Os nossos militares podem se tornar petistas? – Obama está por um fio para se tornar patético

Costumo receber de um leitor alguns pronunciamentos de generais reformados. Eles expõem sua revolta com respeito ao estado caótico em que se encontra o Brasil.Respondi da última vez com o e-mail abaixo.
 
Caro amigo: Tudo isso está OK, obrigado por nos informar, mas você que é ligado aos militares deveria dizer alguma coisa sobre o que continua sendo a grande pergunta: Os professores nas escolas militares agora são de esquerda ? Por consequência os novos oficiais podem se tornar petistas?  O Exército toparia um bolivarianismo se recebesse armamentos, fosse bem tratado, se tivesse o soldo aumentado ? Essa não é a grande pergunta, é a ÚNICA pergunta que realmente tem importância. Todo o resto é detalhe sem relevância perto desse tremendo perigo. A única pergunta, e esqueça o resto.
 
Ele me respondeu: Sobre isso, só conversando pessoalmente.Os professores não são de esquerda, mas é possível, muito provável, que tenhamos vários permeados.
 
A  respeito desse perigo que corremos com a doutrina que vai ser imposta aos rapazes que entram para as três escolas de formação de oficiais das Forças Armadas escrevi vários artigos.
Um deles mereceu o comentario de um leitor, irmão de dois generais. Publiquei-o em forma de artigo. Clique em cima do vermelho A Síndrome do Golpe Militar , que é o meu artigo, e clique outra vez para ver seu comentário : ” Um leitor comenta meu artigo sobre os militares
-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.—.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-
 
Quando Obama obteve a nomeação democrata em junho de 2008, ele disse a uma multidão exultante que: “Poderemos olhar para trás e dizer aos nossos filhos que este foi o momento em que começamos a prover saúde aos doentes e bons empregos aos desempregados; este foi o momento em que a subida dos oceanos começou a desacelerar e nosso planeta começou a sarar; este foi o momento em que terminamos uma guerra, garantimos nossa nação e restauramos nossa imagem como a última e melhor esperança na Terra”.
Que megalômano perfeito e acabado, que arrogância, que falta de sentido de proporção. Leiam outra vez:  ” a subida dos oceanos começou a desacelerar e o planeta começou a sarar”. Um messias havia chegado aos Estados Unidos.
Vejam o mesmo homem hoje: Ficou grisalho, perdeu a confiança em sí mesmo, tornou-se fraco, fez um patético pronunciamento na TV a respeito de twitters, e provavemente deve estar passando o dia inteiro na cama, deprimido. Enquanto isso o Congresso, dominado por seus cupinchas decepcionados, tenta encontrar uma solução para a bagunça que ele ajudou a aprontar, os projetos de estímulos, ajuda financeira, reforma de saúde, regulação financeira, e a enorme expansão do déficit. Gastar, gastar, gastar. 
Absoluta falta de liderança. Poucas vezes em toda minha vida presenciei uma pessoa ser desmascarada tão rapidamente. Se ainda tiverem duvida sobre a nova personalidade que temos agora voltem a ler suas fantásticas palavras acima.
 
Neste momento sua aprovação é de apenas 40% dos americanos, e deve-se levar em conta que nesse índice está o apoio incondicional que recebe de negros e hispânicos. A desaprovação está em 50%.
E nada de auto-crítica entre os Democratas-Liberais porque:  “o fracasso de uma política do governo sempre justifica o aumento das ações governamentais e não o questionamento das políticas”.

1 agosto, 2011 às 01:54

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *