Vídeo traduzido da FOX NEWS – Bill O’Reilly e as demonstrações contra Wall Street

[youtube=http://www.youtube.com/watch?v=0ZCZjEl-31U]

Na quarta-feira, em Nova Iorque houve outra demonstração de extrema esquerda enquanto um monte de gente marchava em Wall Street. Por que? Não sabemos exatamente.

O que realmente sabemos é que essas pessoas são uns fanáticos que estão sendo organizados por algumas pessoas muito interessantes. O nome MoveOn.org significa alguma coisa para você? E que tal George Soros? Bem, pela primeira vez MoveOn, fundada em parte por Soros, se aliou abertamente aos manifestantes.

Além disso, temos alguns sindicatos no meio: o Sindicato dos Trabalhadores do setor automobilístico, a Federação Unida dos Professores e, é claro, o sempre confiável SEIU*. É claro que nem todos os trabalhadores nestes sindicatos apóiam a queda do capitalismo. Não. Mas sua liderança é, com certeza, simpática aos manifestantes.  Mas, novamente, o que esse pessoal está querendo?

*União Internacional dos Trabalhadores de Serviços

O elo comum parece ser a “igualdade de renda”. Grupos como o Partido das Famílias Trabalhadoras e a coalizão Economia Forte para Todos têm basicamente perfis socialistas. Eles querem que o governo tome dinheiro dos ricos para dar para eles, um negocio legal se você pode conseguir isso. E você pode fazer isso em lugares como Cuba e Zimbabwe

O endinheirado por trás desses manifestantes, Soros, não quer o socialismo. Soros é o maior capitalista do planeta. Ele quer poder e esses grupos estão usando os fanáticos da extrema esquerda para tentar alcançar isto.
Na quarta-feira os manifestantes lançaram uma declaração: “Nós queremos proclamar nossa crença de que o sonho americano viverá de novo, que o jeito de ser americano é de ajudar uns aos outros a ter sucesso. Nossa voz, nossos valores, serão ouvidos”.

A frase chave lá é “ajudar uns aos outros a ter sucesso”. Mas essas pessoas não estão pedindo por ajuda voluntária. Eles querem tomar as coisas pela força, se necessário.

É verdade que a extrema esquerda está muito desapontada com o presidente Obama porque ele não tem sido radical o suficiente. O Sr. Obama certamente sabe que a vasta maioria dos americanos não quer o socialismo, e enquanto alguns dos seus programas são projetados para redistribuir renda, o presidente sabe que ele estaria politicamente condenado se ele dialogasse com esses radicais  linha dura.

No final, esses manifestantes não têm muita importância. A America é um grande país. Se você quer ser um fanático de extrema esquerda, você pode ser. Se você quer se demonstrar contra o capitalismo, dê um nocaute em você mesmo. Mas não machuque ninguém.

E por último, esses manifestantes me lembram o final dos anos 60 quando o movimento ‘poder para o povo’ estava no ápice. Enfim, muitos daqueles manifestantes da era Woodstock se tornaram capitalistas ardentes. Simplesmente pergunte a qualquer um em Wall Street.

10 outubro, 2011 às 22:47

Tags:

Categoria: Artigos

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *