Comentário sobre o bom artigo de Celso Lafer

Bonito artigo de Celso Lafer no Estadão de domingo. Sinto apenas que no final, depois de uma análise muito apurada e bem redigida, tenha entrado rapidamente no chavão da condenção de Bush: “…a perda de foco dos EUA na complexidade das coisas e os equivocos unilateralistas da “guerra global ao terrorismo”, declarada pelo presidente George W. Bush”. NÃO, de maneira alguma “os EUA perderam o foco na complexidade das coisas” como disse o embaixador. É a eterna mania de encarar os americanos como ingênuos, despreparados para a liderança mundial. Celso Lafer não se dá ao trabalho de dar um exemplo do que diz, já que esta é uma acusação consagrada, consensual. Pior é a afirmativa, também consagrada dos” equivocos unilateralistas da guerra global ao terrorismo”.  Muitíssimo injusta e traz, novamente, o ranço do anti-americanismo. Bush, pelo contrário, esmerou-se em procurar chefes de estado por todo mundo em busca de apoio, buscou tudo o que estava ao seu alcance para a tremenda empreitada que o destino lhe preparou. Basta ler os jornais da época. Fico muito impressionado com essa distorção dos fatos. Lembro-me particularmente do seu empenho em convencer Musharraf, presidente do Paquistão, de que o ataque partira da Al Qaeda do Afeganistão, e que precisava de sua permissão para o uso do espaço aéreo paquistanês. Demorou semanas, até que Musharraf se convencesse. Isso é unilateralismo ? E, por outro lado, o que quer dizer “uniteralista ?” Quer dizer que os Estados Unidos teriam que permitir licença ao mundo para poderem reagir se atacados? Também podemos entender que Lafer quis dizer que: “uniteralismo” nesse caso são os Estados Unidos, sem consultarem ninguém partirem para uma guerra contra o terrorismo que envolve todo mundo, coloca em perigo todas as nações, sem que o embaixador perceba que nenhuma delas têm condições de se defender. Voltam os EUA a reeditarem o seu papel de proteção do mundo durante a Guerra Fria, só que trocamos comunismo por terrorismo. É assim tão dificil de entender ? Claro, trata-se apenas da minha audácia da ignorância. O que eu disse é tão primário que nem se deve comentar. O meu QI = -10 não alcançará jamais as alturas vertiginosas dos pensamentos dos intelectuais que constroem essa cadeia de sofisticações políticas .

Pouquíssimos países atenderam ao apelo americano para que contribuissem com tropas na luta contra os atalebans no Afeganistão. Com a notavel exceção dos ingleses e dos australianos, todos ficaram na retaguarda prestando serviços sem darem tiros. Enveredamos pela irracionalidade completa e total, explicada por razões freudianas que nos mostraram que não temos o livre arbítrio, somado ao fascínio socialista, e o repúdio ao capitalismo, que ainda habita os cérebros dos intelectuais, embora eles nem de longe tenham consciência desse fato.  Quanto ao Iraque não tenho mais paciência para entrar nessa loucura, apenas pergunto: Obama recebeu um Iraque pior ou melhor do que aquele que Bush herdou ?

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-….-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Obama coloca lenha na fogueira ideológica onde jogou os Estados Unidos. Quer mais impostos sobre os ricos. É indisfarçavel seu fascínio por um caminho socializante para os EUA, com welfare state e todas as bobagens das quais os americanos escaparam durante tantas décadas. Claro que tem a ver com suas origens e com o fato de ser negro. Sempre se sentiu injustiçado, nunca se sentiu integrado, e é vaidoso demais para se conformar em ser apenas um bom presidente. Quer virar os Estados Unidos de cabeça para baixo. Quer vingança, e veio para salvar seu país. O que se pode esperar de um sujeito que  faz DUAS auto-biografias ANTES de ser biografado ? Alguns anos tomando Lexotan e deitado no divã de um analista lhe fariam um bem incomensuravel. 

19 setembro, 2011 às 01:10

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *