O Exército e o PT; Tópicos

 
Cerimônia no Palácio do Planalto. Todos estão aplaudindo, menos os militares. O comandante do Exército, com fisionomia severa, mantem as mãos entre as pernas em clara manifestação de desagrado Os outros mostram impotência e conformismo em seus rostos. O ladrão Zé Genóino não tem coragem de sentar-se ao lado do comandante da Marinha.
 

Por que nossos jornais não dizem uma palavra, coisa alguma, sobre o que pensam os militares brasileiros a respeito do governo ? Por que insistem em desconhecer a importância da matéria? Escrevem metendo o pau no PT, escrevem sobre o Judiciário, sobre o Congresso desmoralizado, sobre os novos escândalos, e haja papel para notícias sobre os personagens mais chatos e desclassificados de nossa vida pública. Quanto aos milicos, eles estão bem enquadrados em seus deveres constitucionais, é o máximo que podemos saber.

 

 

Eu, por exemplo, gostaría muitíssimo de ser informado de que maneira os militares DA ATIVA estão digerindo o PT,  que óbviamente os odeia e segue tentando reavivar o processo de desmoralização a que estavam submetidos desde quando o golpe de 64 deixou de ter o apoio da população. Para este objetivo serve maravilhosamente a Comissão da Verdade. 

 

 

A resposta para o mutismo de nossos jornalistas, articulistas  e intelectuais é porque em sua imensa maioria são de esquerda, e por consequência têm profunda aversão às Forças Armadas. Podem até ser da esquerda light, tipo Fernando Henrique e Serra , o que não muda nada: estes também acham excelente que os militares estejam no ostracismo. Portanto,  preferem acreditar que eles não existem – puxa, até que enfim desapareceram do mapa – MESMO quando as Forças Armadas são a instituição na qual o povo mais confia – 72%, seguidos muito abaixo pela Igreja Católica com 58%, conforme pesquisa da Fundação Getúlio Vargas em 23/02/ 2012.  É espantoso que os números da FGV não tenham sido analisados. Reconhecer que os militares voltaram a ser populares, e as importantes consequências do fato, causaria desestruturação psíquica nessa gente. Estamos diante da  Síndrome do golpe militar de 1964 

 

 

Sabemos que os militares da ativa são proibidos de se manifestar sobre assuntos políticos. No entanto, se for guardado o anonimato até que é possivel algum reporter estabelecer contato. Afinal, eles são uma ótima matéria, já que vivem uma dificílima situação moral:  Muito daquilo que combateram no passado está de volta com o PT. Como se não bastasse, estão sendo diretamente atacados pelos petistas. É o que se passa com a  Comissão da Verdade e sua ilegalidade moral. Uma esperteza safada, que contraria de maneira clara a anistia para os dois lados, e onde os militares estão sendo insultados no que têm de mais caro: o patriotismo e a honra. O interessante é que o momento em que eles mais se encolhem é justamente quando se tem certeza de que sua impopularidade já ficou para trás.  

 

 

Não me lembro qual foi a solenidade no Palácio do Planalto onde se pode ver a foto dos comandantes militares. Estão constrangidos, humilhados, com um olhar de quem não suporta o espetáculo. Certamente estavam ouvindo discursos apologéticos da corja petista, eufórica por estar pela terceira vez seguida no poder. Em sua expressão corporal percebemos que dariam tudo para estar em outro lugar, qualquer lugar. Sabemos, – embora não apareça na foto -que estão sentados diante da semi-analfabeta a quem devem obediência e que, da mesma maneira que todos os antigos guerrilheiros, sente orgulho por haver tentado levar os brasileiros para o sofrimento do inferno comunista. Além do mais, a corrupção é a mais deslavada de todos os tempos, aberta, escancarada, monstruosa. Desta forma, tudo que aprenderam a respeito da intervenção dos antigos generais em 1964 fica desmoralizado. Deve ser duro não corresponder à expectativa na qual foram criados. Impossivel racionalizar, na tentativa de enganar a si mesmos, porque de madrugada, em suas camas, devem se sentir muito, muito pequenos.

 

 

Tenho conhecimento da insatisfação, da revolta dos que se encontram na reserva. Acham que seus comandantes são desfibrados, que engolem todos os desaforos, que não lutam por melhores salários para a classe, que são carreiristas, e assim por diante. Muitos deles estão no limite de pregar abertamente o rompimento da ordem institucional.

 

 

Agora sou obrigado a me repetir: Os militares sempre fizeram intervenções no processo político brasileiro, e em quase todas elas foram bem sucedidos. É muito improvável que possa ocorrer novamente, mas nada é impossivel. O PT, como já foi dito em inúmeros outros artigos do blog, está dando chance ao azar. Já deveria ter aumentado os soldos, já deveria ter reequipado as Forças Armadas e já deveria haver colocado na prática o disposto na Portaria 2014, de 08/07/2011, que muda o curriculum e os professores nas três Escolas Militares. Em suma, estão demorando muito para tomar as providências que transformaria nossos militares em braço armado do Partido.

 

 

Por último, sou obrigado a me repetir mais uma vez.  Vamos imaginar o seguinte cenário: Os militantes petistas resolvem cercar o prédio do Supremo Tribunal Federal, indignados com o indiciamento de Lula no episódio do Mensalão, e com a condenação de Zé Dirceu e outros. Conclamam seus companheiros em todo o Brasil a participarem de demonstrações contra “a ditadura das elites”. No Congresso, deputados e senadores dão apoio ao ex-presidente e, através de votação em plenário, desautorizam o Supremo. O presidente da Câmara não aceita a cassação dos mandatos dos condenados. Trabalhadores, MST , ONGs, deslocam-se para Brasilia e a pressão sobre os juízes-ministros aumenta. Governadores e prefeitos petistas também se pronunciam e colocam seus estados e municípios ao lado dos manifestantes. A Oposição, confusa, medrosa, desorganizada, não sabe o que fazer. Os jornais condenam tudo que está acontecendo, e são veladamente ameaçados de serem empastelados. Os manifestantes conseguem expulsar os ministros do prédio. A presidente, que se mantinha distante dos acontecimentos, afirma que o povo julgou e absolveu os indiciados. Em seguida, apela  para que os ministros retornem, ou terá que nomear outros para que a República continue funcionando.

 

 

Por quê esse cenário, com toda probabilidade, é impossivel ?  Porque existe o Exército. Teríamos chegado ao ponto de inflexão, à situação-limite para os militares. O PT sabe muito bem disso e teme os generais, que ainda são a única barreira que nos separa de um Estado parecido com a Venezuela, Nicarágua, Bolívia. O que desconhecemos é até quando vai ser assim.

 

 

 

Os leitores interessados podem clicar em cima dos títulos dos artigosJá está acontecendo: Portaria 1.874 que vai colocar o PT nas Escolas Militares;     A Sindrome do Golpe Militar ;      Um leitor comenta meu artigo sobre os militares;    Zé Dirceu quer as Forças Armadas petistas e vai conseguir A falta de sensibilidade da nossa imprensa na grave questão militar;    e muitos outros, bastando escolher ao clicar em Todos os Artigos 

 

 

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.- 

 

 

 

Vejam a manchete no Estadão:

“Senado autoriza Obama a agir se não houver acordo”

O incauto leitor pensa: “Nossa, então o Senado americano, de maioria Democrata, ferrou os Republicanos, porque, de alguma forma o impasse fiscal nos Estados Unidos foi decidido a favor do moleque Obama”. Então, se ele virar a página, deixando de ler o corpo da matéria, nunca vai descobrir que  a manchete é MENTIROSA. Vejam o que de fato aconteceu

 

 

“Os líderes democratas do Senado americano autorizaram o presidente Barack Obama a passar por cima do Congresso e agir para evitar um default se não houver acordo para elevar o teto da dívida do país, informou a edição online do Financial Times.”

Quer dizer, os senadores Democratas concordaram em que Obama pode usar uma controvertida interpretação da Constituição e fazer o que os Republicanos não deixam. Apenas isso. Não quer dizer que o Senado autorizou, ou mesmo que Obama vá conseguir empregar o truque. Mentiras como essa acontecem quase todos os dias nos jornais em virtude dos jornalistas serem 99.99% de esquerda. Quem acredita na imprensa está fazendo papel de bobo.

 

 

“Na África do Sul o governo anunciou que 688 rinocerontes foram mortos no país em 2012, aumento de 50% em relação a 2011.”

Com que direito?!!!, como diria Calígula**, os homens matam os rinocerontes ? Sabemos que a raça humana é sanguinária, que só no século XX mais de 200 milhões de pessoas morreram em guerras perversas, ou em maldades inconcebiveis. Bem, na Bíblia, no livro de Gênesis, está escrito que os homens têm direito sobre os animais. Durante séculos de civilização judaico-cristã este deve ter sido um ponto forte para nossa arrogância e falta de piedade em relação aos bichinhos.  Mas agora não podemos nos esquecer  que os maiores responsáveis pela matança de rinocerontes, elefantes, tubarões, e um monte de outros espécimes, são os orientais. Sim, os idiotas acreditam que chifres e barbatanas aumentam a potência masculina. Nos dias de hoje ser fascinado pelo Oriente é um anacronismo. Isso fazia sentido antes da 2a. Guerra Mundial, quando ainda existia algum grau de mistério por aquelas bandas.

Morei seis anos na África do Sul e nunca vi um rinoceronte. Eles sumiram, desapareceram, e nem entendo o número de 688  mortos no ano passado, como o governo sul-africano anunciou.

 

** Peça teatral  ” Calígula”,  de Camus

  Os cortesãos:   César, estamos inquietos.

  Calígula (furioso)  :   Com que direito ?!!!

 

 

Teste politicamente incorretoZé Dirceu e um rinoceronte subiram em duas árvores diferentes e não conseguem descer. Quem você salvaria chamando os bombeiros ? Aquele que tentou transformar você em um escravo, ou o outro, que nunca soube da sua existência ? 

–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-…-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

 

 

A douce France atacou o MaliPartiu para os bombardeios, provavelmente descontrolados e impiedosos, já que sua tecnologia é pobre se comparada à dos Estados Unidos. A perícia dos pilotos pior ainda. Tropas no chão ? Jamais. A coragem dos francêses não chega a tanto. Devem ter matado velhos, mulheres, crianças, de montão. A imprensa mundial e os intelectuais, que se esbaldam em criminalizar os Estados Unidos em qualquer ação militar, não passaram perto de levantar alguma dúvida sobre o que pode ter acontecido por lá. Nem pensar. Truculentos, brutais, são os americanos, quando, é justamente o contrário.  Mas, a vida segue na Zumbilândia, na qual a lavagem cerebral-anti-americana reina absoluta. De qualquer forma foi muito bom que a França tenha bombardeado os terroristas. E antes que eu me esqueça, o presidente Chirac ameaçou jogar uma bomba atômica em qualquer país que promovesse um atentado terrorista bem sucedido em solo pátrio. Sua declaração foi apenas notícia, SEM NENHUM COMENTÁRIO. Imaginem se Bush tivesse dito a mesma coisa. O mundo viria abaixo: filho da puta, caipira, texano burro, unilateralismo, os Estados Unidos pensam que podem fazer o que quiserem, bomba atômica é um crime, querem repetir Hiroshima, etc. etc. etc. etc. etc. 

20 janeiro, 2013 às 19:25

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (47)

 

  1. Marco Balbi disse:

    Muito bom. Retornou afiado.

  2. paulo ricardo da rocha paiva disse:

    CAMPANHA BRASIL ACIMA DE TUDO/2013
    BOLETIM NR1
    “31 DE MARÇO” DE 2013 ESTÁ CHEGANDO, TEMOS QUE FAZER REVERTER O ESCRACHO DO DIA 29 DE MARÇO DE 2012.

    Publicado no “O SUL” de Porto Alegre em 05/03/2012
    O CREPÚSCULO DO
    ESPÍRITO DE CORPO

    A nação em expectativa, o Exército em falência, a FAB em holocausto, a Marinha no desmanche, Forças Armadas humilhadas, a reserva se manifesta. Oficiais-generais inativos, conheço muitos, mas muitos mesmo indignados com a panacéia que se armou para espezinhar os militares. Alguns deles, justiça seja feita, mais um ou outro coronel, acho que vão morrer vociferando na imprensa. Até um capitão reformado, oficial do “QAO”, já aloprou e pôs para fora as verdades que estão engasgadas nas gargantas dos oficiais que passaram pelas “Agulhas Negras”.
    Dizem que o companheiro está maluco, mais uma coisa ele é: corajoso e honesto, puro no sentimento que lhe vai na alma. Como ele, a maioria esmagadora da nossa oficialidade sente saudades de um Brasil que não admitia limitações de soberania e daquele grande mudo que colocava a Pátria Brasileira, quando em situação de crise/sítio acima de tudo. Sim, porque atualmente estamos em situação de crise/sítio: são ministros subordinados aos ditames do “Foro de São Paulo” fazendo sangrar as cicatrizes da pátria mãe gentil, sacrificada na luta fratricida dos anos 60/70, quando brasileiros desavisados, postulando ideologia totalitária maligna, resolveram comunizar o País; são chanceleres e magistrados, contribuindo para a “kozovonisação” do território nacional e foram os chefes de estado que assinaram tratados lesivos à soberania e segurança da nação.
    Hoje, agora, o segmento militar da sociedade está em transe. Nenhuma Força Armada vai amparar chefes de família nem suas mulheres que passaram noites mal dormidas com seus maridos em combate às organizações subversivas? E quantos não atenderam telefonemas na calada da noite? Esposas, filhos chorando em casa, alarmados por comandos que lhes reclamavam os pais para “campanas”, estouros de “aparelhos”, na caça sem quartel aos assaltantes de bancos, seqüestradores, bandoleiros ferozes, fanatizados por códigos que lhes disciplinavam inclusive com quem deveriam se relacionar intimamente em completo desalinho com os ditames da ética e da moral.
    Atenção, povo brasileiro! Alerta, oficiais das Forças irmãs! Um vácuo de liderança em nossas fileiras pode ser fatal! Os oficiais da reserva mais graduados sabem muito bem do que estou falando. E não adianta tampar o sol com a peneira: alguns “companheiros”, felizmente muito poucos, não gostam quando profissionais da velha guarda se reportam ao “no meu tempo”, às militâncias dos idos passados e ao arraigado binômio “espírito de corpo/espírito militar” que pairava pelos cantões de nossos aquartelamentos e, que se diga, está em franco crepúsculo se já não acabou. Que não se duvide: não é o material mais moderno, não são os métodos de instrução refinados, os programas revolucionários da didática contemporânea que forjam o combatente de escol. Nada, absolutamente nada, substitui o instrutor, o comandante, o líder que olha no fundo do olho do soldado e lhe repassa as tradições e as nobres virtudes militares que devemos cultuar e preservar.
    No momento em que o Exército passou a não garantir os que, de armas na mão, impediram a “satelização” do País por uma potência alienígena, como havia prometido o General Walter Pires, a Instituição sangrou sua mística de credibilidade. Mas ninguém deveria desdizê-lo como fez o outro, que disse: -“ O Exército não vai fazer nada!”. Meu Deus, como nos fazem falta o Duque de Caxias e o Marquês do Herval. A partir daí, engolir desaforos, reprimendas, puxões de orelhas, passaram a ser aceitos por alguns, escudados pela justificativa dos regulamentos, uma finta que, para estes, veste como luva para lograr manutenção de cargos, comissões e mordomias decorrentes. A lealdade á Pátria, o respeito pela Instituição e a admiração pelos subordinados que se lixem! Ah! Mas aí seria ferir a disciplina! Ledo engano! Ninguém a fere quando, polida e briosamente, se toma a posição de sentido e se solicita a exoneração da função por um chamamento à ordem descabido. E posso falar isto “de cadeira” porque aconteceu comigo.
    Poucas autoridades militares chegaram a esboçar algum, que fosse, protesto de brio, procedimento que vislumbrou efêmera expectativa quanto a uma mobilização em prol da recuperação da auto-estima que se perdeu. Mas foi tudo fogo de palha. Hoje, assim como arautos vingativos, os porta-vozes de um revanchismo pelego se manifestam sem peias e agremiações, como os clubes militares, são tolhidas sem nenhum amparo legal, no seu direito de manifestação.
    Feridas sangrando, grupos em cizânia exacerbada, País ameaçado, Forças Armadas vergadas, desintegração territorial e social. Cidadão brasileiro! O loteamento de nosso chão pelos grandes predadores militares será só uma questão de tempo…

    Paulo Ricardo da Rocha Paiva
    Coronel de Infantaria e Estado-Maior

    MEMENTO NR1
    BANDEIRA NA SACADA E
    CAMISA AMARELA, VERDE OU AZUL,

    A PARTIR DO DIA 29 ATÉ 31 DE MARÇO, INCLUSIVE!
    SE INTERESSAR, INDIQUE UM “EMAIL” PARA RECEBER OS BOLETINS/MEMENTOS DA “CBADT/2013”

    • claudiomafra disse:

      Obrigado pelo texto. Acho que ainda existe tempo para evitar que o PT tome as Escolas Militares. Este é o ponto principal, todo o resto é complementar.

    • Aristarcho Pessôa Cavalcanti de Albuquerque Neto disse:

      “Ad sumus”, grande amigo. Ainda somos mais de três!

    • rubens rebello disse:

      SO R1 FAB, pronto …

    • Fábio Albuquerque disse:

      Aguardo.

    • Alexandre Bagniewski disse:

      Gostaria de saber como se pode concluir que ser militar torna um mortal o julgador do bem e do mal, um monge do patriotismo, da honra e da ética que permite que ele emita sentenças sobre o que é bom ou não para o país. Patriotas não se criam dentro das casernas, mas dentre a sociedade de cidadãos que desejam o melhor para seu país. Honra é um valor do cavalheirismo, da hombridade e não só do militar, mas de todo HOMEM, essa raça antiga a qual visam extinguir através de mais uma tutela dos chamados protetores da pátria dentre outros arrogantes. Que essa raça antiga se erga, sem precisar da tutela de generais, ou presidentes ou deputados e senadores e juízes para ditar que caminho devem seguir. Que mostrem sua verdadeira vocação pela liberdade, porque só esse caminho pode nos levar a uma sociedade igualitária, solidária e livre.

  3. José disse:

    Claudio Mafra
    Ótimo artigo e análise dos fatos, e em minha opinião, no limite, o pt vai perder para a população e as Forças Armadas.
    O comentário que segue não precisa ser publicado, pois trata-se apenas de uma sugestão quanto a menção da ameaça de empastelamento contra os jornais, a qual não é mais possível, visto que empastelamento que é o embaralhamento dos então tipos de chumbo utilizados para a composição dos textos para depois rodar os jornais, foram substituidos pela editoração eletrônica.
    Procurei um e-mail seu para enviar esta sugestão mas, encontrei apenas este meio, e reitero, não há necessidade de publicar esta mensagem que tem a única finalidade de partilhar a questão sobre o empastelamento, não mais possível nos dias de hoje.
    Tudo de bom.

    • claudiomafra disse:

      Achei ótimo o seu esclarecimento a respeito da palavra (muito antiga) “empastelamento”. Você é colega, trabalhou nas oficinas ?

  4. marcos disse:

    Me de a data da cerimonia e local pra podermos esclarecer o teor dos aplausos ou a falta deles. Não especule. o teor desta foto e de seu comentário fica tão vago e subversivo quanto aqueles que tu ataca.

  5. NILSON BRITO disse:

    É a mais trite realidade, diria para todos que se eu pudesse expulsar todo o meu ódio por estas canalhices o faria , pois isso causa repulsa e pior até depressão…A se pudéssemos agir… situação, digo que

    • claudiomafra disse:

      Causa MUITA depressão. Obrigado pelo comentário

      • Luiz Claudio Barbosa de Souza disse:

        Como disse o Ex Presidente General Figueiredo, logo após deixar o cargo, e entregar nas mãos desses foragidos e exilados, “vocês ainda sentiram minha falta” . É meu General, já estamos sentindo falta dos Militares e já faz tempo, viver num País onde Deputado Federal,condenado por corrupção toma posse, acusado de emitir notas falsas, é presidente do senado…..Até quando, ficaremos calados….. a Sociedade , a verdadeira Sociedade, sente-se oprimida e ridicularizada, sem ao menos ter a decência de dizer que na época dos Militares, havia , Escola, Hospital, Transporte, bandido não negociava com o Governador, cidades sitiadas por um ou dois presos, serem maltratados,vergonha, lhes pergunto até quando….
        Meu nome é Luiz Claudio Barbosa de Souza, militar por 4 anos, honrei e honro minha pátria, servi como Soldado do valoroso e glorioso Exército Brasileiro, o mesmo que hoje tem que prestar continência para um civil Ministro, que entende tanto de Forças Armadas, quanto um garoto de 2 anos. Convivi com Grandes Generais , no PDC, Rj, sei o quanto estão desconfortáveis com nossa situação atual Então pergunto , mais uma vez …Até quando…..?

  6. Dailo disse:

    Sou militar, mas como vc bem disse em seu texto não posso expressar minha opinião política em público.
    Mas a grande resposta que procura está na sua frente: somos reconhecidos como instituição confiável, mas somos a classe mais malhada da história desse País.
    O povo por vezes clama nossa ação, mas foi feita uma lavagem cerebral no povo brasileiro. Nós somos os vilões, nós somos os homens maus, nós fomos ditadores…
    Ao povo não interessa saber que hoje muito mais de 70% do efetivo das Forças Armadas que estão na ativa ingressaram após as Diretas Já (88).. Eu mesmo já tenho 16 anos de serviço, entrei na minha força em 1997, não vivi a ditadura, nasci em 1978, mas sou um carrasco, fui carimbado assim pelos que hoje ocupam o poder…
    E o povo assim comprou nossa imagem…
    Hoje clamam por auxilio frente as inúmeras questões de corrupção, de afronta ao povo, de humilhação…Sim, quem está humilhado é o povo brasileiro… Os militares estão desvalorizados, mas seguimos cumprindo nossa missão constitucional… O povo assim o pediu em 1988… Servimos ao povo e atendemos ao pedido…
    Tenha certeza que o povo clama por nós, mas ao mínimo sinal de intervenção militar, esse próprio povo seria mobilizado para nos atacar e repelir a própria ajuda que pediram…
    Gostaria de poder me expressar mais, mas não posso, já até me exacerbei.
    Fica uma dica de por onde deves investigar e acharás suas respostas…
    Fica um abraço!

    • claudiomafra disse:

      Muito obrigado pelo comentário. Fiquei impressionado com o: “Tenha certeza que o povo clama por nós, mas ao mínimo sinal de intervenção militar, esse próprio povo seria mobilizado para nos atacar e repelir a própria ajuda que pediram” É muito possivel, mas nem assim deixa de ser um dever, se de fato houver o pedido. abraço

  7. Militares que sofrem disse:

    E reclamavam da ditadura…

    Os brasileiros temiam a ditadura por ser uma “ditadura”. Não tinham sensação de liberdade (falta de liberdade essa foi colocada em suas cabeças por influências de militantes da época).

    Agora nos tempos de hoje são feitos de otários com essas situações que acontecem na política e com os problemas da sociedade, os quais facilmente seriam resolvidos se fosse feito bom uso das enormes taxas de impostos que pagamos.

    A corja que hoje comanda este país está tranquila, pois a população é controlada pela mídia, que mantém todos ocupados e preocupados com personagens fictícios enquanto o seu país está em extrema decadência ética e moral.

    A verdadeira ditadura é a de agora.
    Hoje não temos liberdade.
    Hoje vemos a impunidade.
    Hoje vemos muitos passando fome enquanto bilhões são desviados, e os culpados não são penalizados.

    Onde estão hoje aqueles guerrilheiros que tentavam evitar a “ditatura”?
    Por que não evitam agora a farra da inconsequência que ocorre na política do nosso país?

    • claudiomafra disse:

      Foi a ditadura mais light das que temos notícia. Sofreram os tais “anos de chumbo” apenas os que se decidiram pela luta armada. Mas, o que fazer quando os que escrevem a história, mesmo sendo inteligentes e com alta escolaridade, nem desconfiam que sofreram uma espantosa lavagem cerebral que teve seu começo por volta de 1945 ? abraço

  8. carlos disse:

    É realmente impressionante. Sou servidor Publico Federal, e apregoo a fundação de um partido essencialmente voltado à Defesa Nacional e aos valores do trabalho, da livre iniciativa e do amor à pátria. Tudo que vc escreveu ai foi EXATAMENTE o que eu estava falando p meus colegas. Os militares estao calados…mas sei o que sentem. Quero valorizá-los pois esse pessoal REVANCHISTA que aí jamais olharão para a caserna. Não sou militar, mas quero fundar o partido. Sinto que o Brasil precisa de nós mais do que nunca…Me contatem por aqui mesmo, quem tiver interesse.

    • claudiomafra disse:

      Seu recado está dado. Obrigado pela intervenção.

    • Pinho disse:

      O Partido Militar Brasileiro (PMB) pretende trazer de volta ao país a Ética, a Transparência, o Respeito entre outros.
      Visite o site do PMB e obtenha mais informações.

  9. Arnaldo disse:

    Pra que guerra? pra que revolta militar? 80% da população vive as mil maravilhas em seu status quo, saboreiam dos 20 milhões injetados no mercado todo mês com as bolsas famílias e outras bolsas mais, tornam se obesos e admiradores de heróis de ficção (lutadores de MMA, atletas, artistas, pilotos e cantores populares). Ninguém que quebrar este status e se aventurar…Cada um vive sua ilha particular de conforto. Se os militares agirem 80% da população irão contra eles.
    Ai de quem ousar acabar como essas ilhas…
    Se queres revolução, tens que evoluir, pois ela se tornou virtual, eletrônica. Usar canais populares de mídia, me parece mais eficaz que pegar uma arma.

  10. Arnaldo disse:

    “panis et circenses” é a melhor estratégia de domínio da humanidade, no entanto perdura por milênios. Hoje deixou de ser uma estratégia e virou um modo de vida, pelo menos por aqui no Braisl…
    Pergunte sobre o retorno de Renan ao povo, vai ouvir ham? quem?.
    Agora pergunto sobre a Morena? kkkk
    BBB?
    Flamengo?
    corintians?

  11. Nadia Santos disse:

    Pera aí! Não estou satisfeita com muita coisa , acho que o PT tinha que ter mais lisura, mais o corruptores do governo do PT são os mesmos do governo do PSDB, a diferença é que todo mundo fica sabendo do que acontece e isso não acontecia no governo do PSDB por que eles calavam todo o mundo!Agora dizer que que as forças armadas passam por um processo de desmoralização pelos acontecimentos de 64 É um absurdo!!!A César o que é de César, gente de bem não mata, não manda matar, não tortura, não estrupa, não esconde a verdade e nem corpos, portanto eu acredito que as atrocidades cometidas não espelham nossas forças armadas, mas alguns integrantes dela e acho que é preciso sim apurar tudo, para que isso não se repita!
    Eu sou petista e ABOMINO os acontecimentos pelo qual o partido está passando, foram condenados e eu acho é pouco, eu me senti envergonhada, agora e os escândalos do governo do PSDB, esqueceram a compra da Embratel e tantos outros escândalos que ficaram na superfície?

  12. bruno disse:

    boa matéria!

  13. bruno disse:

    Mas gostaria de comentar, já que estamos em um domínio publico e sendo assim é aberto a todos que queiram participar do dialogo.

    Bem não sou militar, e nunca fui. Não tenho nada contra os militares acho que são apenas mais um órgão inserido dentro do estado, nada a mais nada menos, devem exercer suas funções como qualquer outro funcionário publico. Mas sobre seu matéria gostaria de observar alguns pontos.

    Vocês dizem que militares não podem manifestar suas posições políticas, bem o que seria esse site então? Se não justamente uma manifestação de Extrema direita?

    sobre a materia:

    1° parafrafó: Não se escreve o que os militares pensam pelo mesmo motivo pelos quais não se escrevem o que os Juizes pensam ou os auditores da receita federal ou agentes penitenciários federais, pq todos funcionarios publicos obedecem o principio constitucional da Impessoalidade, como militares ou juizes ou aditores todos devem ser imparciais quando investidos nas suas funções. Por acaso você já viu alguma dessas classes se manifestando por algum partido ou ideologia? Não, então pq os miliares seriam os diferentes?

    2° Paragrafo: Os militares tem sua função de proteger o Brasil nada mais ninguém quer saber o que acham do governo, o governo foi posto lá pela maioria absoluta dos votos da população os militares devem respeitar a vontade do povo os quais eles tem a função de proteger. E Se não estão satisfeito, conto uma novidade para vocês, existe um milhão de pofissões fora ser militar, não tã feliz pode ir fazer outra coisa, isso aqui não é uma ditadura em que vcs são obrigados a serem militares.
    Quanto a serem perseguidos não vi morrer nenhum militar por enquanto agora ao contrario a perseguição militar quando estes estavam no poder teve centenas de morte. Agora acho um processo normal as pessoas perseguidas pelos militares não investirem nos seus perseguidores imagine se derem estruturas para os militares reacionários ( não todos) sem estruturas já falam em tomar o poder de novo, imagina com estrutura. Quanto a comissão da verdade, existem pessoas desaparecidas ainda nada mais justo que encontra-las. Na minha opinião deveria ser uma comissão punitiva, nada justifica, pensamento ideologico nenhum fazer como fizeram os “Voos da Morte” promovido pelos militares.

    3° Paragrafo:

    Os militares estão no ostracismo, mas não é só os militares, a Receita Federal trabalha com o efetivo abaixo da metade do que seria ideal, a PF também, a PM de praticamente todos os estados tb, então acho que não é perseguição né? Já que não é só os militares que está trabalhando sem condiçoes. Sem contar os Professores se alguem está sendo perseguido com certeza seriam estes de norte a sul leste a oeste. Se os militares são tão confiáveis assim é pq são um dos orgãos que mais é estrelado pelo estado, alguém ai já ouvi algum pesquisador da EMBRAPA receber algum reconhecimento? Garanto que ele tem muita importância produzindo alimento para nosso país e nunca foi reconhecido o trabalho dele. Os militares me parece que são tipo aqueles filhos chorões e mimados que precisam ser o centro das atenções.

    4° Paragrafo: Para mim militar não tem que se manisfestar sobre politica como também não tem que se manifestar um juíz. Bem quando ao dificil dilema moral. Bem primeiro que o golpe de 64 foi um movimento contra a ordem constitucional pois tinhamos no poder um presidente eleito democraticamente pelo povo, e agora temos a mesma coisa um movimento eleito democraticamente pelo povo, sim o povo aquele que vocês juram defender. E sem esse papo que o brasil vai virar comunista governo de esquerda é bem diferente de ditadura comunista. E mesmo pq ditadura comunista não é constitucional sendo assim é ilegal ai vocês podem entrar caso isso aconteça, o que eu acho difícil seria um passe de magica brotar um exercito revolucionário do nada aqui né? Quando a comissão da verdade nada mais justo, crimes foram cometidos sem o menor processo legal fatos devem ser apurados, vocês deviam agradecer por não ser como na Argentina onde a comissão tem efeito de punição, vão pesquisar sobre o “Voos da Morte” e me digam se isso deve ser passado em branco. Para mim doeria muito mais se eu fosse militar se casos com os voos da morte não fossem apurados.

    5° Paragrafo: Bem, se os ministros não estão satisfeito vou ajudar eles, PEDE PRA SAIR, simples ninguém obriga eles a serem ministros de novo não somo mais uma ditadura, não tá feliz tchau, tem outros que ficaram feliz em sentar-se na função. E só para avisar a presidente não é semi-analfabeta ela é economista, a meu ver muito mais capacitada pelo menos curricularmente do que qualquer general que foi presidente na ditadura ao menos que algum desses tenha alguma formação na areá econômica uma areá muito apropriada para um presidente.

    6 Paragrafo: Porra de novo, ditadura? Sua missão é proteger o povo e vão chutar eles de novo na cara? Quem falou que o povo brasileiro quer vocês no poder? Rompimento da ordem constitucional ahahaha fala logo ditadura! O dever de vocês é proteger agressões externas e não ser a agressão. E sem esse papo de que o inimigo está no poder pois ele foi colocado lá pela maioria, se vocês são contra a maioria vocês estão indo contra a função para quais foram criados.

    • Pinho disse:

      Muito simplista sua análise. carece de estudo. Se seguirmos por suas ideias, fecharemos oi país SÉRIO e deixaremos aqui um circo, onde a palhaçada prevalecerá. O que que é isso? Estou insatisfeito me retiro? Não deveo lutar por aquilo que sei que é o correto? Deixar uma ideologia que mata (Stalin matou mais de 6 milhões, Fidel Castro outros tantos, Hugo Chaves idem – Dilma e suS bandoS outro tanto) e ficar mudo, quieto? O povo precisa ter liderançãs positivas. O PT não é exemplo de liderança positiva. Está correto que os militares cometeram abuso, mas veja com quiem eles lutavam. Veja por exemplo no MENSALÃO do seu lulla tem uns tantos.

  14. bruno disse:

    7 Paragrafo: Porque os militares fizeram intervenções não quer dizer que estavam corretos em fazer tal coisa, só fazem porque são os detentores das armas, tira as armas e tenta convencer usando apenas o cérebro de que militares devem assumir o poder para vê se conseguem convencer alguém. Parabéns conseguiu responder pq os militares estão no Ostracismo, você no seu post está falando em derrubar uma democracia constitucional, depois não perguntar pq estão no ostracismo. Se todo funcionário publico que merece-se aumento de soldo pudesse pegar em armas teríamos um golpe de estado por mes, começando pelos professores do ensino básico. Sobre a mudança de professores?

    8° Paragrafo: Que cenário realmente improvável esse eim, parece mais um conto de fadas para dar embasamento ao seu discurso fraco. E eu acho que isso não acontece por causa da Policia Militar. Se o governo teme os generais tem alguma coisa de muito errado, até onde eu lembro o militares estão inseridos dentro do estado atuando todos junto para o bem comum da nação.

    Bem seu artigo ao meu ver me parece muito tendencioso sem fundamento, acho que os militares só sabem olhar o próprio umbigo, existe milhares de funcionários públicos neste pais a maioria ganha mal trabalha sem efetivo suficiente e em mal condições, mas os únicos que estão sempre a chorar são os militares. Eu sou professor do ensino básico, convivo com as piores condições que existe de trabalho, e com certeza estou longe de ganhar o subsidio de um oficial o que seria o equivalente em formação educacional. Por isso eu digo parem de chorar um pouco e comecem a agradecer nunca vi um militar agradecer o que tem só sabem reclamar. Fica a dica sei que como isso aqui não é um dialogo esse meu post vai ser atacado ferzmente. Mas agradeço por não estarmos vivendo sobre uma ditadura pq do contrario amanha uma viatura do exercito estaria aqui pronto para me levar para o pau de arara né? não? Essa é diferença da democracia para a ditadura, ou posso discordar de um militar sem ser punido por isso! Por isso eu digo prefiro mil vezes a pior democracia onde eu posso atuar no processo politico do que uma ditadura onde eu não posso dizer nada ou saber de nada! Em uma eu tenho escolhas na outra eu sou um mero telespectador. Valeu pela atenção!

    • Dailo disse:

      Não vou me delongar muito, apenas contrapor algumas afirmações suas meu caro “companheiro” Bruno (companheiro pois, com certeza, és petista e fanático).
      Sou militar, e entrei para esta vida em 1997, muito tempo após o término da ditadura. Para começar vou te dizer uma coisa: nem tenho idéia do que foi a Ditadura e não quero abrir aqui uma discussão sobre Ditadura pois, creio eu, esse assunto está mais do que discutido: os erros do período ditatorial estão sendo apurados pela Comissão da Verdade e tenha uma certeza Bruno: TODOS OS MILITARES COMO EU, RESPEITAM A DEMOCRACIA E NEM QUE O POVO CLAME IRÃO TOMAR ALGUMA ATITUDE EM RELAÇÃO Á POLITICA.
      Como você mesmo bem falou, vivemos em um estado democrático de direito e se o povo escolheu esses políticos como líderes, não há o questionar.
      Os militares estão no ostracismo, porque assim devem ficar. Não somos feitos para assumir poder e governar a nação. Somos feitos para defender a soberania do território brasileiro.
      Até agora, creio que concordamos em quase tudo, não é?
      Pois bem, vamos aos pontos discordantes e, me desculpe, que você apresentou de uma forma muito distorcida em seu discurso acima.
      Você vai querer comparar mesmo todo funcionalismo público? Isso é impossível meu amigo. Cada um tem a sua missão, seus deveres e seus direitos.
      Quando você diz que nós choramos por melhores salários de barriga cheia enquanto os professores, como você, estão nas piores condições do mundo, isso á absurdo.
      Concordo que as condições de vocês estão péssimas, assim como as nossas, mas vocês têm SINDICATO, vocês podem e DEVEM FAZER GREVE…
      Se não estão fazendo, é porque a CUT, principal órgão que organizava milhares de greves no governo PSDB, hoje está calada, pois é vinculada ao PT e não é interessante para o governo atual a explosão de diversas greves de professores pelo País…
      Mas vocês sim têm ARMAS para lutar pelos seus direitos. A nós militares, nada sobra. Quando muito conseguimos reunir nossas esposas para um “panelaço” que nunca resulta em sucesso pela baixa expressividade.
      As nossas armas devem e irão ficar guardadas para uso em situação de guerra, que rezo à Deus todos os dias para não ocorra, pois senão será uma trágica carnificina de militares brasileiros frente a tamanha obsolescencia de nossos equipamentos e armamentos…
      Existem outros empregos? O mesmo vale pra você Bruno! Está insatisfeito como professor? Vá procurar outro emprego…
      Eu não vou procurar sabe porque? Porque JUREI proteger esse País e seu povo (incluindo pessoas agressivas e odiosas em relação a nós como você) com o sacrifício da minha vida! Isso mesmo, jurei morrer por VOCÊ, se necessário for…
      E tenho PALAVRA e manterei a mesma até o final de meu serviço militar, mesmo com equipamento obsoleto, mesmo com salário ruim, mesmo sem poder sequer fazer uma greve para reinvindicar melhores condições…
      Abra sua mente, pare de comprar ideologias prontas do seu partido, seja menos fanático, enxergue um horizonte maior e verá que está errado em muito coisa meu amigo.
      Esqueça a ditadura, deixe a Comissão da Verdade apurar o que tem ser apurado. Hoje estamos justamente no ostracismo porque devemos.
      Só não fiquei quieto em relação ao seu comentário, pois você ataca os militares como se fossemos os piores bandidos do mundo, chorões e torturadores…
      Faço um convite a você: vá visitar um quartel de qualquer Força (Exército, Marinha e Aeronáutica), vá conhecer como pessam os militares de HOJE.. Esqueça os de ONTEM…
      Garanto que além de muito bem tratado, você terá uma surpresa muito grata ao ver que a nós estamos apenas fazendo a nossa Parte. Não existe nem sequer a vontade de agir em relação à política e por um simples fato: OS MILITARES DE HOJE SABEM QUE ISSO NÃO É SUA FUNÇÃO!
      Voltando as comparações com outros funcionários públicos: você fala em insatisfação da PF, da Receita, dos Juízes… Sério? Eles estão com pouca gente? Quanto ganham com nível superior incial? Uns R$ 12.000,00?
      E quanto ganha um professor com nível superior inicial? uns R$ 4.000,00?
      Será que dá para comparar?
      Problema de pessoal, as Forças Armadas também têm meu amigo. O êxodo das Forças Armadas está enorme, temos pouca gente dentro dos quartéis, muito além do necessário..
      Nossas instalações? Mais de 70% são da década de 40!!! Com apenas alguma reforminha aqui e ali… Algumas instalações militares chegam a ser insalubres (não é exagero!).
      E quanto ganhamos? Um oficial, com nível superior, após passar por mais de 6 anos de formação ganha cerca de R$ 4.500,00 líquido…
      Choramos de barriga cheia? Será? E outra informação: só podemos chorar, reclamar e fóruns como esse, e só…
      Vocês todos (demais funcionários públicos) podem ir às ruas, protestar, fazer greves… Quantas vezes a PF e a Receita fizeram greve nos últimos anos? Diversas…
      À nós só nos resta seguir na missão. Não iremos descumprir nossa missão constitucional.
      Seguiremos treinando, realizando missões de resgate em acidente áreos, levando medicamentos e apoio médico para família ribeirinhas no norte do País, combatendo o narcotráfico nas fronteiras, ajudando no policiamento de grandes eventos, realizando mais de 100 voos em única noite para transportar vítimas do incêndio de Santa Maria…
      CONTINUAREMOS AJUDANDO E PROTEGENDO O POVO BRASILEIRO. Sem greves, sem protestos, sem se meter em política… No ostracismo citado no texto…
      Mas nos deixe, por favor, o direito de ao menos chorar… De ao menos nos expressarmos e tentarmos comover alguém de nossa situação.
      Pelo menos esse direito temos.
      Não somos seus inimigos Bruno, muito pelo contrário… Pense nisso!

  15. Jeff disse:

    Interessante questão, mas, simplsmente acho que os militares sofrem pois ao que parece para nós leigos é que sofrem o controle da política, e que por mais que estejamos humilhados neste momento, a situação geral está sob controle, não há uma ameaça de “tomada de poder”, ou perda de soberania, então os militares ficam onde estão, vendo o circo pegar fogo e sem poder fazer nada. Isso não é uma crítica a essa classe, mas uma situação não desejável pela qual eles passam. Uma ação militar neste momento infelizmente traria uma imagem negativa, principalmente para o mercado financeiro e grandes empresas, porém seria bom para o povo. No fim de tudo, precisamos mesmo de uma mudança muito forte para que as coisas entrem nos eixos. Porém exite outro tema em questão, qualquer atividade que aconteça, será reprimida por quem ? Militares, oras, pois estes visam manter a ordem da coisa. Então, penso que o povo deve ser muito inteligente para, de alguma forma, emergir frente a tudo isso que acontece.

  16. Murici disse:

    olha eu não sou petista e não tenho menor apreço pelo governo que aí está, mas eu sou democrata. E o que estamos vivendo, por mais absurda que pareça ainda é infinitamente melhor que uma ditadura de militares. Eles que fiquem no lugar deles. Militar serve ao país contra inimigos EXTERNOS, eles não são e jamais devem ser utilizados pra conflitos internos. Isso é um conceito político que vem desde Roma. Eu também não concordo e sinto indignação perante a desordem que prevalece o país, mas isso ainda não tem nada a ver com militares. Tem a ver com uma população que não sabe como votar, não sabe como intervir, não sabe como protestar, e não prima pelos seus direitos. Ainda que isso, e está provado, demore em qualquer país decente, anos e anos para que se tenha uma real evolução e aprendizado. Na verdade, estamos pagando justamente o total sucateamento da educação que é ainda resquício dos militares, que preferem ainda mesmo serem considerados os lordes e senhores feudais e manter uma população sem jamais aprender pelos próprios erros e escolhas, que fizeram de tudo para proporcionar a tristeza e ignorância que vivemos em termos de condições humanas e educacionais de todos nesse país. Um governo militar jamais teve qualquer intenção de criar uma população que pensasse por si. E por incrível que pareça, colhemos isso hoje. Colhemos isso de nossa geração que agora ativa poderia sim estar melhor educada, não fosse o lixo de educação que a maioria recebeu. Seríamos amigo, os primeiros a serem exilados, os primeiros transgressores da ordem e da moral, pois pensamos, pois queremos as coisas diferentes, nenhum governo militar veio impor qualquer nível de revolução, e sim, vieram novamente impor a velha e pretensa ordem, reacionária e que acoberta a todos e a tudo, deixando a quem puder fazer a impunidade que quiser sem ser denunciado, sem ser julgado. Seria a República das Bananas novamente e não pense você que a roubalheira e corrupção seria diferente. Somente mudamos esse estado de poder com consciência, claridade e o mínimo de transparência no poder como temos agora, e mesmo que tenhamos que conviver com tanta gente que não presta, pelo menos assim, sabemos quem são os vilões sempre. Não temos, por exemplo, como temos com os vovôs militares, os milhares de torturadores, assassinos, corruptos, frauduladores impunes e à solta que riem todos os dias e proclamam com toda a força que foram o bastião da moralidade brasileira, sendo que isso é a mais pura vergonha e safadeza e estabelecimento da depravação e roubalheira pública encobertas que já tivemos nesse país. Cuidado amigo, muito do que não sabemos é promulgado e colocado para nos fazer esquecer do que já se passou aqui dentro. Vejo mesmo que um dos grandes e piores erros da sociedade brasileira é a sua curtíssima memória, obviamente com intenções nefastas bem escondidas…

    • Dailo disse:

      Como você mesmo disse meu amigo: “vovôs militares”. Te pergunto: por que eu, um militar que ingressou em 1997, muito após a ditadura, e que é totalmente a favor e fiel defensor do estado democrático de direito tenho que ser agredido por ações de “vovôs da ditadura”?
      Por que eu, e diversos companheiros digamos “da nova geração militar”, que apenas fazemos ações de ajuda ao povo brasileiro e que nem sequer sonhamos (na verdade até repudiamos muito a idéia) em assumir o poder, temos que ficar sendo agredidos e relegados a condição de pior seres humanos?
      Sou um cidadão igual a você meu amigo. Nós, da nova geração militar, resgatamos vítmas, ajudamos nos policiamentos de grandes eventos (estaremos nas olimpíadas e copa com certeza), transportamos médico e remédios para populações carentes, protegemos as fronteiras, transportamos doentes de regiões não atendidas pelo Estado para serem tratadas em regiões adequadas, recentemente realizamos mais de 100 vôos para transportar as vítimas de Santa Maria…
      Nós queremos e iremos ficar assim, apenas cumprindo a nossa missão constituicional e mais outras que o governo solicitar.
      Não existe motivo para agressão. Pelo contrário, o povo deveria querer ver suas Forças Armadas bem equipadas e treinadas para, além de poder defender a soberania desse País, ainda realizar melhor as missão ” extras” acima citadas que tanto auxiliam o povo.
      Quanto à educação, discordo de você que a responsabilidade seja toda dos militares. lembro que desde de 1988 a educação já é regida por civis…
      Já temos 25 anos de administração civil… O ensino fundamental + ensino médio duram 12 anos…. Ou seja já formamos 13 turmas de jovens educados por civis, já temos, portanto, mais de 8 turmas de universitários formados pós ditadura com ensino totalmente administrado pelos civis, e várias sentadas nos bancos das Universidades… Muitos já estão trabalhando…
      Não queira jogar a culpa de todos os males do Brasil na Ditadura Militar também.
      Volto a dizer, eu mesmo concordo que muita coisa errada aconteceu e a Comissão da Verdade está aí para apurar o que houve na época dos “vovôs militares”, como você os entitulou…
      Mas a culpa de toda a corrupção, descaso com o ensino, política do pão e circo, descaso com a saúde, povo anestesiado e inerte, mais corrupção, humilhação do povo brasileiro, etc, está longe de ser dos militares…
      A culpa é do próprio povo brasileiro, que como você mesmo disse, não sabe usar seus direitos eleitorias, não sabe votar…
      E a culpa pelo fato do povo não saber votar, é dos políticos no poder, que administram a maior política do pão e circo que esse País já viu, que continuam a fazer descaso com a educação para que o povo continue alienado…
      Não coloque a culpa dos problemas brasileiros atuais na Ditadura, pois, essa afirmação é inverídica.
      Diversos países na América Latina saíram de suas ditaduras muito depois do Brasil e estão bem mais organizados politicamente e culturalmente do que o Brasil. O Chile, por exemplo, virou democracia em 1998!!! Sua educação está melhor que a brasileira e seus militares continuam aparelhados e valorizados…
      Por que será? Será que os políticos atuais de lá são mais honestos e dedicados que os nossos? Eles fizeram em 15 anos o que o Brasil não fez em 25 anos…
      Pense nisso…
      E será que o vivemos não é são novas ditaduras disfarçadas? Hugo Chaves na Venezuela, família Kirchner na Argentina, Evo Morales na Bolívia, e o PT no Brasil???????
      O mais interessante é que o único País da América Latina que mais trocou de presidentes nos últimos anos (sem mandatos de vários anos consecutivos) é justamente o Chile, que possui o melhor índice de desenvolvimento da América Latina… Cuiroso? Não achas?
      Veja:http://www.infolatam.com.br/2012/08/03/os-melhores-paises-para-se-viver-na-america-latina-o-desenvolvimento-humano-na-regiao-na-espanha-e-em-portugal/
      Pesquise e verá que seu conceito de culpa aos militares pelo que ocorre hoje no Brasil, está totalmente equivocado amigo.
      O Brasil tem seus problemas atuais por incompetência de seus políticos civis…
      O chile fez em 15 anos o que o Brasil vai levar mais 15 anos para fazer se continuar tão mal administrado assim…
      E eles também passaram por atrocidades na ditadura, eles estão apenas a 15 anos em democracia… Eles valorizam e investem em seus militares de HOJE…
      Esse discurso contrário aos militares e jogando a culpa de tudo em nós é apenas mais uma forma do governo tirar atenção do povo para as barbaridades de hoje…
      E o povo BABACA, fica comprando ideologias prontas… Tem muita pessoa que nem sequer viveu a ditadura e enche a boca para falar e por a culpa de tudo nos militares…
      Mas não consegue sequer notar o quanto está sendo roubada e enganada por aqueles que ficam vendendo tais ideologias…
      O povo deveria esquecer o passado e olhar para o presente… O passado deixe que as Comissões designadas para isso apurem…
      Vamos abrir os olhos e enxergar o verdadeiro (ou seria verdadeiros?) vilão do Brasil…
      ACORDA!

      • bruno disse:

        cara lê de novo os comentários da sua matéria e olha ai um monte de militar falando em “o povo clamando pelos militares”, e eu conheço muito militar, a maioria fala que prefere os militares isso só não acontece porque os militares não tem estrutura mesmo.

        • Dailo disse:

          Primeiramente a matéria não é minha, é do dono do blog… Segundo te asseguro que a maioria dos militares prefere a democracia. Eu conheço muitos militares, garanto que mais que vc e te asseguro isso. Mesmo aparelhados, os militares mais jovens que nasceram em estado democrático de direito nem sonham em intervir na política. Te digo que a única situação que poderia gerar algum tipo de intervenção militar seria no caso de alguma medida política colocar em risco a soberania do Brasil, mas não consigo nem imaginar e, muito mesmo, exemplificar um caso onde isso seria possível. Então fique tranquilo, pois com ou sem estrututra, com ou sem clamor do povo, os militares não irão intervir na política. Alguns rumores que vc pode ter ouvido, com certeza devem ser de militares antigos ou ex-militares saudosistas do governo militar… Mas não é esse o pensamento dos militares jovens como eu e muitos outros… Garanto que podes dormir tranquilo que ditadura nunca mais…

  17. Deivid disse:

    Por que não se investe em educação?
    Porque um povo que não pensa não reage e aceita tudo. Perdi a conta das vezes que escutei pelas ruas pessoas dizendo que não gostavam de Política, pois, não sabem, não aprenderam que a Política que determina até a qualidade do ar que ele respira.
    Por que tanto assistencialismo?
    Porque dependentes e alimentados pelo Governo, ignorantes, ajudam a manter o status quo que muito interessa os poucos que lucram.
    Desse modelo a única coisa que Adolf Hitler tinha na Alemanha que não temos aqui era um Exército particular, a SA e SS. Hugo Chávez já tem o dele! Mas é claro que um governo democrático como o do Brasil, regido por medidas provisórias, não faria algo tão contundente. Não com a possibilidade de moldar os futuros oficiais e sargentos, os pensadores e formadores de opinião na caserna, aos seus interesses.

  18. bruno disse:

    Eu não sou petista e muito menos fanático, sou brasileiro acima de tudo e prezo pela democracia. Bem 99,9% dos militares que eu conheço acham que os militares deviam retomar o poder. O que eu estou condenando é esse tipo de pensamento, pois os militares não foram diferentes do que foi o PT, encheram o governo de cabide de emprego, superfaturaram obras, não souberam investir em politica econômica ou sociais, verdadeiro desastre e pior que a sociedade teve que se calar e consentir.

    Realmente eu acho que militar não foi feito para assumir o poder, ditaduras existiram e existem e nunca funcionaram ou funcionarão, seja de esquerda ou direita. Não por ter alguma coisa contra militar o que de fato eu não tenho, mas por que eu não acredito em regimes totalitários como o que está sendo proposto por alguns comentarios que li aqui. (E o resto da minha resposta vai a esses)

    Eu acho que vcs tem que lutar por salários sim, toda classe tem direito de salários justo, mas entre lutar por salario e dar um golpe de estado existe uma longa diferença, e foi insinuado em vários comentários e alguns pontos da sua matéria.

    Velho não fui agressivo não, só acho que falar em perseguição é um pouco exagero muitas classes estão lutando há anos por melhores condições e salários não é só os militares, só falei a real, eu não odeio o exercito só que eles ,os militares daquela época da ditadura, fizeram merda e acho que deveriam pagar pelo o que fizeram, crimes como aqueles não podem ser impunes, Tanto é que o tribunal internacional Penal critica o brasil por não se levar a justiça aos torturadores, e olha que no governo tem muito cara que foi torturado e eles ainda assim não seguiram o exemplo da Argentina, só uma prova como ninguém tá de marcação com militares, e prova que vocês são choram.

    Tenho apreço pelos militares como tenho por qualquer outra classe, não vou ficar aqui enaltecendo o que é dever de cada um, seja o quão nobre for o trabalho. Aos olhos de cada profissional seu oficio é nobre, não tem sentido ficar enaltecendo apenas uma classe. Que bom que você daria a vida por mim, se eu fosse o professor de seu filho eu ensinaria ele com todas as minhas capacidades mesmo ganhando mal. Cada um tem que ter amor pelo o que faz.

    Eu não acho que eu siga alguma ideologia pronta, sei que provavelmente não sou o dono da verdade, mas quem está seguindo ideologia pronta aqui é você, seguindo a modinha de falar mal do pt, chamando a presidente de analfabeta e dizendo que o PT e tudo que é de esquerda é ladrão, tipico pensamento de militar, então porque não fala nada da Privataria Tucana? Dos roubo que foi o projeto do Sisvam, PROER, na era FHC escanda-los que terminaram em nada ? Ou melhor já que a modinha é falar em roubalheira vamos falar de quando a direita estava no poder os militares.

    Faz uma matéria falando de quando o SNI encheu de cabide de emprego o governo colocando um monte de militar da reserva e da ativa, parentes de militares, amigo de militares na época do Costa e Silva, gente que não fazia nada, verdadeiro cabidão de emprego segundo o próprio SNI anos mais tarde. Fala das fortunas gastas construindo a maior hidroelétrica do mundo para abastecer de energia quem? um país que não tinha nenhuma indústria e pagou pela tecnologia mais cara que existia. Ou de Angra dos Reis, verdadeira ideia de gênio construir uma Usina atômica no país que mais tem rios no mundo para gerar energia de hidroelétricas, vai ver o quanto nossa divida externa cresceu na época saudosa dos militares com suas obras faraonicas que não serviram para salvar a economia, os desvios de verba nas obras publicas como a ponte Rio–Niterói e da Rodovia Transamazônica que nunca foi terminada. As campanhas promovidas pelo governo do, Ouro Pelo Bem do Brasil onde foi parar esse ouro?

    Logico que ninguém sabe dessas coisas né, não se podia falar mal do governo como se pode falar hoje. Meu amigo isso é enxergar um horizonte maior, acho que quem devia fazer isso é vc. Falar mal do governo atual é fácil agora compara ele com o governos que passaram incluindo um deles sendo de militares.

    Militar não é bandido ou torturador sei bem a diferença, mas os que cometeram crimes na ditadura são sim, e que me irrita é que esses bandidos vivem nos aplausos da maioria da sociedade e muitos militares novos que não souberam o que foi a ditadura e acha que general que mandou jogar de aviões suspeitos de serem subversivos no mar nos temidos Voos da Morte são encarados como verdadeiro heróis. Gente que vendeu nosso país a troco de banana por incompetência o que é muito pior do que se fosse por ganancia.Conheço quarteis, conheço militares, sei que tem muito pai de família, sei que vocês trabalham duro em prol do brasil, mas acho que deviam dar mais credito aos não militares tem gente competente fora dos quartéis e aptas a governarem esse país roubalheira sempre existiu até quando os militares estavam lá.
    A população em geral não é inimiga do exercito como vc mesmo disse 70% confia no exercito depois de ter passado por uma ditadura terrível.

    Agora não me venha vender a propaganda de que os militares são santinhos e PT é demônio desse país, Muita coisa que está errada agora é herança militar. Nossa Indústria é atrasada por que a maioria das universidades tiveram seus campus fechados e tivemos que comprar tecnologia de fora por que nada se produzia nas universidade vinha tudo do Tio Sam.

    Se vocês não querem ser taxados de torturadores e ditadores cabe a nova geração promover essa nova imagem do exercito o que vem conseguindo fazer desde o final do golpe, mas não sem ter a sombra de algumas cabeças de alfinetes que acham que um sistema político que o povo escolheu não presta e que somente sua visão serve se esses tem vontade de mudar as estruturas pesam baixa e se lancem candidatos, mudar as coisas com armas na mão é facil quero ver usar o cérebro.

    O povo brasileiro não clama por vocês pois pior do que lideres que roubam é lideres que roubam e nos mandam calar que é o que aconteceria se a caserna se instala-se novamente em brasilia.

    • Dailo disse:

      Ok, Bruno. Gosto da discussão por isso: começamos com pensamentos muito opostos um do outro, porém, conversando, estamos quase chegando a um consenso. Creio que depois de ler o que irei escrever aqui, irás concordar comigo. E eu com vc.
      Veja bem amigo, minha idéia ao escrever tudo acima não é dizer que todo militar é santinho. Longe disso. Eu não sou cego e vivendo dentro da caserna sei muito bem que, como em qualquer seguimento desta nossa Nação, dentro dos uartéis existe todo tipo de gente.
      Como você mesmo disse existe os que concordam com os “vovôs da ditadura” e que sonham com o poder (achando que isso é solução para a defasagem salarial qunado em verdade, como vc mesmo disse, essa não é a saída), existem aqueles que desviam dinheiro, existe de tudo.
      Assim como existem os bons militares, e te garanto que são a maioria hoje. Suas boas intenções e idéias só não vêm tanto a tona, pois a maioria ainda são de patentes baixas (tenentes, capitães e majores). Infelizmente temos ainda dentre os oficiais mais antigos, alguns com o pensamento mais fechado.
      Mas você não pode defender com unhas e dentes o PT. Não acho que todo petista é um demônio como vc falou e muito menos acho a Dilma analfabeta. Nunca disse isso aliás…
      Só acho que dentro do PT também tem torturador e bandido de primeira linha…
      José Genoíno não jogou um carro bomba em soldado do exército na época da ditadura? E o que a família do soldado ganha após o atentado terrorista? Uma mísera pensão de R$ 1.000,00 e olhe lá.
      Alguns políticos prejudicados na época da ditadura, apenas por terem sido exilados do País hoje são anistiados e ganharam mais R 1.000.000,00 de indenização e aposentadorias poupudas…
      A própria presidente tem histórico de ter assaltado bancos e outras barbáries…
      Enfim, o quero dizer é que não se combate violência com violência… Muita gente protestou na época da ditadura com passeatas, com discursos e essas ações tiveram mais efetio do que as ações armadas, as guerrilhas… Enfim TODOS TEM CULPA NO CARTÓRIO!
      Ninguém FOI SANTO, ninguém é SANTO…
      Mas assim como não posso generalizar todos os políticos petistas, você também não pode generalizar para a classe militar.
      Como já disse hoje em outro comentário acima, pode ficar BEM TRANQUILO, pois TE GARANTO que não é vontade nossa assumir poder em Brasília, mesmo que o povo clame…
      Pelo um simples fato: o povo brasileiro é bem “adulto”. Já teve força para tirar os militares do poder, já teve força para derrubar um presidente eleito e certamente terá forças para reivindicar o quer se a coisa piorar… Não é necessária uma intervenção militar hoje para resolver toda a humilhação e descaso dos políticos com suas corrupções descaradas…
      É necessária sim uma intervenção do prórpio POVO, pois em uma democracia, só o povo é que deve ter voz ativa.
      O que me entristece é ver que o povo encontra-se anestesiado, paralisado e totalmente cego…
      Volto a dizer não sou contra o PT como um todo, tenho certeza que o governo PSDB também teve suas corrupções e afins e a corrupção vai sempre existir (em maior ou menor escala).
      Veremos o estrago de toda essa roubalheira daqui a 15-20 anos e aí será tarde…
      Um abraço e fique com Deus.

      • bruno disse:

        Foi mal ai Dailo eu pensei que vc fosse o dono do blog e o dono da matéria, confundi tudo.

        • claudiomafra disse:

          Tentando uma única resposta aos vários novos comentários:

          1) Longe de mim dizer que a corrupção foi inaugurada com o PT . Quem acompanha o blog sabe disto. Se é para marcar alguma data, talvez a roubalheira tenha se tornado endêmica a partir de meados dos anos 70. Acontece que o PT chegou ao ponto extraordinário de roubar o dinheiro do Estado para modificar as leis do próprio Estado, o que é a essência do Mensalão. Mas, não foi tudo. O PT conseguiu “desmoralizar a honradez”. Ao mesmo tempo que ficava exposto em sua degradação, destruía a maior esperança já depositada em um partido pelas classes humildes durante toda a história republicana. O povo brasileiro tornou-se ainda mais cínico com respeito aos homens públicos – talvez de forma definitiva. Aqueles que chegaram com a missão apaixonada de corrigir as injustiças praticadas contra os pobres mostraram-se ladrões vulgares, escondendo o dinheiro roubado em peças de roupas íntimas. É evidente que um desapontamento desse tamanho deve ter afetado o comportamento do povo brasileiro também com respeito aos seus valores morais no dia a dia. O que já era ruím tornou-se péssimo.

          2) Pois bem. O PT estava comprando congressistas, COM O NOSSO DINHEIRO, para forjar leis de seu interesse. É óbvio que este processo visava sua permanência no poder ad eternum. O partido já era dono de maioria simples no Congresso. Agregar parlamentares “especiais”, cujo número tendia a crescer, facilitaria a aprovação de “consultas populares”, prorrogação de mandatos, e medidas de exceção. Desta maneira, procurava-se alcançar uma ditadura “constitucional”. Os executores do plano, entre eles o presidente da República, formavam a elite do PT – pessoas com experiência na luta pela queda do regime militar de 1964, e por isso mesmo friamente conscientes da gravidade de seus objetivos. Descoberta a conspiração, Lula deveria ter sido deposto pelo Congresso sob acusação de peculato e tentativa de golpe de estado. Este seria o caminho constitucional por excelência.

          Os deputados e e senadores falharam ao não propor o impeachment do presidente. Isto significou mais desmoralização para as instituições brasileiras. Se estivéssemos em período anterior ao golpe de 1964 seria possivel que os militares pressionassem o Congresso, sob a alegação de que teria havido uma tentativa de golpe branco, como está colocado no parágrafo anterior. Em nossos dias, por razões óbvias, nem lhes passou pela cabeça tomar esta atitude, mesmo sabendo que um governo petista deposto e desmoralizado estaria muito mais de acordo com o que julgam melhor para o País.

          3) A intervenção militar, ou o golpe militar é ,ou foi comum, em países subdesenvolvidos. Não se imagina golpes na Nova Zelândia, Inglaterra, Noruega. A tomada da Argélia por um grupo de generais francêses, desafiando o governo do general De Gaulle, é um fato raro. No entanto vou dar um exemplo que pode parecer excepcional, mas é ilustrativo do golpe militar preventivo.

          3) A esquerda considera abominável a intervenção militar contra governos que sejam…. esquerdistas. Já os governos de direita são considerados criminosos por definição, e devem ser depostos. Para dar um exemplo radical, e de um governo que realmente tornou-se criminoso: Lamenta-se que os generais alemães não tenham deposto Hitler após alguns anos do seu mandato de Chanceler eleito CONSTITUCIONALMENTE através do voto popular. A medida seria” justificada” porque a Alemanha caminhava para uma ditadura, com fortes indícios de preparação para uma nova guerra, irresponsável e suicida.

          Imagino que em quase todo o mundo o papel dos militares é garantir o cumprimento da constituição e proteger as fronteiras de seu país. Por definição o soldado existe para defender os mais fracos. Os generais alemães estariam certos depondo Hitler ? Estariam defendendo os mais fracos? A esquerda alemã teria apoiado com entusiasmo a deposição, mesmo porque os comunistas haviam sido fragorosamente batidos na eleição. De fato, ela queria sua própria ditadura, a pior de todas, porque cumpriria ordens vindas de outro país. Mas, o que nos interessa nesta história é o limite entre a constitucionalidade e a ANTECIPAÇÃO à ditadura. Mais tarde, quando Hitler cercou-se de poderes ditatoriais e o desastre parecia certo, os generais alemães já estavam presos a ele por um juramento pessoal de lealdade, e a intervenção tornou-se quase impossivel. Embora seja fácil julgar os acontecimentos a posteriori, temos o sentimento de que os generais erraram ao não afastá-lo do poder enquanto podiam. Não se anteciparam à quebra do regime institucional e pagaram por isto.

          O golpe militar preventivo no Brasil:

          O que dizer da intervenção do general Lott em 1955, depondo o presidente Carlos Luz, e assegurando a posse de Juscelino ? Foi um golpe militar, mas o general o chamou de “retorno aos quadros constitucionais vigentes”. Desta maneira Lott quis dizer que a constitucionalidade já havia sido quebrada, mas o que ocorreu de fato é que ele estava evitando este rompimento institucional, isto é, ele estava se antecipando ao golpe branco preparado por um complô dos inconformados com a derrota nas eleições presidenciais. O povo aplaudiu o golpe, E A ESQUERDA TAMBÉM, já que os conspiradores eram de “direita” .

          O que aconteceu em 1955 nos remete ao exaustivamente “condenado” golpe de 1964. Esta foi uma clássica intervenção militar dos tempos da Guerra Fria. Não vou analisar o que se passou porque é muito chato e já publiquei vários artigos a respeito O mais importante é dizer que o golpe, no seu início, na sua razão de ser, foi extremamente popular, ao contrário da história mentirosa que a esquerda escreveu. O problema é que os militares gostaram tanto do poder que não queriam mais sair dele. O final traumático é bem conhecido.

          (Se o leitor estiver interessado pode acessar : “Quem será o herói que vai dizer que o golpe de 1964 foi necessário? (ou,como serão os militares hoje? )” Basta ir na Home page, clicar em Alguns artigos mais lidos, vai ser facil achar)

          Medidas que sejam populares não significam que sejam legais, ou constitucionais. Um governo pode produzir um golpe de estado a partir da convocação de uma “consulta popular” (plebiscito), tendo o cuidado de antes dobrar o valor do salário mínimo. Todas estas questões correm no fio de uma navalha.

          Concluindo: A intervenção militar não é palavrão, nem no Brasil, nem no resto do mundo sub-desenvolvido, como somos induzidos a crer. É matéria muito mais complexa do que nos fazem acreditar.

          ¨*Acho interessante o leitor saber que em 1965 fui indiciado em Inquérito Policial Militar instaurado pelo Exército. Eu era integrante da AP (Ação Popular, a mesma do Serra), e portanto estava em lado diametralmente oposto ao que me encontro hoje. Se houver interesse a respeito do assunto é só clicar em cima do título : “Crimes contra o Estado”, acessando a Home page do blog.

          • bruno disse:

            Tá você está dizendo que o PT é muito mais corrupto porque venho dos pobre? Ou seja resumindo se fosse um rico roubando é menos corrupto.

            Vergonha para mim é saber que o governo de direita militar fez campanhas para que o povo contribui-se com doações em ouro, tem povo mais anestesiado do que esse? mais burro?

            Você mesmo diz que os militares tem que assegurar o cumprimento da constituição mas quem faz isso é o Judiciário quando militares tomam o poder é principalmente por cima do judiciário que está se passando em cima, como todas as suas formalidades estudos doutrinários joga-se tudo isso fora e coloca-se uma meia duzia de generais que acham que são deuses e sabem mais do que magistrados.

            Dar golpe de estados ou mudar governo para a direita ou para esquerda não resolve nada, temos que mudar as leis, isso sim é a solução. O que adiantaria as forças armadas tomar o poder para entrega-lo depois para novos políticos ladrões que farão o que os depostos fizeram?

            Eu discordo em tudo que você escreve sobre o golpe de estado. Mas o que tem de pior que você esquece de mencionar é que o nosso golpe aqui nem foi genuíno fomos pegos em um trama da guerra fria onde os EUA convenceu meia duzia de generais cabeças de alfinete no fort Leavenworth ou na War College onde era criado um inimigo na cabeça desses alfinetes e estes chegavam aqui e fizeram o que fizeram, logico que no processo nos compramos tudo o que o Tio Sam empurrava afinal de contas eles eram nossos salvadores contra o demonio do comunismo. Eles só esqueceram de falar o quanto faturaram nessa brincadeira a custas do povão tupiniquim.

            Fale da “Aliança para o Progresso”, plano econômico que o EUA instalou aqui apenas para nos afundar mais na divida externa plano que fazia com que o fluxo de investimentos no país chegassem a ordem dos 600 bilhões de dólares, imagina o quanto eles tiraram de retorno durante o funcionamento do plano.Durante a ditadura (1964-1984), a dívida externa passou de cerca de US$ 3 bilhões, em 1964, para quase US$ 100 bilhões no final do último governo militar. Os grandes beneficiários deste endividamento foram as multinacionais. Adivinha quem ainda paga está conta?

            Fala da Operação Brother Sam, A operação, batizada com um nome um tanto quanto peculiar, trazia consigo, em 31 de março de 1964, a mobilização de1 navio de transporte de helicópteros, 6 destróieres, 4 petroleiros, 20 aviões, isso tudo capitaneado pelo porta-aviões Forrestal, além de toneladas de munições e armas leves.

            A operação Condor que consistiu, basicamente, numa aliança político-militar entre os vários regimes militares da América do Sul – Argentina, Brasil, Chile, Paraguai, Bolívia e Uruguai. O intuito era fazer com que os oponentes das ditaduras vigentes que estavam exilados no exterior fossem perseguidos e calados.

            Ou seja os nosso militares brasileiro de Herois não tiveram nada, foram simples fantoches manipulados pelos americanos, e explicando por isso realmente que intervenções sempre acontecem em países subdesenvolvidos para pq sempre tem um imperialista querendo lucrar. Não tem nada haver com ordem constitucional.

          • claudiomafra disse:

            Meu caro,

            Pelo menos uma vez na vida, já parou para pensar que tudo que aprendeu a respeito de Estados Unidos, ditaduras, golpes militares, Vietnam, China, etc. pode estar errado ? A pergunta parece tola, e tenho certeza de que vc levou um susto. Pois é, para começar a maioria está do seu lado, pessoas inteligentes e cultas, e você mesmo já leu toneladas de livros que são o alicerce de sua crença. Isto sem falar no dia a dia, nas suas observações e análises personalíssimas, que remontam sua infância. Mas…
            Em algum lugar neste blog eu conto sobre Churchill . Ele estava na Escola Militar e ao ler um livro faz a seguinte reflexão: ” E se tudo que eu estou lendo estiver errado ? E se outros livros, que vão se contrapor a este, estiverem com a razão ? Felizes os meus colegas que estudam Direito e têm acesso à todas informações que me faltam.”
            Já pensou na violência que seria você concordar com a maior parte do que está escrito neste blog ? Mesmo que sua crença fosse mudando de forma homeopática haverá um momento em que tudo vai desabar, um momento de desestruturação, não há como escapar. Portanto, continue marchando com a maioria. É extremamente confortavel. De fato ler este blog pode até fazer mal. Siga em frente, tudo de bom.

  19. bruno disse:

    Encerrando o assunto sobre a ditadura, acho que foi uma história tenebrosa do Brasil, e a polemica nunca vai acabar teremos por um lado pessoas ganhando indenizações de 1 milhão por terem sido torturadas, estupradas etc, e pelo outro lado generais que madaram matar saindo impune, é uma epoca que vai ser sempre lembrada com polemicas por todos os lados, mas é fato que no final quem pagou a conta foi o povo brasileiro, independente de culpados.

    Eu não defendo o PT com unhas e dentes, o PT roubou é um fato, que pague exemplarmente por isso. O que eu quero dizer é que ele não foi o único que fez isso, na minha opinião FHC foi bem pior, Collor nem se fale e os militares ainda pior. O que mudou que eu acho positivo é que hoje na era Lula foram responsabilizado os culpados levados a justiça, o que é um mérito dos órgãos públicos como Ministério publico, STF, PF.

    Esses órgãos estão fazendo a diferença, funcionalismo publico nesse país está ficando eficiente o que muda muito, pois o povo pode estar anestesiado mas os funcionários publicos não, logico que esta longe do ideal mais é um começo.

    È por isso que se tem a sensação de que o PT é o maior ladrão desse país foram roubados no mensalão 160 milhoes, certo? Só no Sisvan foi 4 bilhões, mais o PROER 11 bilhões na era FHC e tem muita mais que nem vou mencionar. No Collor com a Jorgina de Freitas foi 1,2 bilhão, E detalhe esses casos no FHC os processos prescreveram não foi preso ninguém. Jorgina de Freitas devolveu uns 60 milhoes apenas compara com o mensalão e você vai ver que isso foi troco o que foi desviado, NÃO ESTOU DEFENDENDO O PT, mas apenas comparando, para mim quem rouba 10 pila ou 1 milhão é ladrão igual.

    Por isso eu acho que dentre os piores o PT foi o menos pior. E acho que tivemos grande avanços com as politicas do PT mais isso é outra história. Eu voto no PT na conjuntura atual, e não me considero cego ou anestesiado, sei analisar bem os fatos acompanho politica diariamente, o que eu acho que vocês estão bravo porque são oposição o que é sadio oposição é nescessario para apontar os erros e dar outra visão da coisa. Mas muito do que vejo por ai é a oposição burra, que não trás fatos não comprar dados apenas replica informação sensacionalista.

    Por exemplo o caso do mensalão foi debatido por todo lado, a Globo news passava o julgamento ao vivo no STF, agora eu queria saber do mensalão do PSDB? Alguém ouviu falar da Privataria tucana? Todas as emissoras de televisão nem tocaram no assunto, nada se ouviu falar isso tinha que ser debatido sem parar, não um julgamento que chegou ao fim.

  20. bruno disse:

    ‎”É fundamental levar em conta o apreço e apego de Geisel à ordem e à hierarquia. A verdade é que o sistema militar havia perdido o controle sobre o aparelho de segurança e de informação. Era preciso reprimir a repressão, conter seus excessos, enquadrá-la na hierarquia e disciplina militar. Impor-lhe a cadeia de comando. Para ele, a revolução envelhecera, estava na contramão da história. Mais que isso: desfigurara-se, deteriorara-se. A censura, travando a fiscalização da imprensa, facilitava a corrupção, inclusive de militares e ex-militares. Era essa a avaliação de Geisel, segundo o almirante Faria Lima: “Ele se instalou lá naquele Palácio do antigo Ministério da Agricultura para trabalhar na organização do seu programa de governo. Na verdade, ele já estava se preparando há muito tempo. Ele me disse, naquela ocasião que ia fazer a abertura. E eu disse a ele: ‘O senhor acha que é a hora para fazer a abertura?’ Ele me respondeu: ‘É. Porque a corrupção nas Forças Armadas está tão grande, que a única solução para o Brasil é abertura.'” Por outro lado, a repressão política criara um poder militar paralelo, autônomo, enfraquecendo os comandos, prejudicando a hierarquia e a disciplina, ameaçando a ordem dentro das próprias Forças Armadas. A concentração excessiva de poder no governo, se por um lado significava força, por outro expunha o governante. E a tão temida ameaça comunista mostrava-se cada vez mais improvável, distante, descartada.”

    Ronaldo Costa e Couto (1999, págs. 150 a 151), no livro “História indiscreta da ditadura e da abertura –Brasil: 1964-1985” (Editora Record)

    Essa é a grande verdade pq os militares estão bem quietinhos e não falam mal do PT, o alto comando sabe que o PT é peixe pequeno perto deles!

  21. bruno disse:

    Bem devolvo a cortesia, será que vc não está vendo cabelo em ovo? Você não está lendo material falso? ou tendencioso? vamos as provas. O ouro para o bem do brasil, foi bem real, minha familia viveu isso. E quanto aos planos que mencionei o proprio EUA admitiu já ter intervido aqui. Totalitarismo do golpe eu vi muita gente sentir na pele isso. A transamazonica é alguma ilusão de otica? ela tá lá inacabada fruto de uma má administração que desviou milhões.

    Eu não levei susto algum já vi um monte vir com esse papo de questionar fontes históricas que existem e são comprovadas, e vos digo é o recurso mais pobre e desesperador de alguém que não tem contra prova ou argumento.

    Bem vou deixar vc com seu blog e seus colegas reacionários, eu não vou te convencer de nada e vc muito menos. Mas só para deixar uma dica, suas matérias poderiam se enquadrar justamente no que o Churchill disse: E se tudo que eu estou lendo estiver errado ? E se outros livros, que vão se contrapor a este, estiverem com a razão ? Felizes os meus colegas que estudam Direito e têm acesso à todas informações que me faltam.” Com um adicional de você ser bem tendencioso no que escreve deveria ser mais imparcial a verdade sempre tem vários lados não só o da Direita.

  22. Domingos Ferreira disse:

    Cláudio, perfeito! Continue sendo honesto no seu mister de criar uma consciência e gerar massa crítica no cerne do povo brasileiro!

  23. Caro Cláudio,

    Acredito que toda reflexão é importante para o debate mas, ao meu ver, fazer apologia a um golpe militar pode ser um tanto “radical” – assim como muitos textos que aqui se encontram.

    Citar que a chamada Comissão da Verdade é uma afronta às Forças Armadas é absurdo, quando todos os militares envolvidos em torturas e abusos diversos precisam pagar junto à justica – se isso acontecer, certamente o país estará dando um passo progressivo (assim como se os réus do mensalão forem presos e os réus do mensalão tucano sofrerem pressão pública).

    Todos temos direito a apoiar qualquer politico ou partido mas, antes de citar o atual governo, seria bom analisar os passados. Falando na ditadura, é fato indiscutível que, além da corrupção encontrada principalmente no favorecimento de cidadãos diversos e a tortura e exílio daqueles (as) que apoiavam um regime democrático, o sistema público de educação brasileiro foi destruído. Falam (claro que praticamente apenas quem fez parte das Forças Armadas) que a ditadura melhorou a infra-estrutura brasileira mas, de fato, as poucas obras realizadas para o período que estiveram no poder são mínimas quando, como todos os especialistas comentam: “A infra-estrutura brasileira foi esquecida por 30 anos”. Quem voltou a investir e melhorá-la? Mesmo sem apoiar nenhum partido, preciso admitir que foi a administração Lula, inclusive com a ajuda do exército, manobra que fez a população admirar e confiar mais em tal instituição. A ditadura também destruiu qualquer chance de nossa mão de obra ser mais qualificada em postos técnicos, como na indústria – não é à toa que o país passa por uma fase de “desindustrialização”. Temos que analisar o que aconteceu no passado e como tais acontecimentos refletem atualmente, inclusive na questão cultural política, militar e da sociedade = práticas anti-éticas são toleradas por praticamente tudo e todos.

    Para finalizar, os militares brasileiros precisam parar de citar o exército Americano como exemplo. É fato que 20% ou mais dos recursos da nossa Previdência Social vão para os militares. Os últimos dois governos tentaram, discretamente, buscar melhoras salariais e estruturais, como vemos o governo investindo em drones, aviões e outros aparelhos para as Forças Armadas devido aos eventos que vamos sediar (falar que é o suficiente? Longe disso!). Apesar da população acreditar e confiar no exército, tenho certeza que a grande maioria não concordaria em aumentos substanciais quando o Brasil não está indo a guerras ou a missões realmente perigosas para combater terroristas ou lutar pela “liberdade e democracia”, como os Americanos gostam de induzir. A nossa pátria precisa, sim, de reforma fiscal, jurídica, politica e, talvez a mais importante, cultural, tanto no âmbito civil quanto militar. O investimento na capacitação de nossas forças precisa aumentar de acordo com a necessidade e crescimento econômico mas, de fato, precisamos investir mais em educação e saúde, assim como melhorar nossas 3 polícias e buscar organismos que lutem contra a corrupção encontrada nessas instituições.

    Acompanhei de perto o meu avô e pai na ativa do exército e não sou nenhum leigo. Certamente, a maior parte de seus leitores, pelo menos os que apóiam um golpe militar, foram ou são do Exército, Marinha ou Aeronáutica – para um debate mais extenso, não serviriam como parâmetro.

    • claudiomafra disse:

      Prezado Felipe,

      Estamos em campos opostos, mas o seu texto mostra tolerância, polidez, e competência. Faço apenas duas observações. Vc diz: “…exílio daqueles (as) que apoiavam um regime democrático”. NÓS, ( porque eu estava lá) estávamos longe de apoiar um regime democrático. Queríamos uma ditadura de esquerda.
      Quanto à macroeconomia praticada pelos militares, ela foi uma grande oportunidade perdida. Sendo nacionalistas (no mau sentido), eles optaram pelo estatismo, e, ao contrário de Pinochet, não conduziram o País para os rumos corretos do livre mercado. Durante 12 anos Delfim Neto mandou e desmandou, errou tudo, e ainda hoje tem a coragem de ficar nos ensinando como é que precisa ser. Uma ditadura pode – justamente por ser uma ditadura – rapidamente colocar um país nos trilhos. Foi o que aconteceu no Chile, mas sei que o nome já citado deve causar a você um profundo horror. Em virtude da lavagem cerebral, Pinochet deve estar entre os homens mais odiados das últimas décadas em todo o mundo. Abraço e obrigado pela intervenção.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *