Os cubanos preferem mais ação e menos conversa

SOMOS CONTRA USAR A VIOLÊNCIA PARA O REGIME COMUNISTA CAIR !

angry_statue

O insuportavel Celso Amorim resolveu adotar a cantilena cubana: se os Estados Unidos suspenderem o bloqueio tudo se resolve na ilha. É o contrário. Com o regime mais generoso, oferecendo produtos e melhor infra-estrutura, ele não se democratiza, apenas fica mais forte. É por essa razão que nenhum presidente americano, nem mesmo Obama, tomou essa medida.  E depois de 51 anos, com pessoas nascendo e morrendo dentro daquele inferno, já podemos dizer que a ditadura se eternizou.

Se amanhã tivessemos um presidente peitudo nos Estados Unidos, e se ele resolvesse enviar um porta-aviões para as águas cubanas, e alguns caça- bombardeiros partissem para liquidar com os canalhas que roubam e atormentam o seu  povo , o que vocês acham que aconteceria ? Eu tenho certeza que seria a maior gritaria MESMO DAQUELES QUE SÃO CONTRA O REGIME CUBANO, no Brasil, e em todo o mundo: ” Agressão! Selvageria! Prepotência! Unilateralismo! Civis mortos na brutal ação americana!”

Então, meus amigos, nós precisamos oxigenar os nossos cérebros, mesmo que eles sejam de mingau de tapioca. Vamos continuar  no papel de observadores ” indignados”  enquanto se desenrolam mais 20 anos de escravatura em Cuba ? Lembrem-se que a URSS acabou em 1990 e não aconteceu nada com os comunas cubanos. A ditadura se aguenta, se adapta, mesmo quando tudo ao seu redor desmorona.

Podemos nos dar ao luxo de ser contra ações militares. A razão é simplíssima: não moramos lá. E também não queremos a morte de inocentes em um bombardeio. E também não queremos “exceções”, “ intervenções” cujas conseqüências no futuro desconhecemos, não é mesmo ? Aceitamos tudo, menos brigar. Mesmo nas guerras justas. A verdade é que se trata de uma preguiça mental colossal que não nos permite fugir do escaninho confortável da nossa lógica criada durante a Guerra Fria. Mas, a Guerra Fria acabou! Não vai haver mais o fim do mundo com os mísseis atômicos!  Não existe mais ninguém para tomar as dores do comunismo em Cuba!

Perguntem aos cubanos o que eles preferem. Acabar com Fidel , Raul, e corja, tornando-se homens e mulheres LIVRES, mesmo ao custo de  vidas de civis, ou permanecerem humilhados, aterrorizados, criando filhos em um regime de campo de concentração, permitida a visita de turistas para ver os curiosos espécimes que vivem naquele lugar perdido no tempo. Eles gostariam é de lutar, dar tiros, apoiando uma intervenção.

Fugir de Cuba é difícil, além de ser necessário muito dinheiro. Uma lancha para pegar pessoas na costa cubana e zunir para longe custa 10 mil dólares- o salário de um médico durante 40 anos-  e ainda existem as complicações de entrar escondido no país de destino.Os cubanos só conseguem fugir com a ajuda de parentes que estão no exterior. Mas, vamos deixar que o tempo resolva tudo, porque nós… não moramos lá!

Sabemos muito bem que não é o apoio de Lula, Chavez e outros, que mantêm o regime cubano. Tivemos Fernando Henrique, tivemos outros presidentes na A. Latina e nos Estados Unidos. Como é que os malditos carrascos permanecem firmes e fortes, desafiando a opinião pública mundial ? Talvez seja porque nós, e o mundo, apenas continuamos escrevendo e  escrevendo convincentes textos onde mostramos a barbaridade que impera na ilha. Mas, e uma ação militar ? De jeito nenhum! Não ousamos pensar nessa alternativa, embora não tenhamos justificativa moral, e mesmo política, para justificar a nossa inação. Que espécie de ordem internacional estamos defendendo ?

Apenas os nossos governos militares trataram a ditadura cubana da maneira que ela merece. Os presidentes civis sempre se comportaram muito mal, desde Jânio Quadros, condecorando Che Guevara, até os dias de hoje. Já tivemos momentos de maior lucidez com respeito ao problema.

Os Estados Unidos atacaram os Balcans,  Kosovo, e nós achamos muito natural porque os muçulmanos estavam sendo mortos, aquilo era genocídio. No entanto, pouco conhecíamos sobre o problema. Mas, o que está acontecendo em Cuba, aqui, do nosso lado, também é brutal, e estamos muito bem informados, sabemos do sofrimento dos cubanos, e nem assim deixamos de lado a nossa alienada trajetória pacifista.

E nós ficamos satisfeitos porque eles não assassinaram a Yoani Sanchez. Achamos que é o suficiente. Bando de pamonhas.

Se acontecer o milagre da eleição do Serra eu desde já tenho uma sugestão: Convocar uma reunião da OEA e propor um prazo para eleições na ilha,que seriam realizadas sob supervisão internacional. Caso contrário teríamos uma força militar das Américas, pronta para a intervenção. Os Estados Unidos se encarregariam de mandar os aviões e  liquidar o assunto. A Europa não faz assim ? Não finge que é a OTAN, ou a ONU, e deixa os Estados Unidos fazerem o serviço sozinhos ? Ah, acontece que a OEA não vai apoiar a proposta. É mesmo ? Mas será a NOSSA proposta. Isso sim, vai ser bonito. Vamos nos redimir da política internacional de cafajestes que adotamos. Ficaríamos orgulhosos. E sermos contra Fidel muda um bocado de coisa no sistema interamericano. Já pensaram no alento, no fôlego para o pobre povo cubano, ter conhecimento de que até que enfim alguém está tentando fazer a coisa certa ? Essa posição corajosa traria o respeito mundial para o Brasil e por suas aspirações de maiores responsabilidades na comunidade internacional. Exatamente o contrário de ficar apoiando Coreia do Norte, Congo, Sri Lanka, Mianmar, Sudão, Iran, Venezuela e outros países delinquentes.  Claro que Serra romperia com  Chavez, e iriam para o congelador as nossas relações com Morales, e o Correa, e o Ortega e,  sem dúvida, Fidel  ficaria satisfeitíssimo, daria um pulo da cama do hospital, e somente de fraldas correria pelas ruas com um fuzil na mão aos berros de “patria o muerte”  e…..

Bom, o despertador tocou e eu acordei.

( coloquei umas ótimas fotos de Clinton e Monica Lewinsky no final do artigo” Sarah Palin, Reagan, Lula e Iran”)

15 março, 2010 às 11:11

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (6)

 

  1. humberto sisley disse:

    gostei muito deste artigo porque compartilho desta sua opinião (sonho), quero saber se posso reproduzir o post com o devido crédito no meu blog?

    http://www.3khaterines.blogspot.com

    parabéns

  2. Confesso que já pensei nisso seriamente, mas me veio à mente:
    Imagina um bando de adolescente vestindo uma camisa com a cara feia do Fidel como fazem com o Che Guevara?

    Brincadeiras à parte, concordo que uma medida extrema deve ser tomada, na verdade já deveria ter sido tomada há muito tempo. Embargos econômicos só fazem a população sofrer, já que os Castro não se importam com o sofrimento do próprio povo.

    Também não entendo o que falta para os EUA tomarem uma posição mais firme. Talvez seja por não haver ameaça como havia na época da guerra fria.

    E se entrarem em Cuba para libertar a população, 99% da América seria contra (se bem que já é mesmo).
    Uma boa questão para reflexão.
    Gostei.

  3. Se o regime não ruiu economicamente sob o “regime especial”. Agora eu já escrevi sob o que eu considero ser o meu particular pacifismo e nessa ordem uma deflagração militar em Cuba não traria ganhos estratégicos significativos. Mesmo sendo uma causa justa não é viável.

  4. ++++ disse:

    Fala como se morou em Cuba e viu “o povo sofrido”,MESMO COM O EMBARGO ECONÔMICO,ter índices sociais melhores que o Brasil,que tem um dos maiores PIB.Curioso como são as coisas!

    • Claudio Mafra disse:

      Caro, estive 4 vezes em Cuba, e por períodos demorados. Fiz de veleiro a rota de fuga Cuba -Miami. Os índices – em 50 anos de ditadura – são péssimos. No tempo de Fulgencio Batista eram melhores. Alguns podem ser superiores aos do Brasil: alfabetização, população vacinada, e mais uma coisa ou outra. Além do mais, com uma população de 11 milhões, competir com o Brasil não impressiona ninguém. Ir visitar Cuba deve ficar mais barato do que passar férias no nordeste. Se tiver condições pegue um avião e vá dar uma olhada. Cuidado para não sofrer uma síncope quando descobrir que fez papel de bobo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *