Sarah Palin – Reagan- Lula- Iran

Os liberais americanos e os seus correspondentes brasileiros acham um escândalo a hipótese de Sarah Palin ser presidente dos Estados Unidos.Parece que não aprenderam nada com Reagan. Ele foi ridicularizado e coberto de insultos quando se elegeu governador da California. Imagine, um ator de terceira classe, um semi-analfabeto! Só podia mesmo ser republicano! Bem, ele foi reeleito e depois se tornou um notável presidente. Teve a lucidez extraordinária de rejeitar a detente, negar o empate e procurar a vitória contra a União Soviética. Acreditava na superioridade moral americana e foi dessa maneira que governou.No período dos mandatos de Nixon, Ford , até Carter, a negociação com os soviéticos era a palavra de ordem. O resultado é que os comunistas aumentaram seu arsenal atômico e ampliaram suas intervenções militares pelo mundo afora. Reagan afirmou publicamente que desejava a supremacia militar e a redução do poder global soviético. Amedrontada, a URSS tentou a acompanhar o ritmo de desenvolvimento tecnológico militar americano, viu que era impossível, baixou a crista e terminou entrando em colapso. Claro que os liberais americanos sempre procuraram minimizar o papel de Reagan e ampliar o de Gorbachev.  Mas o que eles deixaram sem explicação é : “Por que, após quatro anos de vigência das políticas implacáveis e de enfrentamento de Reagan, a União Soviética não respondeu no mesmo padrão (…) designando um adequado primeiro-secretário linha-dura e beligerante, e sim um homem de negociação”  (Richard Pipes)

Logo que assumiu o poder sua primeira medida foi restaurar o ritual militar e toda a pompa em torno da presidência, que haviam sido jogados no lixo pela demagogia barata e liberalismo extremado do pateta Jimmy Carter. Paletó e gravata se tornaram novamente obrigatórios; voltaram a ser hasteadas as bandeiras;  tocadas as belas marchas de Philip Souza e o hino que saúda o presidente, o Hail to the Chief ( Carter considerava esse hino uma vergonha). As cerimônias na Casa Branca e o respeito formal ao presidente, longe de serem anacronismo simbolizam o orgulho e o amor do povo às instituições americanas. Difícil para os liberals entenderem. Claro, eles prefeririam ter nascido na Suécia.

Podemos imaginar se Reagan fosse presidente nos dias de hoje. Sem a União Soviética, e uma China que adotou a " modernização do comunismo" certamente ele  seria duríssimo com Chávez, Cuba, Iran, Síria, terroristas e amigos de terroristas. Com certeza iria usar a extraordinária supremacia militar americana. O mundo estaria muito melhor. Com toda a certeza não daria a a menor bola para a ONU e o Conselho de Segurança. Faria o que deveria ser feito e pronto. O "simplismo" , o "primarismo", e a falta de "sofisticação"  atribuidos à Reagan são justamente as acusações feitas contra Sarah Palin. Puxa vida, mas essa mulher é burríssima, mais burra do que o Lula.

Já que tocamos no problema, em um dos seus pouquíssimos bons momentos Clinton atacou Kosovo sem fazer nenhuma tentativa para obter  a autorização do Conselho de Segurança  para o emprego de “ todos os meios necessários”, ou seja, a força.  China e Rússia se opuseram à intervenção e, ao contrário do que assistimos com Bush, ninguém se incomodou com isso. A imprensa foi só elogios. Claro, por Clinton ser um liberal temos dois pesos e duas medidas. A Europa, que não queria enfrentar os sérvios, teve uma participação mínima nessa operação militar comandada pelo OTAN.

Reagan era fundamentalista. Acreditava em Arca de Noé. Acreditava que a vida na Terra havia surgido há seis mil anos. Seria bom que os liberals nos explicassem como “tanta ignorância” não o impediu de fazer um governo brilhante. Repito: É nesse contexto que se encaixa teoricamente Sarah Palin.

Três boas piadas de Reagan:

Quando ele levou um tiro e estava na maca, a caminho da cirurgia, disse para os médicos ao seu redor: “ Espero que vocês sejam republicanos”

Perguntado sobre o que faria com o déficit, que estava altíssimo, deu uma reposta lapidar para o momento econômico da época: "Ele já está bem crescidinho para cuidar de si mesmo”

Quando houve falha de comunicação na Casa Branca e ele não foi informado de um fato importante: “  Sim, realmente eu fiquei sem saber, mas já tomei providências para que isso não se repita. De agora em diante a ordem é para me acordar, mesmo que seja durante uma reunião do Conselho de Segurança.

.-.-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.—-.–.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Lula, muito elogiado pela entrevista dada ao Estadão, disse que se houvesse vencido a eleição de 1989, com a cabeça do jeito que eu pensava, ou teria feito uma revolução ou cairia no dia seguinte”. Que pena que ninguém perguntou: “ E de que maneira o senhor faria uma revolução ?”  Claro que não tinha a menor condição de fazer revolução nenhuma. Pura bravata. Simplesmente aproveitou a entrevista para bancar o machão. Nós tivemos mesmo muito azar – ou foi culpa do Jornal Nacional ? Se ele tivesse sido eleito não haveria mais PT. Os militares teriam acabado com tudo. Lula e cia levariam muitos anos para se reestruturar.

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-..–.–.-.-.-.-.-..

Sarah-palin

E a Agência Internacional de Energia Atômica  começa a desconfiar que o Iran está fabricando a bomba atômica. Nossa! Que surpresa! E o mundo inteiro pensando que os malditos aitolás estavam enriquecendo o urânio apenas para fins pacíficos…  As perguntas mais interessantes são : 1) O ataque às usinas vai ser de Israel com apoio americano ou de Israel somente ? 2) Se for apenas de Israel qual vai ser a atitude de Obama ?  3) O Iran vai conseguir atingir Israel com foguetes, causando baixas significativas na população civil ? 4) A oposição iraniana vai “fechar”com o governo, ou vai ficar calada ? 5) Os mísseis terra-ar russos que os iranianos compraram, os S-300, vão derrubar algum avião ou vai ser a habitual festa de incompetência do mundo árabe-persa ? 6) Os chineses, os reis do blefe,  além de condenar energicamente vão conseguir ir além disso ? Fácil é saber o que vai fazer o Brasil de hoje: Condenar veementemente o ataque, dizendo que nosso país tem a tradição de resolver as questões diplomaticamente. Lula, Amorim e  corja vão apresentar solidariedade á ditadura iraniana. E se o ataque vier no ano que vem, e Serra for presidente? Qual será a posição brasileira ? Boca fechada ?

Margaret Thatcher: “ Devemos admitir que os meios diplomáticos e outros visando a reduzir a proliferação de armas nucleares produzem mínimo resultado.”

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.

Por último, as palavras de Clinton no dia 26 de janeiro de 1998, diante das câmeras de televisão e do mundo, no salão Roosevelt , na Casa Branca, com Hillary ao seu lado:Eu quero dizer uma coisa para o povo americano. Eu quero que vocês me ouçam. Eu vou dizer outra vez. Eu nunca tive relações sexuais com essa mulher- Miss Lewinsky. Tornou-se o maior mentiroso da História Universal, já que foi visto e ouvido por centenas de milhões de pessoas.

Clinton_Monica

22 fevereiro, 2010 às 00:09

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *