitadas, como Força de Dissuasão, frente aos choques de interesses em um mundo pleno de conflitos.

Marco Felício é General na Reserva

 

22 fevereiro, 2012 às 22:43

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (2)

 

  1. George Bastos disse:

    De toda sorte.. tem sido muito desgastante em todos os Quarteis, ver nossos Comandantes tomarem partido, por um partido que não tá nem ai pra gente. Tem sido comum os dizeres “ta insatisfeito, pede pra sair” e mais ainda” voces ja sabiam as regras do jogo”, de fato, sabia que a cada ano receberiamos 1% de gratificação, que nosso salarioa familia daria pra comprar pelos menos um quilo de sal, que teria direito a Licença Especial, Auxilio Moradia, dentre outras vantagens que foram trocadas por promessas de empregos pós reserva. Ta ficando inconcebivel ver nossas policias ganharem aumentos com greves, greves estas que usam das FFAA para assegurar a Lei e a Ordem.

  2. claudiomafra disse:

    Eu tenho a impressão que o povo não sabe o quanto ganham mal as Forças Armadas, mas o que mais me chama a atenção é o PT ainda não lhes haver dado um aumento ASTRONÔMICO. Essa seria uma tentativa para ganhar a simpatia das Forças, e consolidar definitivamente o partido como vencedor permanente, já que a nossa oposição é composta de figuras patéticas. Se Aécio não ganhar na próxima estaremos em uma ditadura, e sabemos que ele não tem a menor chance concorrendo contra o Lula. O tripé: aumento de salário, junto com novos armamentos e professores petistas nas Escolas Militares pode deixar o povo brasileiro inteiramente nas mãos de antigos guerrilheiros, agora os “novos ladrões” e, como temos visto, perfeitamente aliados aos velhos ladrões. Obrigado pela intervenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *