Uma hilária declaração de guerra ; ” O seu maior momento” ; Fernando Henrique Cardoso, o Macunaíma envernizado ; Aquecimento Global: USA têm a maior onda de frio em 20 anos; Cartoons

 

 

 

Temos, abaixo, o trecho final de um dos mais famosos discursos de Churchill. A magistral, emocionante frase, ” their finest hour”, aqui traduzida como ” o seu maior momento”, correu o mundo. A Inglaterra estava completamente sozinha na luta contra Hitler e ninguém apostava um centavo na sua sobrevivência. Os exércitos francêses haviam se portado covardemente e, pela terceira vez, tinham sido batidos pelos alemães – 1870, 1914, 1940. Tentando justificar mais uma derrota desonrosa usando o argumento de uma esmagadora superioridade alemã, os generais da França disseram que o próximo passo da Alemanha seria o de “torcer o pescoço da Inglaterra como se esta fosse uma galinha”. Muito mais tarde Churchill, vitorioso, diria: “Que galinha!  E que pescoço!” 

 

THEIR FINEST HOUR

Winston Churchill

18 de junho de 1940

Câmara dos Comuns

…………….Aquilo que o general Weygand* chamou de “a batalha da França” acabou. A “batalha da Grã-Bretanha” está para começar. Desta batalha depende a sobrevivência da civilização cristã. Dela depende a própria vida britânica e a continuidade de nossas instituições e de nosso império. Toda a fúria e o poder do inimigo devem muito em breve se virar contra nós. Hitler sabe que terá de nos fazer sucumbir nesta ilha ou perder a guerra. Se nós pudermos enfrentá-lo, toda a Europa poderá ser livre e a vida do mundo poderá continuar na direção de campos amplos e ensolarados.

Mas, se nós falharmos, o mundo inteiro — inclusive os Estados Unidos, inclusive todos os que conhecemos e com quem nos importamos — irá afundar no abismo de uma nova era de trevas, tornada mais sinistra e talvez mais prolongada, pelas luzes da ciência pervertida. Vamos, portanto, nos unir em torno de nossos deveres. E saber que, se o Império Britânico e a Comunidade dos Estados Britânicos durarem mil anos, os homens ainda dirão: “Este foi o seu maior momento”.

* o general Weigand era o comandante-em chefe do exército da França

 

 

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

 

 

Churchill estava na residência de campo do primeiro-ministro, em Chequers, com o embaixador americano, John Winant, e com o representante pessoal do presidente Roosevelt, Averell Harriman, quando chegou pelo rádio a notícia do ataque japonês em Pearl Harbor à frota americana. Churchill imediatamente ligou ao presidente Roosevelt para buscar uma confirmação do fato e, em 8 de dezembro, a Grã-Bretanha declarou guerra ao Japão. Três dias depois, a Alemanha declarou guerra aos Estados Unidos, ato considerado por muitos como um dos maiores erros de Hitler.

 

GUERRA CONTRA O JAPÃO

8 de dezembro de 1941

Câmara dos Comuns

Logo que ouvi ontem à noite que o Japão tinha atacado os Estados Unidos, senti que era necessário que o Parlamento fosse imediatamente convocado. É indispensável para o nosso sistema de governo que o Parlamento exerça seu papel pleno em todos os atos importantes do Estado e em todos os momentos cruciais da guerra. E estou contente de ver que tantos representantes conseguiram estar em seus lugares, a despeito da brevidade da notícia. Com a plena aprovação da nação e do império, empenhei a palavra da Grã-Bretanha há mais ou menos um mês no sentido de que, se os Estados Unidos entrassem em guerra contra o Japão, uma declaração britânica de guerra seria emitida em seguida.

Eu, portanto, falei com o presidente Roosevelt no telefone Atlântico¹ na noite passada, com o propósito de organizar a sequência das nossas respectivas declarações. O presidente me disse que mandaria esta manhã uma mensagem ao Congresso, o qual naturalmente pode, como é sabido, fazer sozinho uma declaração de guerra em nome dos Estados Unidos — e então eu garanti a ele que faríamos o mesmo e imediatamente.

No entanto, logo surgiu o fato de que o território britânico na Malásia tinha sido também objeto de um ataque japonês. E mais tarde foi anunciado de Tóquio que o alto comando japonês — uma forma curiosa —, não o governo imperial japonês, tinha declarado estado de guerra contra a Grã-Bretanha e os Estados Unidos.

Sendo assim, não havia necessidade de esperar pela declaração do Congresso. A hora americana é quase seis horas depois da nossa. O Gabinete, portanto, que se reuniu às 12h30 de hoje, autorizou uma declaração imediata de guerra contra Japão. Instruções foram enviadas ao embaixador de Sua Majestade em Tóquio e uma comunicação foi despachada ao Chargé d’Affaires japonês, às 13h de hoje, com o seguinte conteúdo:

Escritório de Relações Exteriores, 8 de dezembro

Senhor,

Na noite de 7 de dezembro, o governo de Sua Majestade no Reino Unido soube que as forças japonesas, sem nenhum aviso prévio, ou na forma de uma declaração de guerra ou de um ultimato com declaração condicional de guerra, tentaram desembarcar na costa da Malásia e bombardearam Singapura e Hong Kong. Tendo em vista estes atos maléficos de agressão não provocada, cometidos em violação flagrante da lei internacional, particularmente do Artigo I — relacionado à abertura de hostilidades — da Terceira Convenção de Haia, da qual o Japão e o Reino Unido são signatários, o embaixador de Sua Majestade em Tóquio foi instruído a informar ao governo imperial japonês, em nome do governo de Sua Majestade no Reino Unido, que um estado de guerra existe entre os dois países.

Estou honrado em ser, com alta consideração,

Senhor,

Seu obediente servo,

Winston S. Churchill

Nota:

¹ O Telefone Atlântico Único, que funcionava por rádio, ligava Churchill, em Londres, a Roosevelt, em Washington, e era o único canal de comunicação transatlântico da época depois que os cabos da Atlantic Telephone foram destruídos propositadamente para prevenir agentes alemães de passar informações entre a Europa e a América do Norte.

Na época, criticou-se a maneira como Churchill encerra esta declaração de guerra, mas os salamaleques excessivos: “Estou honrado”, “Senhor”, “Seu obediente servo”, foram pura curtição.  De fato, ele estava muito feliz com a entrada dos Estados Unidos no conflito e resolveu se divertir. Mais tarde justificou-se: “Ora, não custa nada ser gentil com um sujeito que você pretende matar”. 

 

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-..-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

 

Convite de Bernard Shaw para Churchill:
“Tenho o prazer e a honra de convidar digno primeiro-ministro para primeira apresentação minha peça Pigmaleão. Venha e traga um amigo, se tiver.”
 
Resposta de Churchill para Bernard Shaw:
– “Agradeço ilustre escritor honroso convite. Infelizmente não poderei comparecer primeira apresentação. Irei à segunda, se houver.”
 

 

-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-.-

Fernando Henrique, uma das maiores fraudes da nossa história republicana, teve publicado pelo Estadão, dia 05/01/2014, mais um dos seus horrorosos e pessimamente redigidos discursos. O homem não sabe nem falar e nem escrever. Quem quiser ser torturado é só procurar o jornal.  Vou comentar apenas dois pedacinhos da peça carregada de lugares comuns, demagogia, e baboseiras. Desgraça pouca é bobagem. De um lado temos a corja petista, do outro essa turma do psdb:  um bando de incompetentes, desfibrados, vaidosos, adoradores da Petrobrás e do monstruoso estado-babá.   

O artículo começa assim : “Ano novo, esperanças de renovação. Mas como? Só se mudarmos o rumo.” (Rumo de que ?  E renovação de alguma maneira implica em mudança de rumos, mas FH escreve é assim mesmo.)

……Noutros termos, fazer com competência o que o governo petista paralisou nos últimos dez anos e o atual, de Dilma Rousseff, se vê obrigado a fazer, mas o faz atabalhoadamente –  Como é que é ?   “e o atual, de Dilma Rousseff ” – que dizer que este, o atual, não é petista ?  fazer com competência o que o governo petista paralisou nos últimos dez anos Fazer o que o governo paralisou ???!  . …e o atual, de Dilma Rousseff, se vê obrigado a fazer, ( fazer o que ???) mas o faz atabalhoadamente” Nossa!  “mas o faz…”   Vai escrever mal assim na pqp! Chega !Basta! Fora!

Em muitos momentos eu comentei artigos completos de FH ( que suplício!) e leitores interessados podem vê-los clicando em cima dos títulos:

Comentando o novo artigo de Fernando Henrique; Tópicos  ;      Fernando Henrique, o homem que não era ;     Crítica do blog à entrevista de Fernando Henrique no Estadão ( ou, porquê não tivemos e nem vamos ter Oposição);     Fernando Henrique – a decepção que não conseguimos superar, e Teste para Dilma nesta segunda feira;       Millor Fernandes ridiculariza o famoso livro de Fernando Henrique;      Uma aula de mediocridade: trechos da entrevista de Fernando Henrique para o Estadão

 

 

 

 

O AQUECIMENTO GLOBAL!

 

 EUA TÊM MAIOR ONDA DE FRIO EM 20 ANOS

 

 Últimas notícias a respeito da mentira esquerdista, anti-capitalista

 

Nos USA as autoridades americanas têm feito repetidos alertas para que a população fique dentro de casa, já que o frio intenso pode matar. Massa polar afeta 36 Estados, com fechamento de escolas e cancelamento de 4 mil voos; em Montana, mínima foi de -29 graus centígrados, com sensação térmica de – 52,7 graus centígrados. Segundo o Serviço Nacional Metereológico, ” Essa é uma situação perigosa”, e classificou debrutal o avanço da onda polar.

A frente fria, conhecida como Vórtice Polar, é um ciclone de grandes proporções que ocorre acima dos polos da Terra. Os “cientistas” liberais-democratas-socialistas tem uma explicação para o fenômeno. Eles disseram que o aquecimento global, causado pela voracidade dos capitalistas em busca do lucro, contribui para a perda de força do Vórtice Polar, com o paradoxal efeito de queda das temperaturas no inverno . Portanto o frio espantoso que se abate sobre os Estados Unidos na verdade é o aquecimento, em uma forma até então desconhecida.

O Instituto São Roque, especializado em torturar cachorrinhos Beagles, emitiu nota na tarde de ontem a respeito do fenômeno americano. No documento, os pesquisadores do Instituto explicam que o floco de neve é na verdade uma bola de carvão incandescida, e somente não pode ser vista como tal porque os olhos humanos perderam a sensibilidade que se manifesta no cristalino. Como prova, dizem que se alguém segurar por muito tempo a neve na palma da mão terá a pele queimada.  Na mesma nota o Instituto faz menção à invasão de que foi vítima alguns meses atrás:  “Justamente quando estávamos a poucos passos de descobrir a cura do câncer, da doença de Parkinson, e a de Alzheimer, aconteceu a tragédia”, lamenta o cientista João Honesto. Ao mesmo tempo, outro renomado pesquisador, Joaquim Honesto, diz que ele e seus colegas pelo menos tiveram “o consolo de ver jornalistas do mais alto gabarito, como Reinaldo Azevedo, Rodrigo Constantino, e também a revista VEJA, cerrarem fileiras conosco ao denunciarem a tremenda perda que foi para a raça humana a invasão do Instituto.” 

A administradora do São Roque, Profa. Dra. Maria Louca, procurada pela nossa reportagem acrescentou: “Tivemos notícias de que pessoas anti-patriotas disseram que o sucesso na descoberta de cura para as doenças mais terriveis de nossos tempos só é possivel em países que destinam bilhões e bilhões de dólares para pesquisas. Elas tiveram a coragem de dizer que o nosso Centro de Torturas para Beagles era apenas uma máquina perversa, dirigida por malucos carniceiros que não tinham condições de descobrir nem a cura para a dengue. Isto doeu. Depois apareceram denúncias de que estávamos roubando. Fomos jogados num mar de lama.” Após estas declarações a Dra. Maria Louca, agraciada pela USP com o título de “Cientista do Século”, tentou morder a reporter.

 

 

 

Os cartunistas não perdoaram o fato de que o navio de pesquisa científica sobre o aquecimento global foi imobilizado pelo gêlo.

 

 

Political Cartoons by Eric Allie

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Chip Bok

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Lisa Benson

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Glenn Foden

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Henry Payne

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Gary Varvel

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Bob Gorrell

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Glenn McCoy

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Nate Beeler

 

 

 

 

Political Cartoons by Jerry Holbert

 

 

 

Political Cartoons by Gary Varvel

 

 

 

                                                        MAIS CHARGES

 

 

 

Political Cartoons by Henry Payne

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Gary McCoy

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

 

Os novaiorquinos elegeram um prefeito absolutamente idiota, tão anti-americano quanto Obama, um homem que vai destruir a cidade.

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Bob Gorrell

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Robert Ariail

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Glenn McCoy

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Robert Ariail

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Nate Beeler

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Nate Beeler

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

                                        

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

Political Cartoons by Lisa Benson

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Glenn Foden

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Glenn McCoy

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Eric Allie

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Michael Ramirez

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Steve Breen

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Robert Ariail

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Steve Breen

 

 

 

Political Cartoons by Chip Bok

 

 

 

 

 

 

 

 

Political Cartoons by Lisa Benson

7 janeiro, 2014 às 18:44

Tags:

Categoria: Artigos

Comentários (2)

 

  1. Marco Balbi disse:

    Voltou de férias em forma!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

* Copy This Password *

* Type Or Paste Password Here *