Fernando Henrique, o homem que não era

Acabei de assistir um documentário sobre Paulo Francis, no Canal Brasil. No final, quando estamos vendo a história de sua morte correndo paralalelamente ao epísodio do processo da Petrobrás, aparece uma rápida entrevista com Fernando Henrique. Eu sabia que FH havia se comportado muito mal naquele drama (para entender, por favor, clicar em cima do meu artigo: A Petrobrás e o caso Paulo Francis; a Dona no campo de concentração mas, pela primeira vez eu o vi falando sobre o assunto. Estava quase alegre, não se importava o mínimo. Parecia que estavam lhe perguntando sobre alguma banalidade perdida no meio dos seus governos. Descobrimos então que ele não fez nada para atender o pedido do Serra a favor do Paulo Francis, nem aquilo que eu disse no meu artigo. Foi engano meu, e do Élio Gáspari. Em determinado momento, houve um grande silêncio de quem o estava entrevistando ( nós não sabemos quem é) e Fernando Henrique pergunta com curiosidade : ” O Joel Rennó retirou o processo ? Um grande silêncio e ele repete: “Ele retirou ? O PUSILÂNIME NÃO SABIA. OU FOI PURO CINISMO ? Um episódio que comoveu a imprensa brasileira e as pessoas mais preparadas do país, e o Fernando Henrique, o presidente da república,  faz uma pergunta dessas com a cara inteiramente descontraída, como se estivesse tratando de uma bobagenzinha tirada do fundo do baú. Eu fiquei atônito. Não , seu irresponsável, ele não retirou o processo.  Um episódio dessa importância, que provavelmente matou o jornalista, e você não sabe disso ?!!!!        .

E o seu artigo, domingo, no Estadão, ” Crer e perseverar” é a costumeira porcaria. Uma colcha de retalhos, como de costume pessimamente redigido. O que não falta é a famosa vaidade: ” ainda recentemente, em conversa analítica que fiz com um correspondente da The Economist”, ressaltei..”   O que ? Conversa analítica ?  O nome é ENTREVISTA, seu pavão!  E não é conversa que fiz, e sim conversa que tive! Depois aparece a costumeira referência ao seu fantástico, maravilhoso, ninguém no mundo nunca viu coisa igual, Plano Real ( que era obrigação de um governo que não fosse obsceno) e continua com um monte de idiotices, dando conselhos para a Oposição que ele mesmo ajuda a afundar, e para provar que suas recomendações aos colegas, e a análise de como ganhar as eleições não são para levar a sério, consegue a proeza de, nem direta, e nem indiretamente, dizer uma palavra sobre A ROUBALHEIRA. Incrivel o luminar não citar o grave e extraordinário problema, um dos mais importantes em toda a história republicana porque parece que não tem solução pois alcançou a alma dos brasileiros e colocou todo mundo à venda!  Até agora, que eu saiba, ninguém neste país apresentou qualquer trabalho original, alguma ideía,  para o que fazer nessa situação trágica. E termina o artigo, totalmente inutil – a receita de uma pizza – com um clichê de doer nos dentes: “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. 

Para ver outros cinco artigos sobre a figura que mais nos enganou clique em : Crítica do blog à entrevista de Fernando Henrique no Estadão ( ou, porquê não tivemos e nem vamos ter Oposição); Fernando Henrique – a decepção que não conseguimos superar, e Teste para Dilma nesta segunda feira;   Millor Fernandes ridiculariza o famoso livro de Fernando Henrique; Uma aula de mediocridade: trechos da entrevista de Fernando Henrique para o Estadão

-.-.-.—.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..

É hilária a manchete no Estadão nesta segunda-feira Mágoa dos aliados com as demissões preocupa Planalto.

Mágoa. Ficaram magoadinhos porque os ladrões foram demitidos ( entre beijos e abraços da presidente). O interessante é que NINGUÉM neste país duvida que os canalhas estavam nos roubando. Foi mais do que provado com as matérias na imprensa. Os outros ladrões do esquema ficaram MAGOADOS porque esperavam receber a maior baba e agora ela vai para outros. Alguém duvida que os novos ministros também vão meter a mão ? É uma doença que assola o país, doença da alma, feito o comunismo.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-.-

Notícia maravilhosa: Começa hoje, dia 6, a privatização dos aeroportos. Vai ser o maior roubo, é claro, mas de qualquer forma o estado vai cair fora, e no fim sai muito mais barato para nós.

 

6 fevereiro, 2012 às 13:23

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *