Ils ne passeront pas – Eles não passarão

“O destino do Ministro da Defesa Celso Amorim está diretamente ligado à sua capacidade de resolver a crise envolvendo os militares da reserva. As críticas à Comissão da Verdade e a posições de membros do governo Dilma levaram a uma posição radicalizada do governo, alimentada pelo Ministro da Defesa, que em nenhum momento tentou contornar a crise através do diálogo. Os tênues limites da lei que permite aos militares da reserva expressarem seus pontos de vista políticos estão sendo usados por eles para convencer os ministros militares de que estão no seu direito de cidadãos, enquanto Amorim puxa a corda para o outro lado, vendo quebra de hierarquia nos manifestos, que ganham mais adesões à medida que a crise avança. Já há no Palácio do Planalto quem entenda que a presença de Amorim à frente da Defesa, com seu estilo belicoso de atuar, não seja a melhor opção para superar a crise militar.” ( Merval, na sua coluna de domingo)

 

Nós desejamos que o destino desse anão perverso, que recebeu a tarefa de iniciar o processo de petização das Forças Armadas, seja o pior possivel. Em todos os planos. 

 

A análise de Merval sugere que o articulista possui informações desconhecidas por nós. Não acredito. Ele apenas usa a sabida beligerância e fanatismo do anão frente à uma crise que exige prudência, e conclui pelo óbvio, isto é, que por certo existe arrependimento na escolha dessa figurinha para o cargo. Não existem dúvidas que ele representa tudo o que existe de ruím e de maquiavelismo de galinheiro dentro do PT. Depois dos Manifestos, podemos pensar que uma figura menos atrevida, menos marcada pela sua passagem no Itamaraty, teria servido melhor aos interesses do partido. 

 

Assisti na TV ao show de uma mulher que chamou as guerrilhas brasileiras de desobediência civil. De uma sesquipedal ignorância confundiu a recusa em obedecer ao governo, com a derrubada do Estado. Então, os nossos guerrilheiros eram discípulos de Thoreau. Tratava-se de uma convidada da Miriam Leitão, se não me engano, mas tanto faz, todos são parecidos com todos. Fico pensando que o camarada Mao talvez tivesse razão quando nos seus planos de “reeducação” mandou essa gente capinar uma roça. Eu adoraria ver intelectuais petistas, de direitos humanos e escambau, no Vale do Jequitinhonha, de enxada nas delicadas mãos. O piedoso Frei Beto, por exemplo, seria ótimo!

 

A insistência da Globo NEWS na repetição da entrevista feita pela Miriam Leitão com o general Rocha Paiva, aonde se vê o sereno comportamento do general, e sua capacidade para destruir os argumentos – embutidos em perguntas, ou não – de uma mulher que faz qualquer um perder a calma pelo atrevimento e falta de educação, podem, de uma hora para outra, transformá-lo em um novo lider no panorama brasileiro. É assim que acontece. Basta ter um pouco de sorte.

 

E o “Não Passarão” também está sendo assinado por civís ?  Seria ótimo esse manifesto com nomes de deputados, senadores, juízes e…. o povo, com banquinhas de assinatura nas esquinas das ruas das grandes cidades. “Mas, de repente, de repenguente, Etelvina me acordou está na hora do batente.” 

 

4 março, 2012 às 01:08

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (4)

 

  1. Marco Balbi disse:

    Perfeito! Difundi inclusive por vários grupos no face!

  2. TARCISIO DE OLIVEIRA E SOUZA JUNIOR disse:

    POR FAVOR ONDE É QUE EU ASSINO!

  3. Nelson V oigt disse:

    Realmente a situação desses asseclas do PT e outros, estão querendo destruir nossa nação, mesmo tendo sido beneficiados pela Lei da Anistia, ampla, geral que permitiu essa cambada hoje estarem ocupando os maiores cargos do País, cheios de arrogância, corrupção e revanchismo inconsequente e mt perigoso.
    Nelson

    • claudiomafra disse:

      Caro , Nelson, eu acho que eles querem duas coisas: cada um roubar o máximo que puder, saqueando o Páis, e ao mesmo tempo manter uma ideologia que eles não sabem direito o que seja, mas sem dúvida extremamente anti-americana e tendendo para uma social-democracia com um estado regulador ao extremo. A turma que está no poder há algum tempo deixou de ser ligadona em vingança, o que é mais do que normal, com exceção sempre presente daqueles que são hidrófobos feito o Marco Aurélio Garcia. Os que gravitam em torno do poder, organizações de esquerda, ONGs, intelectuais da PUC, Mirians Leitoas da vida, e outros idiotas úteis é que estão babando para verem os militares crucificados. Este, é um fenômeno muito normal, eu acho. Para mim todo o PT quer a petização das Forças Armadas, como garantia de que nunca mais serão perturbados, mas um canalha feito o Zé Dirceu, por exemplo, não está se importando tanto com esse negócio de esclarecer quem foi quem no episódio das guerrilhas. Pode jogar para a arquibancada, mas o que ele deseja de fato é se tornar um outro Eike Batista.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *