Retratação: Zé Dirceu não é pão-duro; Para variar, outro Mohamed terrorista; Mais humilhação para os militares.

ZÉ DIRCEU

Acho que me enganei com respeito ao infame Zé Dirceu chamando-o de pão duro por ainda não haver comprado os ministros do Supremo e acabado com esse negócio de Mensalão. Ontem ficamos sabendo que o ministro Ricardo Lewandowsky está tentando passar o julgamento do caso para o segundo-semestre e dessa forma não prejudicar o PT nas eleições, e depois, vamos adiar mais um pouquinho e mais um pouquinho e …  Não existe justificativa alguma para esse adiamento. Então, só me resta dizer que Zé Dirceu não é pão duro e já está fazendo o que precisa ser feito.

 

MAIS UM MOHAMED

Outro terrorista com nome de pedófilo, o francês-argelino que assassinou um civil, dois policiais, um rabino e seis crianças, foi morto depois de 32 horas de cerco. O terrorista, treinado no Afeganistão- Paquistão pela Al-Qaeda, ainda conseguiu ferir mais dois agentes, antes de levar chumbo ao tentar fugir por uma janela do banheiro. A esta altura deve estar desagradavelmente surpreso porque ao invés de 70 virgens deu de cara com um alegre Satanaz.

 

HUMILHANDO OS MILITARES 

A Secretaria de Direitos Humanos, (Maria do Rosário) vinculada à Presidência da República, que saber como estão sendo tratados os militares que cumprem pena de prisão. E deseja nada mais, nada menos, do que entrar  de surpresa nos quarteis. Nossa, ou essa gente é muito estúpida, ou bobos somos nós, e eles não têm medo de nada, sabem com quem estão tratando. Nem bem estão saindo de uma crise com os milicos e já partem para mais provocação ? Essa dona, Maria do Rosário, não poderia pelo menos esperar um pouquinho ? Ou está querendo provar que é mais macho do que o anão perverso Celso Amorim, que não fez nada de importante durante o “Manifesto” ? Aliás, nesse governo só tem mulher-macho, a começar pela presidente.

 

DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS 

Lembram-se do major Nidal Hasan que em Fort Hood assassinou 13 colegas ?  Pois é, ninguém mais houve falar nele. Na época em que saiu atirando no meio do quartel aos gritos de “Allahu Akbar!” ( Aláh é Grande), toda a midia resolveu defende-lo. O culpado era o governo americano, invadindo o país dos outros e estressando seus pobres oficiais e soldados. Um clássico exercício do politicamente correto:  O major era uma vítima (nossa culpa) e não um assassino covarde. Bem, agora temos esse sargento americano que ficou louco e matou 14 pessoas, incluindo crianças. Ah, é completamente diferente. No outro dia o Secretário de Defesa americano  já estava falando de corte marcial e pelotão de fuzilamento.  Os interessados podem clicar em cima do título do meu artigo para saber o surrealismo a que se chegou no caso do maldito Major :   “Nós, os preconceituosos” 

 

TERRORISTAS DO HEZBOLLAH

A Inteligência americana acredita que existam centenas de terroristas do Hezbollah nos Estados Unidos, e passou a considera-los muito mais perigosos do que a Al Qaeda. Eles são treinados pelo Iran, e o maior medo do governo está em que se os iranianos chegarem a ter a bomba atômica ela possa ser levada para os EUA em containers, possa ser pequena, e detonada com facilidade em N.Yorque ou Washington. Os foguetes iranianos tem o alcance de mil km, suficientes para transportarem a bomba até Israel, mas impossivel de alcançarem o continente americano.  Os grandes misseis de dez mil km, ou mais, são os famosos ICBMs, que somente russos, chineses e americanos possuem.  

   

 

22 março, 2012 às 13:22

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (1)

 

  1. Marco disse:

    Ótima coluna! Estou divulgando!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *