Nelson Jobim vai vender nossos lugares mais bonitos.

Ele diz que não,  que os sítios históricos serão preservados, mas sabemos como terminam essas histórias.

Escola-Naval

Quando há muitos anos o Exército resolveu desativar o forte de Copacabana levou um susto: não poderia vender o maravilhoso lugar para uma companhia imobiliária. O terreno pertence à União. Mas que sorte a nossa! É sabido que por motivos históricos os militares estão encarapitados nos lugares mais bonitos do Brasil. Quarteis, escolas e fortes, de uma hora para outra transformaram-se em patrimônio das nossas cidades. Não sei quanto dessas maravilhas já foram vendidas pelos nossos corruptos governos, mas é certo que muita coisa , principalmente no Rio, está preservada. Muito bem, agora chega o Nelson Jobim, fantasiado de militar, e anuncia que vai utilizar esse vasto patrimônio imobiliário das Forças Armadas para o financiamento dos programas de reequipamento e reorganização da Marinha, do Exército e da Aeronáutica. “Será uma ação complementar à expansão das dotações orçamentárias” – disse Jobim. Ótimo. Nova fonte de roubalheiras. Já sabemos como vai ser : Vão vender por um décimo do preço lugares que valem uma fortuna. Jobim citou como exemplo do plano hediondo fazendas que o Exército mantém no interior de São Paulo e do Rio Grande do Sul, “ilhas, cercadas por um oceano de áreas ricas”. Seja o que Deus quiser.

17 março, 2010 às 19:28

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *