IMPORTANTÍSSIMO: “Falam os generais”- (desta vez jogando a toalha) – extensos comentários do blog

nota do blog: é melhor que os leitores coloquem o computador em 125%, ou as letras ficam muito pequenas. Clicar no canto inferior direito.

                    Subvertendo o futuro com maquiavélicas patifarias

Desde que estudiosos criaram os tais de cenários, vários oráculos passaram a desvendar as possibilidades futuras e, até mesmo, programá – las. Bastava levantar as variáveis negativas e trabalhar sobre elas para obter, graças a meticulosos e bem engendrados estratagemas, o futuro sonhado.

 As pitonisas do petismo não fugiram à regra.

Levanta cenário daqui, desenha cenário dali, e prognosticaram que a desmoralização das Forças Armadas estaria definitivamente alcançada até o final de 2012.

Acertaram em cheio.  Nota do blog : Sem dúvida. Com a portaria número  1.874-A de Julho de 2011 as Forças Armadas em poucos anos serão petistas. Ver clicando em cima do meu artigo:Já está acontecendo. Portaria: 1.874-A, que vai colocar o PT nasEscolas Militares

Precavidos levantaram algumas hipóteses que poderiam frustrar os seus planos.

Uma, a reação interna das Forças NB : se não houve reação no momento da Portaria, já era, acabou-se, fim, coitados de nós, a fatura está liquidada

Para tanto, escolheram a dedo autoridades de mando que não causariam o menor problema. NB: Essa é uma acusação aos chefes militares, que sem dúvida estão se comportando com pusilânimidade. Estranho, só reagem contra o problema da anistia.  

A outra foi a grita da oposição que poderia num ato de coragem unir – se contra as suas tramoias e, buscando preservar a dignidade do poder nacional, invalidar suas trapaças. NB : Não temos oposição. É uma gente confusa, incompetente, vaidosa e com pouco caráter

Hipótese facilmente enfraquecida com as alianças politicas que envolveram o apoio em troca de cargos e de verbas. Galho fraquíssimo.

Um otimista aventou, timidamente, a revolta da sociedade, que como uma entidade fantasma só existe para justificar medidas que interessam ao desgoverno, do tipo “a sociedade adora a metamorfose”, “viva a nossa sucessora, a faxineira impiedosa”, e assim por diante. NB:  É claro que a sociedade sem o Exército não vale nada, está perdida.

Logo, esta hipótese foi descartada por total falta de fundamento.

Remoendo a imaginação chegaram com dificuldade, até a indignação dos militares da reserva e os reformados. NB: Militar quando passa para a reserva não recebe nem continência do soldado que se perfilava no dia anterior.

Esta preocupou, inicialmente, mas alguém lembrou convicto, “são uns pelados, sem salário decente, sem acesso à mídia, sem recursos para mobilizar nem a família, o que dirá um bando de milicos”. Sem contar, argumento definitivo, que a turma é desunida, e para nossa satisfação (dos planejadores), milico não precisa de inimigo.

A urdidura foi perfeita. Ao longo dos anos, as Instituições Militares foram submetidas às diversas pústulas nomeadas com extrema picardia para desgastá – las como inqualificáveis ministros da defesa. Sim, não sei quanto aos outros, mas temos Waldir Pires, um imbecil, e o Comissário do Povo, o sujeito mais cínico do Brasil, o anão perverso:  Celso Amorim!!!

O penúltimo foi para arrasar e desmoralizar NB: Nelson Jobim, um poço de vaidade, mas não sei o que fez para “arrazar e desmoralizar”, porque não estou lá, mas seu comportamento ameaçando renunciar, junto com os comandantes, no episódio do Plano de Direitos Humanos, conta a seu favor; o atual será para entortar conceitos, e com um toque sutil formar a NOVA MENTALIDADE militar. Sim, esse é o Amorim junto com a Portaria. Estranho que oposicionistas ferrenhos, como o Reinaldo Azevedo, tenham deixado passar essa mão de gato sem perceberem que foi o mais importante movimento estratégico do PT desde a posse de Lula. 

Sim, a aniquilação das Forças Armadas Brasileiras ainda será o “ESTUDO DE CASO” perfeito no tema de “COMO DESCONSTRUIR UMA INSTITUIÇÃO”. NB: Sim, voltamos à Portaria já citada. Caberá às futuras gerações decidirem se o Planejamento Politico “enrabativo” foi perfeito, ou se os militares foram coniventes, incompetentes, e juntaram – se, graciosamente, o REVANCHISMO COM A OMISSÃO, e seremos, então, o produto acabado de como suicidar – se suspendendo, voluntariamente, a respiração.

Contudo, felizmente, para o orgulho do jeitinho nacional, solidário no samba, no carnaval, na micareta, no rock in Rio, no trio elétrico, na parada gay, salvaram – se todos.

 Sem honra, sem moral e sem atitude, é vero, mas como já disse um esperto anistiado, “é melhor viver sem dignidade do que morrer cheio de orgulho”.

“Quanto aos demais cenários, o da submissão da mídia, por exemplo, vai de vento em popa, gritou tok tok, já soltamos nesta etapa, conforme o previsto, o inefável Dirceu, que está bombando na mídia amiga. NB: Não, o general está sendo injusto: A mídia até agora está ou na oposição, ou neutra, com pequenos e súbitos ataques de adesismo. Quanto ao futuro tudo pode acontecer. É melhor o general continuar culpando os seus colegas de farda, porque após a Portaria a responsabilidade é deles, ABSOLUTAMENTE DELES, os militares. Deveriam ter dado murros na mesa, como fizeram com o projeto de anistia para um lado só, e o governo depressinha jogaria a portaria no lixo. Fomos deixados ao desamparo. Uma vergonha. Agora sim, os militares mesclaram-se com o PT, venderam as futuras gerações de oficiais que serão consumados idiotas petistas. Seremos uma grande Venezuela. E,  senhor general, para consumar a tragédia falta aumentar o soldo, porque o reequipamento das Forças Armadas está a caminho. 

Brasília, DF, 28 de setembro de 2011.

Gen. Bda Rfm Valmir Fonseca Azevedo Pereira

 

29 setembro, 2011 às 20:37

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *