Indispensável leitura : Imitando o PT : A orgia de nomeações do governo de Obama, a ineficaz taxação dos ricos e o incentivo à luta de classes por parte do presidente americano ( FOX NEWS vídeo traduzido – Reagan na TV); Hilário: As mulheres e os homens, um estudo comportamental


 

O senhor Obama abriu uma nova frente em sua batalha contra Mitt Romney, ao retornar com o mantra “taxar os ricos”. O presidente está tentando forçar Romney a defender americanos abastados, se opondo ao aumento de taxas sobre suas rendas.

Então, diga olá mais uma vez ao nosso pequeno amigo, a luta de classes. Mas há aqui uma interessante informação complementar. O fantasma de Ronald Reagan pode estar assombrando o presidente Obama. Trinta e dois anos atrás, a America também estava num momento econômico ruim. O então presidente Jimmy Carter havia expandido o governo federal e perdido o controle do setor privado. Desemprego e inflação eram problemas muitos sérios.

O desafiador Ronald Reagan, tirou partido de Carter retratando-o como incompetente, e, é claro, Reagan ganhou a eleição. Em 20 de janeiro de 1981, Ronald Reagan disse isso em seu primeiro discurso como presidente:

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

PRESIDENTE RONALD REAGAN: Àqueles que realmente trabalham é negado um lucro justo por seu trabalho, devido a um sistema de taxação que penaliza seus bem sucedidos empreendimentos e nos impede de manter produtividade total.

Mas, mesmo com uma enorme carga de impostos, ela não acompanhou os gastos públicos.

(FIM DO VIDEOCLIPE)

 

O’REILLY: E o senhor Reagan manteve sua promessa naquele discurso baixando as taxas de imposto federal sobre os maiores ganhos, de 70% para 28%. Ele continuou dizendo que um extenso governo federal era um problema, não uma solução.

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

PRESIDENTE RONALD REAGAN: Não é coincidência que nossos problemas atuais se correlacionam e são proporcionais à intervenção e intrusão em nossas vidas e que resultam do desnecessário e excessivo crescimento do governo.

 

(FIM DO VIDEOCLIPE)

 

O’REILLY: O senhor Reagan manteve o governo federal na maioria das vezes sobre controle, durante os seus oito anos de governo, incorporando 12.000 funcionários naquela época. Ao contrário de Jimmy Carter que acrescentou 100.000 funcionários federais em apenas quatro anos. Durante os três primeiros anos de governo do senhor Obama, os empregos federais aumentaram em cerca de 130.000, mais de dez vezes o número de Reagan em oito anos. Então, vocês podem ver que a filosofia do senhor Obama é exatamente oposta à do senhor Reagan.

Mas a história mostra que o presidente Reagan foi bem sucedido ao revigorar a economia americana. É por isso que as políticas do senhor Obama são um pouco desconcertantes.

Em junho, foram criados exatamente 80.000 empregos nos Estados Unidos de acordo com o Bureau of Labor Statistics, mas 85.000 trabalhadores, repito, 85.000 deixaram o mercado de trabalho para obter benefícios por invalidez.

Desde junho de 2009 foram criados 2,6 milhões de empregos na America. Porém, 3,1 milhões de pessoas saíram por invalidez. A matemática é clara: os trabalhadores americanos estão deixando seus trabalhos para serem pagos pelos que pagam impostos. E os pagamentos por invalidez estão batendo recorde. Isto é um desastre para a America.

No entanto, o senhor Obama continua a acreditar que uma saída sensata e é continuar taxando, que aumentando os impostos dos ricos estimulará de certa forma a economia. Mas ouçam isso. Digamos que o presidente Obama continue seu caminho e seja capaz de aumentar os impostos daqueles que fazem mais de 250.000 dólares por ano.  Vamos dizer que isto aconteça … que a subida dos impostos poderia gerar cerca de 85 bilhões de dólares por ano, de aumento da receita.

Mas, nesse momento, os federais estão gastando 85 bilhões de dólares a cada oito dias e meio, de acordo com o Departamento do Tesouro. Logo, é tudo um artifício, todo esse negócio de “taxar os ricos” significa pouco, em se tratando de baixar o déficit ou qualquer outra coisa positiva.

Olhem esse gráfico de impostos organizado pelo grupo ISI que investe dinheiro para instituições. Ele mostra que o presidente Obama quer aumentar os impostos para os americanos mais abastados para 39,6%. O governador Romney quer que a taxa caia para 28% como Ronald Reagan.

O senhor Obama taxaria dividendos, coisas que vocês adquirem de poupanças em 43,4%, na linha máxima de imposto. O governador Romney os taxaria em 15%. O presidente Obama dobraria as taxas dos ganhos capitais em 30% para todo mundo. O senhor Romney as manteria em 15%.

Agora, se vocês dobram os ganhos de capital isto me impediria, eu, um investidor privado, de colocar algum dinheiro de forma agressiva em investimentos. O risco-benefício é simplesmente muito grande. E estou certo de que não sou só eu que penso assim.

Então, deixe-me perguntar a vocês, se Ronald Reagan foi bem sucedido em restabelecer a economia americana diminuindo os impostos para todo mundo, por que alguém pensaria que o presidente Obama pode recuperar a economia fazendo exatamente o oposto? Aumentando as taxas para investidores e os mais abastados? Isso não faz sentido. Mas mesmo assim, o presidente esta apostando alto nessa visão. Aqui está o que ele disse outra vez:

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

PRESIDENTE OBAMA: Estou recorrendo ao Congresso para estender os cortes de impostos para os 98% de americanos que ganham menos do que 250.000 dólares por ano.

 

(FIM DO VIDEOCLIPE)

 

O’REILLY: O Congresso, é claro, não vai fazer isto. E se os republicanos ganharem em Novembro, as taxas de impostos federais vão cair. Ironicamente, há poucos anos atrás, o senhor Obama estava dizendo exatamente o oposto do que ele disse hoje.

 

(INÍCIO DO VIDEOCLIPE)

PRESIDENTE OBAMA: “A última coisa que você quer fazer é aumentar os impostos no meio de uma recessão porque isto justamente sugaria, exigiria mais da economia. E, mais adiante, colocaria os negócios estacionados”.

 

(FIM DO VIDEOCLIPE)

 

O’REILLY: Certo. Nós apoiaríamos aumentos de impostos federais para os ricos se eu achasse que a medida iria ajudar o povo. Mas não há absolutamente nenhuma evidência de que mais receita para o governo faria alguma coisa a não ser permitir que o presidente Obama empregasse mais funcionários públicos.

O presidente não está atrás de cortar gastos. Ele não esta estimulando o setor privado. E ele não parece estar preocupado com o débito maciço da America. Mas o fantasma de Ronald Reagan deve estar preocupado porque isso é 1980 na integra, de novo.

 

 

 

AS MULHERES E OS HOMENS – um estudo comportamental-


 

 

16 julho, 2012 às 19:38

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *