O laguinho azul do socialismo ainda vai durar 100 anos ? ; Os moleques do Supremo

E assim caminha a Humanidade:  Na Espanha, Aznar, de centro-direita, que governou de 1996 até 2004, depois de uma administração excelente teve seu candidato derrotado por um sujeito parecido com Obama no messianismo e na arrogância, o socialista Zapatero. Depois de um governo desastroso, Zapatero perdeu as eleições. Parecia uma sombra do homem vaidoso que havia sido e seguiu humilhado de volta para casa. Elegeu-se outra vez um anti-esquerdista, Mariano Rajoy . E agora, Sarkozy, o primeiro presidente, desde 1945, que estava resgatando o orgulho nacional, que havia deixado o ranço anti-americano para trás, vai perder para o socialista Hollande. Não adianta. Enquanto as pessoas não descobrirem que o laguinho azul não existe, o socialismo estará sempre pairando  na cabeça da humanidade como a alternativa “generosa, humana, mais justa”. Não houve desgraça maior na história mundial do que a revolução russa de 1917. Até quando pagaremos por Marx, Lenin, Stalin haverem nascido? Mais cem anos ?

 

A “Primavera Árabe”, saudada prematuramente pelos insensatos em todo o mundo, já está com suas flores desabrochando:

Na FolhaSP: “Egito cancela fornecimento de gás a  Israel. No Cairo, empresa estatal denuncia falta de  pagamento; medida pode colocar em risco acordo de paz de Camp David”. Este acordo assinado, entre Egito e Israel, foi uma das maiores conquistas políticas da segunda metade do século XX. Por haver reconhecido Israel e assinado  o tratado de paz, o presidente Anuar Sadat foi assassinado, mas seu sucessor, Mubarak, continuou honrando o tratado, e o Egito tornou-se, junto com a Jordânia, um fator estabilizador na região  (até onde a região pode ser estabilizada). Agora, a Irmandade Muçulmana, muito bem organizada, quer novamente colocar o Egito em confronto com os israelenses. Na guerra de 1973, Israel não destruiu o Primeiro Exército Egípcio porque Nixon proibiu, mas tomou dos egípcios o imenso deserto de Sinai .Com o acordo o Sinai foi devolvido.

Essa vitória diplomática tão significativa, porque de todos os países inimigos de Israel o Egito era de longe o mais poderoso, pode ser perdida.  A queda dos ditadores árabes é uma faca de dois gumes. Isto é, corremos o risco de  substituir os ditadores que não nos incomodavam, por outros, que vão patrocinar terroristas. A situação é complicadíssima, e exige enorme sutileza dos Estados Unidos para conseguir ao mesmo tempo levar liberdade aos árabes oprimidos, e evitar o radicalismo islâmico. Não vai ser com a incompetência da dupla Obama-Hillary que teremos as melhores chances. Recomendo lerem o artigo que publiquei de Kissinger, clicando em cima do título: Um sutil artigo de Kissinger sobre a Primavera Árabe e a dificílima posição americana

 

Ontem, eu transcrevi do Estadão:

“A experiência de revoluções em países muçulmanos mostra que todas as correntes podem se reunir para derrubar o regime, mas depois os islâmicos, mais organizados, capturam o poder. Foi assim no Irã, em 1979, e agora na Tunísia e no Egito. A Líbia ainda não teve eleições, mas a força dos islâmicos é óbvia. Uma parcela importante – e mais silenciosa – dos sírios não gosta de Assad, mas sentiria falta da estabilidade e da segurança que ele representa. “Antes eu não gostava do regime. No entanto, se fosse votar hoje numa eleição secreta, votaria em Assad”, disse um dono de farmácia em Damasco”

Os moleques do Supremo

Tal e qual uma sala de aulas com os meninos brigando e fazendo bagunça, a mídia passou um pito nos baderneiros, e agora a Diretora da escolinha resolveu chamar Suas Excelências e fazer uma reunião ” destinada a lavar a roupa suja…”. É inacreditável. Esta é a Suprema Corte do Brasil…. ” lavar a roupa suja”… a Suprema Corte… Perceberam o absurdo, o non sense? Estes são os sujeitos que fazem cumprir os preceitos constitucionais de um país de 200 milhões de habitantes.

23 abril, 2012 às 20:34

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (3)

 

  1. Marco Balbi disse:

    Ótimo. Postei no meu facebook!

  2. Eduardo Araújo disse:

    Sobre os moleques do Supremo.

    Ora, se já estão decidindo até quem deve nascer …

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *